Para aquecer o coração
28 Julho 2021 10:05:00

Campanha do Agasalho 2021 bate recorde de arrecadação nos primeiros 30 dias de ação

$artigoImagemTitulo

A Rede Top Pomerode realizou na tarde de segunda-feira, 26, a primeira entrega da Campanha do Agasalho 2021. A ação, carinhosamente intitulada "Ser solidário aquece o coração", bateu recorde nos primeiros 30 dias de arrecadação no município. "Logo que a campanha foi lançada percebemos um envolvimento muito grande dos nossos clientes, parceiros e colaboradores, todos envolvidos com a ajuda ao próximo", afirmou o gerente da Rede Top Pomerode, Luciano Galvão.

Assim como na edição anterior, a entidade beneficiada foi o Centro de Convivência Pommernheim. No total, foram recebidos 327 quilos de roupas, sapatos e outros agasalhos, tanto peças masculinas quanto femininas e de vários tamanhos, além de cobertores, que foram devidamente triados e separados antes da entrega. "Estamos muito felizes com o resultado. Nesse ano, até essa primeira entrega, arrecadamos praticamente o dobro do que na edição do ano passado", reforçou.


Marta Rocha/Recorde de Arrecadação: nos primeiros 30 dias foram arrecadas 327 quilos de artigos de vestuário e cobertores, que foram triados e entregues ao Pommernheim.

Vale lembrar que a campanha segue até o dia 31 de julho e que os itens arrecadados até esta data serão entregues no dia 02 de agosto novamente ao Pommernheim. Para a coordenadora do Centro de Convivência, Fabiana Bertagnolli, uma parceria muito importante para a instituição. "Todos os itens que recebemos são de grande valia para nós, pois em um primeiro momento é feita a triagem das roupas destinadas para os idosos. Já os demais artigos nos auxiliam em nosso brechó", explica.

O Brechó Pommernheim funciona toda terça-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h, na Rua Progresso, 578, em Testo Alto. Todos os valores arrecadados com a venda das peças são destinados para a manutenção da entidade. "Agradecemos a todos os envolvidos nesta ação, ela é de grande importância para nós", completa Fabiana.



28 Julho 2021 09:22:00

A Cia Boanova Filmes comemora novas premiações com o filme 'Albertina - a história da menina que conquistou o Céu e o coração de todo um país'

$artigoImagemTitulo

O filme levou todos os prêmios no Cannes World Film Festival. Albertina, uma produção popular comunitária, filmado em Imaruí, venceu nas categorias melhor filme biográfico, baseado na obra literária do sr. Albi Israel da Silveira; melhor direção, Luiz Fernando F. Machado; melhor cinematografia, Marx Vamerlatti; melhor atriz estreante, Jhulieny Espíndola e melhor atriz Infantil, Suieny Espíndola.

O filme acabou de levar cinco prêmios no Festival WICA Los Angeles_ World Independent Cinema Awards L.A, EUA: melhor longa-metragem do festival, melhor montagem de longa-metragem, Luiz Fernando F. Machado, melhor fotografia de filme longa estrangeiro, Marx Vamerlatti, melhor roteiro longa-metragem estrangeiro, Chico Caprário e melhores atrizes longa estrangeiro, as irmãs Suieny e Jhulieny Espíndola, que nunca haviam atuado.

"Temos muito a comemorar. Este é um filme feito sem capital, a partir de uma estratégia de colaboração e integração popular e que está concorrendo com filmes comerciais de alto custo e mesmo assim está levando diversos prêmios", diz o diretor do filme, Luiz Fernando F. Machado. Ele lembra que em Cannes o filme concorreu na categoria de melhor cinematografia, ao lado do filme Sarogeto, protagonizado por Eric Roberts (irmão da Júlia Roberts). "É um feito enorme, imagina, e tudo sem recursos. Um filme com pessoas que nunca atuaram. Temos as duas meninas que conheciam o cinema só pela tela, levando prêmios de melhores atrizes", comemora Fernando.

Para quem quiser assistir, o filme pode ser adquirido em https://pag.ae/7WWVSj8g3.

Seleções e Prêmios do filme Albertina

#amlatino Film Festival - outubro de 2021

Festival De Cinema De Jaraguá Do Sul - Sc - Brasil 2021 - setembro de 2021

Picknic Film Festival - Agosto de 2021

Cannes World Film Festival - Julho de 2021

Great Lakes Christian Film Festival - Julho de 2021

World Independent Cinema Los Angeles - PRÊMIO MELHOR LONGA, Roteiro, Cinematografia, Atrizes e Montagem - Julho de 2021

Bct - Festival Nazionale Del Cinema E Della Televisione Di Benevento - Julho de 2021

Islantilla Cinefórum - Julho de 2021

Ascendance International Film Festival(aiff) - Maio de 2021

Moviescreenpro Film Festival - PRÊMIO MELHOR LONGA - Maio de 2021

Festival Internacional De Cine Fenavid - Outubro de 2020

Great Lakes International Film Festival - outubro de 2021

Albertina

O filme é resultado do Curso de Cinema Popular, com base na Estética da Sopa de Pedra, realizado gratuitamente em Imaruí, com o objetivo de capacitar pessoas para participar do longa sobre a beata Albertina Berkenbrock. Participaram do curso crianças e adolescentes no contraturno escolar e adultos no período noturno. Foram ministradas aulas de Som no cinema, Cinematografia, Arte e casting e Produção no cinema. Ao todo em torno de 3.000 pessoas da comunidade participaram do longa-metragem. O curso foi realizado entre novembro de 2019 e fevereiro, sendo que as filmagens levaram um mês e terminaram antes da pandemia. A montagem foi feita na Bolívia.

Além do reconhecimento nos festivais o filme recebeu Moção de Aplauso na Alesc e na Câmara Municipal de Tubarão. O diretor Fernando ganhou uma Moção de Aplauso na Câmara de Vereadores de Urussanga, sua terra natal.

Números do Albertina:

1 - Recorde de Integração Popular:

Foram mais de 3.000 pessoas envolvidas diretamente na produção do Filme;

2 - Recorde em democratização nos processos de construção da sétima arte:

Cerca de 700 pessoas participaram dos processos pedagógicos da "Estética da Sopa de Pedra" aplicados pela produtora Boanova Films na fase de preparação e execução do Curso Popular de Cinema;

3 - Recorde de distribuição:

Foram mais 1.500 tickets vendidos para 1.500 lares do mundo em 48 horas. A primeira edição de produção dos DVDs somam 5.000 unidades e o filme já irá ser licenciado para canais de televisão abertos e fechados e plataformas VOD.

Estética da Sopa de Pedra

A Cia Boanova Films é uma escola de cinema itinerante que trabalha com a Estética da Sopa de Pedra.

Com a mesma estética já foram realizados outros trabalhos como o longa Zaratustra, realizado na Colônia Penal Agrícola de Palhoça. O filme foi feito pelos presos, em 10 horas de gravações corridas e dirigido por Fernando. Com ele foram três prêmios internacionais de melhor filme e menções honrosas na Europa e EUA.

O projeto Vida Sonora, aconteceu em 2018, através do Edital Cultura de Redes MinC, numa parceria com a CUFA Laguna. Foram capacitadas cerca de 400 crianças em seis cidades: Laguna, Criciúma, Palhoça, Florianópolis, Blumenau, Terra Indígena Morro dos Cavalos. O clipe indígena foi premiado como melhor videoclipe do FAM em 2019.

"Agora tivemos o curso do Albertina, maior, aperfeiçoado, resultado de uma ação pedagógica que já vinha sendo desenvolvida com a estética Sopa de Pedra em Santa Catarina pela Boanova", comemora Fernando. Mas a Estética da Sopa de Pedra já atravessou fronteiras. Um trabalho experimental foi desenvolvido também na cidade de Córdoba, Argentina, com meninas encarceradas do Centro de Detenção de Menores de Córdoba.

Desde 2015 a Cia desenvolve trabalhos de integração popular. Agora a Boanova está alinhando novos projetos de escola de cinema que vão gerar produções locais a partir de atividades de educação artística e cinema para o sul do estado para serem executados em 2022.

Mais informações:

Cristina Gallo (assessoria de imprensa) - 48 991885427

Luiz Fernando Machado (diretor do filme) - 48 996421682



Lançamento
26 Julho 2021 09:18:00
Autor: Por: Prefeitura de Indaial

$artigoImagemTitulo

Com o objetivo principal de promover e fortalecer a marca turística da cidade para moradores, visitantes e turistas, o Departamento de Turismo da Prefeitura, que gerencia o perfil no Instagram @visiteindaial, está lançando o filtro "Indaial: Na Rota da Natureza". Há três versões disponíveis. Em cada uma delas é possível alterar a cor do slogan para branco ou azul, conforme o fundo da foto.

"A ideia é que o visitante utilize a marca turística para emoldurar suas fotos e vídeos, criando assim uma lembrança dos locais onde passou e uma identidade visual do destino turístico Indaial. Os moradores também podem usar a marca, registrando com o filtro seus pontos favoritos da cidade", ressalta a turismóloga da Prefeitura, Tatiane Viana Mota.

Para utilizar o filtro é simples. Basta seguir o perfil @visiteindaial, procurar o ícone de filtros do perfil e escolher qual quer utilizar, clicar em salvar e experimentar, fazer as fotos e vídeos, postar nos stories ou feed e marcar o @visiteindaial ou utilizar também a #visiteindaial. Outras opções são pesquisar em Filtros: "Na Rota da Natureza" ou buscá-los nos Destaques do perfil do @visiteindaial.

Caso o internauta visualize nos stories dos amigos uma foto com o filtro de Indaial basta clicar no nome do filtro que aparece na parte superior da tela, salvar o efeito e postar.


Dedicação
25 Julho 2021 08:24:00

Vicente Izidoro Rodrigues é a inspiração do filho Jean, que seguiu a profissão do pai

$artigoImagemTitulo

O mês de maio de 2021 ficou marcado para sempre na vida de Vicente Izidoro Rodrigues. Aquela deveria ser mais uma jornada de trabalho normal, mas um grave incidente mudou tudo. "Eu estava deslocando na rodovia que liga Pomerode a Blumenau, quase na divisa, quando percebi algo errado", conta.

No momento em que parou o caminhão no acostamento, percebeu que as chamas começavam a consumir o seu companheiro de trabalho, que foi comprado com muito custo e escolhido pessoalmente na fábrica em São Bernardo do Campo (SP). "Meu primeiro sentimento foi um só, eu precisava apagar o fogo de qualquer jeito. Peguei uma toalha de banho e molhei com a água que eu tinha na bombona e joguei pelas chamas."

O motorista segurou a toalha com toda a força até não conseguir mais. O calor era tão intenso que já começava a queimar também as mãos de Vicente. "Muitas pessoas passaram na rodovia e não pararam, nem sequer ligavam o alerta ou diminuíam a velocidade. Eu estava desesperado, quando um vizinho correu do outro lado da rua com uma mangueira e começou a me ajudar, aquilo me deu ainda mais força para continuar", relembra.


Arquivo Pessoal /Inspiração: vídeo do momento em que o caminhão de Vicente pega fogo às margens da SC-421 e ele tenta apagar as chamas viralizou nas redes sociais.

Assim que o primeiro vizinho correu para prestar socorro, outro também apareceu com um extintor para auxiliar. "Até que o motorista de uma caçamba também parou. Ele tinha algumas garrafas de água e me entregou para ajudar a apagar as chamas. Eles não tiveram medo das chamas altas e queriam realmente me ajudar", afirma.

Foram longos e infinitos minutos, quando uma Van com brigadistas da empresa Karsten estacionou e trouxe extintores para ajudar a conter as chamas. Logo em seguida, as equipes dos bombeiros chegaram para fazer o rescaldo do veículo e todos os procedimentos de segurança. "Agradeço muito a cada uma dessas grandes pessoas que me ajudaram. Eu tenho seguro e ele cobriria o prejuízo, mas a perda daquele caminhão significava muito mais para mim. Pois, no auge dos meus 63 anos, acho que não teria mais ânimo para continuar", garante.

Vicente começou carreira como motorista em 1976, primeiro dirigindo um ônibus, dois anos depois assumiu o primeiro volante daqueles que seriam seus companheiros de trabalho para a vida toda: os caminhões. Foram anos de dedicação, histórias para contar e inúmeros quilômetros rodados.


Arquivo Pessoal /Legado: foi do pai que Jean herdou o amor pelo trabalho como motorista de caminhão.

Foi a profissão do pai que inspirou a escolha do filho Jean Carlos Rodrigues, caminhoneiro há 24 anos. E das memórias da época de criança se recorda de sempre querer acompanhá-lo. "Da janela de meu quarto eu o via sair e chorando pedia para Deus me ajudar a crescer logo, para ir viajar no lugar dele."

A primeira viagem que pai e filho fizeram juntos, ambos já como motoristas de caminhão, foi em 1997, quando Jean fez a sua primeira habilitação. "Meu pai me ensinou tudo que eu sei. Por muitos anos transportamos cimento juntos do Paraná para Santa Catarina e sempre que possível pegamos a estrada juntos ou nos encontramos pelo caminho", declara.

Quando o incidente com Vicente ocorreu, Jean não pensou duas vezes e compartilhou a experiência do pai em suas redes sociais, para que servisse como inspiração de honestidade e determinação. "Falar do meu pai sempre é um privilégio, mas eu queria mostrar o seu caráter em lutar para não deixar o fogo consumir a ferramenta de trabalho dele."

Passado o susto, tanto pai quanto filho continuam com a rotina diária de estrada. "Graças a Deus não passou de um susto, ele conseguiu apagar o fogo arriscando sua própria vida para defender seu 'ganha pão' com a ajuda de algumas boas pessoas. Enquanto há força, há luta. O dinheiro nunca foi sua riqueza, nos ensinou desde pequenos a sempre ter esperança e nos mostrou por atitudes o que é ser um verdadeiro herói", finaliza Jean.


Pomeranos no Vale Europeu
25 Julho 2021 08:01:00
Autor: Por Genemir Raduenz, Edson Klemann, Johan Ditmar Strelow, Cláudio Werling e Dirceu Zimmer

$artigoImagemTitulo

Esse pomerano estudou muitos componentes químicos contribuindo para a descoberta de vários elementos como o oxigênio. Nasceu em Stralsund, na atual região de Mecklemburgo Pomerânia (Mecklenburg Vorpommern), no entanto, quando Scheele nasceu, a região pertencia a Suécia em função da Guerra dos Trinta Anos. Em 1757 foi estudar na Suécia e se esforçou muito para compreender todos os livros especializados que foram disponibilizados. Quando conheceu o professor de química Anders Jahan Retzius da Universidade de Lund, recebeu bastante apoio para avançar nas pesquisas. Em 1770 se mudou para Uppsala onde encontrou ótimas condições de pesquisa com o também pomerano Christian Ludwig Lokk. Os estudos de Scheele por volta de 1771/1773 levaram a descoberta do oxigênio e do nitrogênio. Ele também descobriu a absorção de gases pelo carvão e fez um experimento fervendo vinagre em vasilhas fechadas, encontrou um processo de conservação semelhante a pasteurização. Também fez os primeiros experimentos com Cloreto de prata descobrindo a sensibilidade deste material a luz. Atualmente a relevância de Scheele é reconhecida para o desenvolvimento da química. No entanto, muitas descobertas não lhe foram atribuídas efetivamente, pois na prática, Scheele não publicava tudo o que fazia, ou os publicava em periódicos científicos pouco divulgados. Seu trabalho envolvia condições perigosas inerentes aos químicos da época, por isso, no outono de 1785 adoeceu de forma precoce aos 43 anos, falecendo em 19 de maio de 1786.


Beleza
25 Julho 2021 08:00:00

Thiane Evelyn da Silva se prepara agora para a etapa estadual que ocorre em setembro

$artigoImagemTitulo

Thiane Evelyn da Silva foi escolhida para ser a representante pomerodense no Miss CNB Teen Santa Catarina. Um sonho de menina, que se tornou realidade para a jovem de 15 anos. Ela conta que desde pequena usava os sapatos da mãe para desfilar pela casa. "Era uma das minhas brincadeiras favoritas, adorava me imaginar desfilando".

A estudante do segundo ano do Ensino Médio foi descoberta através das suas redes sociais em fevereiro e, desde então, foi convidada a participar de alguns ensaios de moda. Não demorou muito para que sua beleza fosse notada e o convite para representar Pomerode na etapa estadual ocorresse. "Esse foi um processo diferente dos outros concursos, já que todas as fases foram modificadas em função da pandemia. Mas o orgulho de poder representar Pomerode é gigante", afirma.

Para a mãe, Juliana Fidélis, a emoção de ver a filha brilhar toma conta de toda a rotina das duas, que precisou ser adaptada para acompanhar os compromissos da filha. "Não esperava que todo esse processo pudesse ocorrer de forma tão rápida. Quando vi que estava dando tudo certo fiquei muito feliz. Só posso torcer para que ela possa dar ainda mais asas para o sonho de infância", garante.

A Miss CNB Teen Pomerode se prepara, agora, para a fase estadual que está programada para ocorrer em setembro, em Balneário Camboriú. "Tenho contado com o apoio da minha produtora para me preparar para o desfile. Na minha rotina também estou cuidando com a alimentação e criando conteúdos para as minhas redes sociais. Gostaria de agradecer ao meu produtor, o Kabeto, toda a sua equipe e a todos que têm me ajudado a realizar esse grande sonho", finaliza Thiane.


Trajetória
24 Julho 2021 15:09:00

Pastores Sinara e Danilo Kammers deixam Pomerode para atuar na Alemanha

$artigoImagemTitulo

O casal Sinara Grellmann Kammers e Danilo Kammers se despediu de Pomerode para uma nova missão em Deus. Dessa vez o chamado para trabalhar como pastores chegou da Igreja Luterana da Baviera, em Schwarzach bei Kulmbach, no sul da Alemanha. "A missão continua a mesma, viver e anunciar o Evangelho de Jesus Cristo, que traz sentido e nova vida para qualquer pessoa. Você não vai simplesmente à igreja, você é igreja na sua relação com Jesus Cristo e com aqueles que Ele coloca na sua vida de fé. É e sempre será muito especial sentir-se amado e querido pela sua igreja", afirma a pastora.

Sinara, que foi enviada pela secretaria geral da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), atuava em Pomerode desde 2012, já Danilo foi enviado para partilhar a vaga em 2015. "Quando recebi a notícia que deveria servir a Deus em Pomerode fiquei surpresa e curiosa. Não conhecia a cidade e o contexto, porque tinha trabalhado apenas no Rio Grande do Sul."

O casal, então, passou a atender a região Norte de Pomerode, na Paróquia São Lucas, em quatro comunidades: Testo Alto, Cristo Salvador, Rega e Rega Alta. "Nosso maior aprendizado nesse tempo foi de que as pessoas, independente da cultura, buscam por respostas para o sentido de suas vidas. E de que o Evangelho de Jesus Cristo ainda é resposta para isso. Anunciar e vivenciar do amor de Jesus é algo maravilhoso", reforça Sinara.

Além de construir a trajetória enquanto pastores, junto à Paróquia São Lucas, foi em Pomerode que o casal teve os dois filhos, Carlos e Lara. "Pomerode sempre ficará em nossas melhores recordações por inúmeros motivos, mas de maneira especial, porque aqui nasceram em nossas vidas os nossos filhos", completa.

O convite para trabalhar na Alemanha chegou há um ano e Sinara garante que essa não foi uma decisão fácil. "Mas oramos sobre o assunto e fomos recebendo respostas claras com o passar do tempo. Foi um processo bastante burocrático, que foi se encaminhando de uma forma surpreendente", conta.

O contrato com a igreja da Baviera foi assinado no fim de abril e, em seguida, a liderança da Paróquia São Lucas foi comunicada oficialmente para que a contratação de novo pastor e o processo de despedida fosse iniciado. "O tempo de despedida foi bastante especial para nós, enquanto família, pois nos sentimos muito queridos pelas pessoas daqui. Fizemos amigos e irmãos na fé que são muito importantes para nós."

A despedida e também a viagem para a nova casa, já em solo alemão, ocorreu na última semana. Para a família, ficam as recordações e aprendizados em Pomerode. "Sabemos que temos desafios de adaptação a um novo contexto e igreja, mas cremos que Deus continuará a nos cuidar. Oramos também por Pomerode e pela Paróquia São Lucas, para que Deus continue abençoando as pessoas daqui", afirma.


Dia do colono
24 Julho 2021 08:00:00

Denis e Jéssica cultivam o amor pela agricultura e transformaram o quintal de casa em um mini sítio

$artigoImagemTitulo

Antigamente, a cultura passada de geração para geração era voltada para o cultivo de alimentos e criação de animais. Com a vinda das tecnologias, as novas gerações foram deixando de lado a vida no campo, decidindo se aventurar na cidade. No entanto, indo contra essa onda, Denis Luan Koepp, de 24 anos, e Jéssica Karolaine Ling, de 21, tinham um sonho em comum: ter um sítio.

O jovem casal se conheceu há seis anos, pouco tempo depois iniciou o namoro. Não demorou muito para decidirem morar juntos, em um terreno doado pelo pai de Denis. Aos poucos, o sonho de ter um pequeno sítio ganhou vida. A primeira etapa foi montar uma horta com algumas hortaliças. Depois, iniciaram a plantação de outros cultivares, como mandioca e milho. Por fim, a criação de animais pôde se tornar realidade. "Começamos com galinhas e coelhos. No momento, não temos muitos, porque tivemos que vender devido ao preço das rações, mas aos poucos estamos voltando a criar de novo", explica Denis.

Porém, o espaço limitado começou a se tornar um desafio. "Foram surgindo ideias e queríamos aumentar o sitio, mas não tínhamos muito espaço, então, começamos a procurar na internet dicas e vídeos de como fazer um sítio em um espaço menor, tipo um mini sítio, com criação de animais, plantações e tudo mais."

Enquanto buscavam inspirações, surgiu a ideia de postar vídeos ensinando às pessoas o que eles já tinham aprendido. Foi nesse momento que o canal do Youtube intitulado "Mini sítio" começou. "Eu pensei, como estou procurando conteúdo sobre como fazer coisas em pequenos espaços, tem muita coisa que eu sei fazer que talvez alguém não saiba, então tive a ideia de criar o canal e comecei a postar vídeos do que estávamos construindo aqui", destaca ele.


Laura sfreddo /Fofura: coelhos são uma das espécies criadas pelo casal.

Denis relembra o difícil começo nesse novo desafio, pois poucas pessoas assistiam e interagiam com eles. Esse foi o motivo que fez com que, várias vezes, o casal desanimasse e parasse de postar. "Ultimamente, tem dado mais retorno, mais pessoas estão vendo, comentando e dando ideias do que eles querem ver. Criamos o perfil em outras redes sociais, no Instagram e no Facebook, e temos bastante retorno por ali também", salienta.

Agora, a rotina é voltada a trabalhar, cuidar do mini sítio e gerar conteúdo para essas redes sociais. Jéssica conta sobre o dia a dia do casal: "De manhã, acordamos, tomamos café e vamos tratar os bichos. Antes, demorava umas duas horas para tratar tudo. Agora, é mais rapidinho. Depois, vamos trabalhar e, ao meio-dia, vemos se está tudo certo. Voltamos ao trabalho e de noite fazemos o que é necessário, olhamos tudo de novo, botamos os pintinhos para dentro, cuidamos da horta e fazemos a janta".

O casal revela ainda que o sonho de ter um sítio começou na infância, por influência dos avós. "Minha mãe não gosta muito de agricultura, meu pai também não, então surgiu da gente mesmo. Quando éramos pequenos víamos nossos avós fazendo isso e gostávamos, ficávamos brincando e aprendemos a gostar", expõe Jéssica.

Diante disso, o casal afirma que o amor pela agricultura e pela roça será repassado quando tiverem filhos. "Ensinar desde criança, assim como os nossos avós ensinaram para a gente", completa Denis.


Laura sfreddo /Diversidade: o mini sítio possui uma gama de cultivares.

Com eles, muito conhecimento foi adquirido. Mesmo assim, quando iniciaram o sítio, diversos erros e acertos foram cometidos. "Muita coisa aprendemos olhando vídeos e também na prática. Erramos bastante no começo, plantamos muita coisa que não deu certo, muita coisa plantamos e nem precisava, porque acabamos não consumindo", afirma ele.

Dos desafios vivenciados no dia a dia, o casal destaca o cuidado com os bichos, pois há muito para fazer. "Até mesmo a horta, por menor que seja, dá bastante trabalho para manter limpa e organizada. É um serviço que nunca acaba, eu sempre falo isso nos meus vídeos."

Por outro lado, não há nada mais prazeroso do que comer os alimentos produzidos em casa. "É a sustentabilidade, principalmente para não depender tanto de gastar dinheiro em mercado e comprar os produtos prontos. É satisfatório plantar a semente e, depois de um tempo, colher uma salada ou até mesmo criar animais e depois ter carne no prato do bicho que você mesmo criou, da plantação que você mesmo fez, é gratificante", destaca o casal.

Por fim, eles deixam um recado para os que nunca tiveram a oportunidade de ter contato com a agricultura: "Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, deveria tentar. Se não tem espaço em um terreno, pelo menos plantar umas hortaliças em uns vasinhos na varanda, colher uma vez na vida o próprio alimento para ter a sensação de como é produzir e não depender só de mercado, mas também do próprio esforço".


Divertissement
22 Julho 2021 13:38:00

130 alunos subiram no palco em 33 coreografias

$artigoImagemTitulo

Os alunos do Projeto Ballet Cultura retornaram aos palcos do Teatro Municipal de Pomerode na quinta e sexta-feira, dias 15 e 16 de julho. As duas noites foram marcadas por fortes emoções e o sentimento de realização pelo espetáculo poder ter ocorrido.

No primeiro dia, foram celebrados os 15 anos de história do projeto com uma apresentação especial intitulada "Noite de Homenageados 15 anos Ballet Cultura". Em função das medidas de prevenção contra a Covid-19, a plateia foi reduzida e somente aberta para os convidados que contribuíram de alguma forma ao longo dessa uma década e meia do Ballet Cultura.

Para isso, 15 coreografias foram preparadas e, ao fim do espetáculo, os homenageados foram chamados um por um para receberem um troféu como forma de agradecimento. A coordenadora do projeto Ballet Cultura e do Corpo de Baile Municipal, Andrea Hradec, conta que, além dos convidados, os bailarinos e ela própria também foram homenageados. "Fiquei muito feliz, afinal foram anos de dedicação. Não foi fácil, foram muitas pedras no caminho, mas o amor pela dança clássica me faz ser forte para continuar lutando pelo Ballet Cultura. Esse troféu significa o prêmio por tamanha dedicação e está em um lugar muito especial na minha casa", afirma.


Marcos Ricardo Fotografias/

Já na sexta-feira ocorreu a 8ª edição do Divertissement, sem presença de público. Pela primeira vez, a noite de apresentação foi transmitida ao vivo pelas redes sociais com o objetivo de que espectadores de qualquer lugar pudessem acompanhar a beleza e a perfeição da dança. "Todos estavam felizes, mas para nós, do corpo de baile, ainda deu uma sensação de vazio, fazer os agradecimentos finais para cadeiras vazias é muito frio e triste. Estamos na torcida por um teatro com plateia, rezamos para tudo voltar", declara. Ao todo, durante a segunda noite, 130 alunos puderam subir ao palco em 33 coreografias.

Agora, o Ballet Cultura está de férias por duas semanas e, para os bailarinos, Andrea deixa um recado especial: "Que meus alunos descansem e venham com mais energia e garra para o segundo semestre. Para novembro, estamos preparando um espetáculo lindo para a nossa e querida Pomerode".

Arrecadação de alimentos

Mesmo sem a presença de plateia, a opção foi a de oferecer aos alunos a possibilidade de doar alimentos não perecíveis destinados à Apae de Pomerode. A entrega foi feita pela Associação Corpo de Baile Municipal de Pomerode na terça-feira, dia 20. 


Deslumbrante
21 Julho 2021 16:11:00

Final do concurso ocorreu em Imbituba e agora Melaine Jandre representará o estado em 2022

$artigoImagemTitulo

A pomerodense Melaine Jandre brilhou na etapa estadual do Musa de Santa Catarina 2021. O evento, que foi fechado em função das restrições impostas pela pandemia, ocorreu no sábado, 17, na cidade de Imbituba e foi transmitido ao vivo pelos canais digitais. "Participar do Musa foi e está sendo uma experiência incrível, essa conquista é a realização de um sonho", disse.

Dez belíssimas candidatas participaram da grande final do evento que é realizado desde 2017. Elas foram avaliadas por um júri técnico na prova de entrevista, passarela, fotos e vídeo. "A minha participação no Musa foi tranquila e cada desafio me acrescentou muito. A seletiva das candidatas foi feita de forma on-line, assim como as provas preliminares, já a grande final ocorreu em um evento fechado, direcionado somente a um pequeno número de pessoas, mas transmitido pelos canais digitais."

Mel, como é conhecida, tem 32 anos e agora representará o estado na etapa nacional do concurso, programado para 2022. "Ano que vem espero representar com orgulho todas as mulheres catarinenses. O concurso me abriu portas e, principalmente, me acrescentou muito como mulher, eu indico essa experiência a todas", finaliza.

Além do Troféu e faixa do Musa de Santa Catarina, Mel Jandre garantiu também o Troféu Fotogenia. Já as Musas de São José e Laguna, ficaram empatadas na segunda colocação e a Musa de Paulo Lopes com o terceiro lugar. O concurso tem como diretor estadual, Jefferson Rosa e como coordenadora da beleza, Dany Rosa.

As inscrições para as fases regionais do Musa de Santa Catarina 2022 já estão abertas e podem ser feitas pelo site.



Timbó
21 Julho 2021 16:02:00

Organização ainda analisa a possibilidade de realizar uma programação alternativa

$artigoImagemTitulo

Devido à situação da pandemia, a Prefeitura de Timbó informou que a Festa do Imigrante deste ano não será realizada. O tradicional evento estava programado para acontecer durante dois fins de semana, de 01 a 03 de outubro e 08 a 12 de outubro.

"A saúde da população deve estar sempre em primeiro lugar. Depois de estudar a situação, vimos que este ainda não é momento para realizarmos um evento do porte da Festa do Imigrante. Quando for seguro, esperamos poder celebrar todos juntos novamente", afirma o prefeito de Timbó, Jorge Krüger.

Ainda está sendo analisada a possibilidade de realizar uma programação alternativa em alusão à Festa, já que o dia 12 de outubro marca o aniversário de Fundação do município. Em 2021, Timbó completa 152 anos.

A Festa do Imigrante de 2022 já tem data para acontecer. Serão nove dias de celebração, de 30 de setembro a 02 de outubro e de 07 a 12 de outubro.



Agricultura
21 Julho 2021 09:07:00
Autor: Por: Governo do Estado

$artigoImagemTitulo

Santa Catarina conquistou nesta terça-feira, 20, a Indicação Geográfica (IG) do Mel de Melato da Bracatinga na categoria Denominação de Origem do Planalto Sul Brasileiro. Esta é a quinta IG do território catarinense. A certificação é concedida pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e atesta que um produto só tem aquelas características porque é produzido de determinada forma, ou porque tem notoriedade na produção.

A Denominação de Origem parte do pressuposto de que as características geográficas (naturais e humanas) dessa região determinam a singularidade e a qualidade do produto.

Abrangência

A IG do mel de Melato da Bracatinga abrange uma área de 134 municípios, sendo 107 de Santa Catarina, 12 do Paraná e 15 do Rio Grande do Sul. Por sua prevalência no território catarinense, o processo de certificação teve participação da Epagri nas ações de pesquisa e extensão, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e as associações de apicultores da região.

A Federação das Associações de Apicultores de Santa Catarina (Faasc) foi a instituição solicitante da IG, em parceria com as federações de apicultores de Rio Grande do Sul (FARGS) e do Paraná (FEPA).

Ao longo do processo de solicitação da DO do Planalto Sul Brasileiro para o Mel de Melato da Bracatinga, coube à Epagri, por meio de seus profissionais de extensão, mobilizar e apoiar a organização dos produtores. Paralelamente, os pesquisadores da Epagri/Ciram realizaram a caracterização de solo, clima, relevo e altitude da região produtora, bem como a delimitação da área geográfica de abrangência da IG. A Epagri foi ainda responsável por produzir o documento que estabelece a relação entre o meio geográfico e o produto.

Reconhecimento

"Essa IG é a comprovação da excelência do mel de melato produzido no Planalto Sul Brasileiro. Também coroa o trabalho pioneiro da Epagri de reconhecer e documentar a importância desse produto que, por suas características, se destaca internacionalmente", ressalta a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter. Ela lembra que a capilaridade da Epagri, que está presente em todos os municípios do estado, dá à Empresa o privilégio de poder identificar com rapidez e precisão as peculiaridades do que é produzido no território catarinense. "Nossos extensionistas sempre caminharam ao lado destes apicultores, dando as orientações necessárias para a produção do mel de melato da bracatinga e a consequente concessão da IG".

Everton Vieira, assistente de pesquisa da Epagri/Ciram, descreve que o mel de melato da bracatinga é um produto único, singular, que só ocorre em condições específicas de clima, altitude e condição geográfica. "Durante muito tempo esse produto não foi valorizado no país, mas a partir do envio de amostras para a Alemanha, houve o reconhecimento da qualidade desse mel típico da região do Planalto Sul Brasileiro", relata. Ele conta que, por ser mais escuro e amargo que o mel silvestre, ele não era valorizado no mercado nacional.

O profissional da Epagri/Ciram pontua que a busca pela IG teve por objetivo destacar as qualidades do produto, de modo a aumentar o mercado nacional, garantir a qualidade e a procedência ao consumidor final e preço justo aos produtores. "Mas, sobretudo, a ação tem a finalidade de promover e estimular a organização e o desenvolvimento do território onde é produzido, garantindo geração de renda e qualidade de vida aos apicultores locais", destaca Everton.

"Essa é a quinta Indicação Geográfica registrada em Santa Catarina. Conquistas como essas nos deixam orgulhosos do trabalho que vem sendo realizado pelo Sebrae/SC, em parceria com outras entidades. A conquista dessa IG valoriza o trabalho e a dedicação dos apicultores catarinenses, gaúchos e paranaenses, que são verdadeiros exemplos de que a agricultura familiar do Sul do país é empreendedora, dinâmica e de muita qualidade. Essa IG, que agrega os estados do Sul do país, pode apoiar não só a geração de valor ao produto, mas, sobretudo, agregar valor ao território, estimulando a geração de novos negócios e integrando setores como o agro, a gastronomia e o turismo", afirma o diretor técnico do Sebrae/SC, Luc Pinheiro.

Cochonilha

Foto: Saulo Poffo / Epagri

O mel de melato da bracatinga é fabricado pelas abelhas a partir do líquido açucarado que um inseto chamado cochonilha produz ao se alimentar da seiva da bracatinga, uma espécie arbórea nativa do Brasil, com distribuição predominante na região Sul. Esse fenômeno ocorre apenas em áreas com altitudes acima de 700 metros no Planalto Sul Brasileiro.

A cada dois anos, nos anos pares, os bracatingais são infestados por cochonilhas, que se fixam no tronco das árvores e se alimentam da seiva, excretando um líquido adocicado, o melato. Este mesmo líquido, que fica depositado nas partes externas da planta, é utilizado como matéria-prima pelas abelhas da espécie Apis mellifera e, a partir dessa associação, é elaborado o mel de melato de bracatinga.

Diferencial

Estudos pioneiros com mel de melato da bracatinga da região demarcada demonstraram que ele possui características diferenciadas em relação aos méis florais e de melato de outras origens. Além da presença das enzimas das abelhas produtoras, contém enzimas derivadas das secreções das glândulas salivares e do intestino das cochonilhas, que promovem a coloração mais escura (âmbar), maiores teores nitrogênio e minerais, entre outras características.

Mas seu grande diferencial são os efeitos benéficos à saúde devido à presença de compostos bioativos e potencial antioxidante. Destaque para a maior concentração dos aminoácidos livres serina, prolina, asparagina, ácido aspártico e ácido glutâmico.

O mel de melato apresenta ainda menores quantidades de frutose e glicose e não cristaliza como o mel floral. Em Santa Catarina, 95% da produção desse mel é exportada.

Segundo Everton, o próximo desafio das equipes envolvidas no trabalho será a operacionalização e gestão da IG do Mel de Melato da Bracatinga do Planalto Sul Brasileiro. Neste sentido, uma das primeiras ações será a efetivação do Conselho Gestor, que envolve as Associações de Produtores e suas Federações nos estados do Sul do Brasil, além de representantes de todos os segmentos da cadeia produtiva, como empresários, técnicos, instituições públicas, etc.

A Denominação de Origem (DO) do Planalto Sul Brasileiro do Mel de Melato da Bracatinga é a quinta IG do território catarinense. Essa história começou com a IG do Vinho dos Vales da Uva Goethe, seguida pela DO Banana da Região de Corupá e pela DO Campos de Cima da Serra para Queijo Serrano. No dia 29 de junho veio a IG Vinhos de Altitude de Santa Catarina, na modalidade Indicação de Procedência (IP). Erva-mate do Planalto Norte é outro produto que está sendo trabalhado pela Epagri para obtenção de IG, além da maçã fuji, esta em parceria com o Sebrae.


Cultura
21 Julho 2021 09:01:00
Autor: Por: Governo do Estado

$artigoImagemTitulo

O primeiro evento-teste com público já tem data marcada para ocorrer em Santa Catarina. Será no próximo dia 29 de julho, para a Grande Florianópolis. O anúncio foi feito pelo governador Carlos Moisés, na tarde desta terça-feira, 20, quando foram oficialmente abertas as inscrições para acompanhar a apresentação. Depois de 16 meses fechado, quem subirá ao palco do Teatro do CIC será a Camerata Florianópolis. A iniciativa é pioneira no Brasil e vai servir para balizar a retomada das atividades do segmento com o máximo de segurança e protocolos necessários.

"O nosso objetivo com esse evento técnico e científico é nortear a nossa conduta para o setor, daqui pra frente, para termos segurança e garantia de que todos os demais eventos possam ser liberados e realizados com segurança", ressalta o governador.

Carlos Moisés destaca o trabalho pioneiro de Santa Catarina para a retomada dos eventos e reforça a importância da prática dos protocolos sanitários de prevenção ao coronavírus. O evento-teste é de graça, será para público com a vacinação completa e atenderá outras regras como o uso de máscaras e testagem para a Covid-19. As inscrições podem ser feitas neste link.

Um Grupo de Trabalho (GT) formado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Secretaria de Estado da Saúde (SES) , Vigilância Sanitária de Florianópolis e representantes do segmento de eventos atua desde o início do ano para formatar os eventos-testes no estado. Eles serão acompanhados por uma equipe de pesquisadores da Univali e da Unisul com apoio do Senac e Fundação Catarinense de Cultura.

"Nós queremos entender como vai funcionar, como as pessoas vão se comportar durante esses eventos e o que vai acontecer depois, por meio da rastreabilidade dos participantes. A partir daí, vamos trabalhar com parâmetros concretos de segurança para restabelecer as atividades deste setor que vem sofrendo desde o início da pandemia", ressalta a coordenadora do GT, Eveline Orth.

O presidente interino da Santur, Renê Meneses, disse que esse é o primeiro de uma série de outros eventos que serão monitorados. "A segurança é o mais importante. Nosso esforço é para que o setor possa voltar com os devidos protocolos para a saúde da população", afirma.

Arte e emoção no palco

A apresentação do evento-teste será uma interpretação de Mendelssohn e Beethoven, pela Camerata Florianópolis. O maestro Jeferson Della Rocca não esconde a emoção em poder voltar ao palco. Ele frisa que a arte e o contato com o público são combustível para a vida. Os 16 meses longe de um dos seus lugares preferidos deixam o retorno ainda mais especial, mesmo que com protocolos bem diferentes dos que era acostumado a encontrar no contato com a plateia.

"Nós tivemos que parar de uma hora para outra e agora já posso sentir o coração bater um pouquinho mais acelerado. É um sinal de esperança e eu tenho certeza que vai dar tudo certo", expressa.

Com a regência do maestro Della Rocca, o Concerto da Camerata Florianópolis terá a participação dos solistas Alberto Heller (piano) e Iva Giracca (violino). No programa o Concerto para Piano e Orquestra N. 5 "Imperador", de Ludwig van Beethoven (1770-1827) e o Concerto para Violino e Orquestra de Cordas em Ré menor, de Felix Mendelssohn (1809-1847).

Tira-dúvidas sobre o evento:

O evento é gratuito?

Sim, o evento é gratuito. Podem participar somente moradores da Grande Florianópolis.

Na inscrição tem um termo de aceite, é obrigatório o preenchimento?

Sim, o preenchimento do termo de aceite é obrigatório, pois o evento além de um concerto musical será uma pesquisa cientifica para avaliar a segurança sanitária dos eventos.

Estou parcialmente imunizado (tomei apenas uma dose da vacina), posso ir?

Não. O evento é apenas para imunizados completos.

Já tomei a segunda dose, posso ir?

Caso a vacina que você tomou já tenha completado o prazo de imunização, você poderá ir ao evento.

É obrigatório o uso de máscara?

Sim, obrigatório o uso de máscara PFF2 sem válvula.

É obrigatório fazer o teste de Covid-19?

Sim, os testes serão fornecidos pelo evento e deverão ser realizados no dia agendado pela produção.

Onde faço e quando posso fazer o teste

Após a sua inscrição no evento você vai receber uma mensagem informando data e horário da realização do seu teste.

Como será o monitoramento pós-evento?

Após o evento uma equipe de pesquisadores irá monitorar os participantes por Telefone e WhatsApp ou SMS por 15 dias.

Todos os protocolos serão seguidos no evento?

Sim. O evento possui protocolo específico, com base nas determinações sanitárias da Vigilância Sanitária SC.

O evento possui lugar marcado?

Após a inscrição e do seu teste negativo para Covid-19 a produção confirmará seu ingresso e alocará um lugar no teatro, conforme mapa, com afastamentos pré-definidos. Assim você terá um lugar marcado mas que será definido pela produção e informado até 24 horas antes do espetáculo.

Vou com minha família, podemos sentar todos juntos?

Na inscrição você poderá informar os dados do seu familiar para que seu assento possa ser alocado ao lado. Mas não poderá utilizar o mesmo CPF, as inscrições são individuais.

Posso consumir bebida/comida dentro do teatro?

Não. O uso de máscara será obrigatório durante o tempo todo dentro das dependências do teatro do CIC.


Santa Catarina
19 Julho 2021 13:20:00
Autor: Por: RCN

$artigoImagemTitulo

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil preparou uma programação especial no mês de julho, entre o dia 20 e 1º de agosto, via redes sociais. Esse período é marcado por um grande evento, onde bailarinos do mundo se juntam na cidade da dança, para participar do Festival de Dança, que neste ano foi transferido para o mês de outubro.

Para manter acesa a chama da arte, de forma online, o Bolshoi Brasil preparou workshops, espetáculos, aulas, conteúdos exclusivos e muita diversão.

A Escola Bolshoi abriu um evento no Facebook onde parte da programação será realizada ao vivo por esse canal. Para participar, basta acessar o 'Evento Julho em Dança' na página do Facebook Escola Bolshoi Brasil. Todos os eventos são gratuitos.

No dia 20 de julho um tour virtual, no Instagram da Escola Bolshoi, vai matar a saudade do espaço físico onde acontece o Festival de Dança e as visitas monitoradas pela Escola Bolshoi.

A programação artística começa no dia 21 de julho, no palco do Centreventos Cau Hansen, com o Ballet 432 -II Ato - em Criação. Os coreógrafos Ariate Costa, Bruna Lorrenzzetti, Maikon Golini e William Almeida, estão em processo de criação do II Ato do Ballet 432, que teve estreia em 2020, com a chegada da Pandemia. No I ato os bailarinos interpretam a agitação cotidiana, pressa. O medo que se instalou nas pessoas e com ele as incertezas.

O II ato que será compartilhado por uma live, ao vivo, às 19h30 no Facebook da Escola Bolshoi, vai mostrar os desdobramentos dessa pandemia. O que aprendemos com ela, as reflexões, a retomada gradual de atividades.

No dia 22, às 19h30, acontece a estreia do clipe inédito gravado em Minas Gerais, com a participação da Escola Bolshoi e a Orquestra de Câmara de Inhotim. A gravação aconteceu no Instituto Inhotim, sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior museu a céu aberto do mundo. As imagens impressionam com tamanha beleza. Os bailarinos dançam em meio a orquestra que tocam a música Bachianas Brasileiras Número 4 de Heitor Villa-Lobos, regidas pelo maestro César Timoteo.

No dia 23, pelo Facebook, às 19h30, acontece o Workshop de Técnicas de Ponta. Para quem quer saber detalhes sobre o uso das sapatilhas de pontas. As professoras Anna Koblova, Bruna Lorrenzzetti, Larissa de Araujo e Ludmila Sinelnikova, acompanhadas por alunas das séries iniciais, intermediárias e avançadas, vão explicar tudo pra vocês. Vai ser ao vivo pelo Facebook.

Nos dias 24 e 31 de julho, às 12h, pelo Instagram da Escola Bolshoi o queridinho do público volta com força total. O Espetáculo Almoce com Bolshoi. Coreografias interpretadas pelos bailarinos da Cia. Jovem vão alegrar o seu almoço, levando muita arte para um momento de família.

No domingo, 25 de julho, às 19h, no Canal do YouTube da Escola Bolshoi vamos apresentar o espetáculo "Clássicos na Espanha". Um balé vibrante e cheio de cores, que foi gravado em 2019, e agora ganha nova roupagem no canal do YouTube.

No dia 27 de julho, às 19h30, pelo Evento no Facebook Julho em Dança, acontece o 2º Workshop O Piano e o Balé: Exercícios na Barra. Os pianistas da Escola Bolshoi, Giane Gomes, Cassiano Fayad e Fabio Oliveira, vão nos contar sobre a experiência de tocar para balé e também fazer demonstrações ao vivo, apenas com músicas para os exercícios de barra. Um workshop voltado para todos os amantes da dança, estudantes, professores, bailarinos, músicos, que tem interesse sobre essa arte.

No dia 28 de julho, às 19h30, mais uma produção para o Canal do Youtube. Dessa vez o Ballet Ensejo, com coreografia de Cassi Abranches. Em movimentos contínuos a oportunidade se faz. O sentimento de vencer, alçar voos e a paixão pela arte surge no evoluir do corpo. Ensejo, de Cassi Abranches, retrata através da dança a evolução do profissional, desde os primeiros passos.

Na quinta-feira, 29 de julho, às 10h, vamos começar o dia se exercitando. Uma live especial, de Balé Funcional by Ballare vai movimentar o seu dia. A professora Germana Saraiva promete não deixar ninguém parado. Para todos lembrarem do quão especial é a dança.

No dia 30 de julho, às 19h30, acontece o Workshop: Figurinos para Balé, via Facebook. Esse evento é um dos mais esperados. A figurinista Gala Orekova, acompanhada da professora Mônica Gross, vai mostrar ao vivo, como confeccionar alguns figurinos para balé, bem como, explicar a história dos figurinos na dança.

Encerrando a programação Especial Julho em Dança um clássico do balé mundial, no canal do YouTube da Escola Bolshoi, às 19h, Ballet Chopiniana, que está no repertório da maioria das grandes companhias do mundo, coreografado pelo russo Mikhail Fokine em 1909.

Um balé à luz da lua em um ambiente clássico onde um jovem sonhador, sempre em busca do novo, dança em meio às sílfides, que são seres invisíveis do ar. A obra descreve, apenas sugerindo, as sensações percebidas por eles, ao som da música de Chopin. O balé não tem fragmentos nem partes. É apenas um ato.

O corpo de baile é a essência da obra. A plasticidade e leveza das mãos e os suaves gestos da cabeça completam a atmosfera do balé. Os solistas desse balé são Jovani Furlan, Solista do New York City Ballet e a bailarina Luanna Gondim.

Agenda Completa:

20 de julho - Tour Virtual

20 de julho às 10h - Live Invasão Bolshoi Brasil no Instagram @escola_bolshoi

21 de julho às 19h30 - Ballet 432 II ato - Em Criação | Live no evento do Facebook

22 de julho às 19h30 - Estreia de Bachianas Brasileiras Número 4 com a Orquestra de Câmara Inhotim e participação dos bailarinos da Cia. Jovem Bolshoi Brasil | Canal do YouTube da Escola Bolshoi

23 de julho às 19h30 - Workshop Técnica de Pontas no evento Facebook

24 de julho às 12h - Espetáculo Almoce com Bolshoi no Instagram @escola_bolshoi

25 de julho às 19h - Gala "Clássicos na Espanha" | Canal do YouTube da Escola Bolshoi

27 de julho às 19h30 - 2º Workshop "O Piano e o Balé: Exercícios na Barra" | Live no evento do Facebook

28 de julho às 19h30 - Ballet "Ensejo" de Cassi Abranches | Canal do YouTube da Escola Bolshoi

29 de julho às 10h - Live Bolshoi by Ballare Balé Funcional no Instagram @escola_bolshoi

30 de julho - Estreia do videoclipe "With All My Love" de Laura Cândida com participação dos bailarinos da Cia. Jovem Bolshoi Brasil no Instagram @escola_bolshoi

30 de julho às 19h30 - Workshop: Figurinos para Balé | Live no evento do Facebook

31 de julho às 12h - Espetáculo Almoce com Bolshoi no Instagram @escola_bolshoi

01 de agosto às 19h - Ballet "Chopiniana" | Canal do YouTube da Escola Bolshoi



Trajetória
18 Julho 2021 08:59:00

Após aposentadoria, Hanna-lora Dahlke fala das memórias e do carinho pelo trabalho como merendeira

$artigoImagemTitulo

Ela é uma das personagens mais conhecidas de Pomerode. Ganhou fama e respeito após suas tradicionais receitas de cucas com recheios inconfundíveis ganharem o mundo. O que poucos sabem é que a doceira de sorriso largo também construiu uma carreira lindíssima como merendeira.

Aposentada há um ano, Hanna-lora Dahlke lembra com carinho dos 30 anos de trabalho como merendeira, os últimos 17 na Escola Olavo Bilac, local que carinhosamente chama de segunda casa. "Foram anos inesquecíveis e sempre digo que lá estava minha segunda família. Cada aluno, cada funcionário que trabalhava comigo e até as famílias das crianças, realmente sinto falta de tudo isso", conta.

Mas, engana-se quem pensa que tudo foram flores, Hanna-lora relembra do primeiro dia desastroso, em que não sabia como dar conta de todas as novas funções. "Eu era merendeira em uma escola com poucas crianças. Quando comecei na Olavo, me deparei com mais de 300 alunos, não tinha nem média das quantidades para preparar um achocolatado."

Com o tempo, dedicação e apoio das colegas merendeiras, Hanna-lora foi se adaptando e se apaixonando pelo novo lugar de trabalho. Aos poucos, sua marca registrada já fazia parte do dia a dia da escola: o inconfundível sabor das cucas. "Uma vez por semana podíamos colocar um doce no cardápio. Então, quando era vez da cuca, quase nem dávamos conta. A que eles mais gostavam era a de banana com farofa", garante a doceira.

Uma receita saborosa, que fez com que Hanna-lora sugerisse para a escola a realização de um evento chamado "Cucada da Olavo", como forma de angariar fundos para auxiliar também as atividades da Associação de Pais e Professores (APP), uma iniciativa que se perpetua até hoje. "O evento já se tornou tradição na escola e serve como marco para celebrar uma data importante, que é o Dia das Mães", reforça a diretora da Olavo Bilac, Joana Wachholz.


Thiago Henrique de Souza /Família Olavo Bilac: dos 30 anos de trabalho como merendeira, Hanna-lora dedicou 17 para a escola.

Segundo a diretora, a trajetória de Hanna-lora ficou marcada também na história da escola, pelo companheirismo e dedicação com que ela sempre pautou seu trabalho. "A Hanna-lora sempre teve uma relação de muito carinho com todos os colaboradores de uma forma geral e, principalmente, com os alunos. Sempre foi um dos nomes mais fortes quando o assunto é o voluntariado. Além dela se doar, acabava agregando mais famílias e conhecidos", afirma.

Para Hanna-lora, além das amizades que fez e das contribuições para a escola, o mais marcante sempre foram os alunos, que passaram pelas salas de aula durante os anos em que trabalhou. "A sinceridade e o amor deles é algo muito marcante. Não tinha nada mais gostoso do que quando uma criança vinha, te abraçava e conversava contigo", declara.

A aposentadoria de Hanna-lora chegou após um período de grandes desafios e superações. Por conta de um problema de saúde, precisou se afastar do trabalho, passou por cirurgias e teve que amputar uma das pernas. "Foram tempos muito difíceis, mas tive o apoio de todos. Até hoje tenho amizade com as pessoas que trabalharam comigo, sem contar alguns alunos que me surpreenderam no período de recuperação com mensagens e até presentes para que eu pudesse ficar boa logo", afirma.


Arquivo Testo Notícias /Cucas: a tradição da família, que rendeu fama internacional, também foi levada para o refeitório da escola.

Na nova rotina, Hanna-lora não deixou de lado as receitas que fizeram sucesso durante toda sua vida. Agora, quem as aprecia é seu marido e grande companheiro da vida, Ilmo. "Eu ainda cozinho em casa, também tenho me dedicado à costura e ao crochê. Mas, se pudesse, ainda voltaria para a escola."

Para o tempo em que foi merendeira, o sentimento é um só, o de gratidão. "Quero agradecer a Deus, primeiramente, e a todos que conviveram comigo durante esses 30 anos como funcionária pública. E principalmente para a Família Olavo Bilac, tenho orgulho de fazer parte dessa história e poder ter contribuído com o meu trabalho", conclui.


Confira
17 Julho 2021 08:01:00

A transmissão terá convidados especiais, como as duplas Teixeirinha Filho & Teixeirinha Neto e Malu Gaiteira & Liriane Afonso

$artigoImagemTitulo

No dia 17 de julho, às 19h, Jayne Priscila fará uma live show comemorativa à conquista de mais de 100 mil inscritos no canal do Youtube. A transmissão terá vários estilos de música e convidados, como: Teixeirinha Filho e Teixeirinha Neto, Malu Gaiteira e Liriane Afonso, dentre outros convidados especiais.

Diante disso, ela agradece a todos que a acompanham. "Conquistamos a placa de 100 mil inscritos, mas não é só uma placa. Nela, tem um pouquinho de cada um de vocês. Obrigada a todos pelo carinho e simpatia, estou muito feliz por essa conquista e espero conseguir muito mais ao lado de vocês", declara. A live será transmitida pelo canal do Youtube da cantora: Youtube.com/jaynepriscilaoficial.

Conheça Jayne Priscila

Jayne Priscila tem 14 anos e é da cidade de Pomerode. Ela já foi finalista do quadro "Festival infantil de cinema", do programa Raul Gil, e também fez participação na novela "Aventuras de Poliana", ambos no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Além disso, já participou do programa "Encontro com Fátima Bernardes", na Rede Globo, "Viva a Vida", da Rede Vida com Padre Alessandro Campos, e TV Aparecida, através do programa "Aparecida Sertaneja", e em várias participações em televisões regionais.

Jayne tem quatro cd's gravados e também participou da gravação de um CD e um DVD da cantora Jayne Gomes Molina, inspiração para o seu próprio nome. Cursando teatro no "Teatro Carlos Gomes" em Blumenau, já apresentou duas peças: "As Valentias" e "Histórias de não ninar", além de contar com a participação em dois filmes, um média metragem com o diretor Marcos Weinberg, no Rio de Janeiro, e o filme "Sua Criança Cresceu 2", gravado em Curitiba. Jayne ainda coleciona títulos de festivais da canção, tendo destaques regionais e nacionais.

Já no que diz respeito aos estudos, ela está no 9º ano do Ensino Fundamental , faz balé em Blumenau, cursa inglês, aula de canto e violão em Pomerode, além de já ter feito aulas de canto com Carlos Maia, preparador vocal do Programa Raul Gil. Além disso, também participa de um grupo de coral em Pomerode.

Recentemente, a cantora publicou um clipe, uma música de sua autoria, que se chama "Pizza pro Jantar". Como recente parceria, fez o lançamento de um clipe com Pablo Paludo, do Oeste catarinense, em que regravou a música "Sem Você".


Pomeranos no Vale Europeu
16 Julho 2021 16:48:00
Autor: Por Genemir Raduenz, Edson Klemann, Johan Ditmar Strelow, Cláudio Werling e Dirceu Zimmer

$artigoImagemTitulo

Tradicional sobrenome de origem Pomerana, vários imigrantes Marquardt vieram para o Vale do Itajaí de diferentes regiões da Pomerânia. Destaca-se o imigrante HERMANN Marquardt que chegou no Brasil com 36 anos de idade. HERMANN, sua esposa Wilhelmine (nascida Eggert) e seis filhos, chegaram com o veleiro Franklin que partiu exatamente em 10 de outubro de 1866 no Porto de Hamburgo. Na pomerânia, HERMANN exercia a função de pastor de animais e sua vila de partida é Dorow, bem como, alguns filhos nasceram na vila de Pinnow, ambas vilas do Kreis Regenwalde. No Brasil, HERMANN se estabeleceu no Vale do Rio do Testo (Pomerode) no lote nº75 na localidade de Testo Central. Descendentes de HERMANN vivem até hoje na região de Testo Central, inclusive na rua Emílio Marquardt, este, neto do imigrante. Outro imigrante Marquardt, também denominado Hermann, emigrou em 1867 do vilarejo de Gross Rambin (Kreis Belgard). Chegou aqui com sua esposa Bertha (nascida Knopp) e seis filhos. Um dos filhos deste imigrante, também denominado de Hermann e que nasceu na Pomerânia em 22 de maio de 1862, se casou com Martha Hackbarth em 31 de outubro de 1882, se estabeleceram como agricultores no Vale do Selke. Um dos filhos do casal, ERICH Albert Theodor Marquardt que nasceu em 18 de dezembro de 1892 se casou com Alwine Hoge. Este casal, em busca de novas terras migrou para a localidade de Rio da Luz (Jaraguá do Sul). Por sua vez, um dos filhos deste casal, Artur Marquardt, retorna a Pomerode e se casa com Irmgard Selke em 26 de outubro de 1940, fixando residência na localidade de Testo Alto. Esses movimentos migratórios entre o Vale do Rio do Testo (Pomerode) e Rio da Luz/Rio Cerro (Jaraguá do Sul), eram muito comuns, considerando que na região de Jaraguá ainda havia lotes de terras disponíveis para ocupação, logo, muitos filhos de imigrantes de Pomerode se deslocaram para aquela região.

Eine Familie pommerschen Ursprungs: Marquardt

Mehrere Einwanderer Marquardt, traditioneller Familienname pommerscher Herkunft, kamen aus verschiedenen Regionen Pommerns in das Itajaí-Tal. Hervorzuheben ist der Einwanderer HERMANN Marquardt, der im Alter von 36 Jahren nach Brasilien kam. HERMANN, seine Frau Wilhelmine (geborene Eggert) und sechs Kinder kamen auf dem Segelschiff Namens Franklin, das genau am 10. Oktober 1866 im Hamburger Hafen auslief. In Pommern war HERMANN ein Viehhirte und sein Ursprungsdorf heißt Dorow. Einige seiner Kinder wurden im Dorf Pinnow geboren, beide Dörfer im Kreis Regenwalde. In Brasilien ließ sich HERMANN im Vale do Rio do Testo (Pomerode) auf dem Grundstück Nr. 75 in der Ortschaft Testo Central nieder. Nachkommen von HERMANN leben noch immer in der Region Testo Central, darunter in der Emílio Marquardt-Straße, dieser ein Enkel des Einwanderers. Ein weiterer Einwanderer Marquardt, auch Hermann genannt, wanderte 1867 aus dem Dorf Gross Rambin (Kreis Belgard) aus. Er kam mit seiner Frau Bertha (geborene Knopp) und sechs Kindern an. Eines der Kinder dieses Einwanderers, auch Hermann genannt und am 22. Mai 1862 in Pommern geboren, heiratete am 31. Oktober 1882 Martha Hackbarth und ließ sich als Bauer im Selkental nieder. Eines der Kinder des Ehepaares, ERICH Albert Theodor Marquardt, der am 18. Dezember 1892 geboren wurde, heiratete Alwine Hoge. Dieses Paar wanderte auf der Suche nach neuen Ländereien in die Ortschaft Rio da Luz (Jaraguá do Sul) aus. Im Gegenzug kehrt eines der Kinder dieses Ehepaares, Artur Marquardt, nach Pomerode zurück und heiratet am 26. Oktober 1940 Irmgard Selke, deren Niederlassung in der Ortschaft Testo Alto stattfand. Diese Migrationsbewegungen zwischen dem Rio do Testo-Tal (Pomerode) und Rio da Luz / Rio Cerro (Jaraguá do Sul) waren sehr häufig, da es in der Region Jaraguá zur zeit immer noch viele zur Anschaffung stehende Gründstücke gab. Daher zogen viele Kinder von Einwanderern aus Pomerode in diese Region.


Divulgação/Artur Marquardt. Sammlung: Charles Marquardt.




Pommernheim
16 Julho 2021 14:51:00

Atividades são desenvolvidas pensando no bem-estar e na prevenção contra a covid-19

$artigoImagemTitulo

Muitas foram as modificações que a pandemia causada pelo coronavírus trouxe para a nossa rotina. Em especial, para os idosos os cuidados passaram a ser redobrados, mesmo após a chegada das vacinas.

No Centro de Convivência Pommernheim não foi diferente. Na instituição, onde hoje vivem 33 idosos, os profissionais, familiares e voluntários tiveram que se adequar aos protocolos de segurança orientados pela Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica, Secretarias Municipal e Estadual de Saúde e Organização Mundial de Saúde (OMS). "Nós mantivemos o nosso cronograma interno normalmente, que é realizado pelos profissionais da instituição e suspendemos, infelizmente, todas as atividades executadas por voluntários por medida de segurança", explica a fisioterapeuta e coordenadora do Centro de Convivência Pommernheim, Fabiana Bertagnolli.

Os eventos que tanto alegravam os idosos e que recebiam sempre a alegria e o apoio das visitas, tiveram que ser suspensos e todas as visitas passaram a ser programadas para seguir as normas sanitárias e respeitando o distanciamento necessário. "Mesmo em uma situação tão complicada e triste em que vivemos, os nossos apoiadores, voluntários e equipe não deixaram de ter um olhar humanizado e de amor para o nosso lar", reforça.

De acordo com Fabiana, todo o mês as atividades para o próximo período são elaboradas em conjunto com todos os profissionais envolvidos no atendimento aos idosos. "Esse alinhamento ocorre periodicamente para acompanharmos o panorama que a pandemia vai apresentando. Esperamos que, em breve, possamos retornar com todas nossas atividades normalmente", afirma.


Divulgação/

Enquanto o novo cenário ainda é construído, algumas atividades são adaptadas para trazerem mais alegria a cada interno. Exemplo disso foi a Festa Julina do Pommernheim realizada internamente na quinta-feira, 1º de julho, envolvendo os idosos e a equipe de colaboradores escalada para aquele dia. "A animação e o cardápio estavam muito bons. No mês de junho fizemos um bingo junino que também, estava muito divertido", garante.

Fabiana acredita que as atividades desenvolvidas pelo voluntariado possam ser retomadas em breve. Nossos queridos voluntários estão ansiosos para retomar as atividades. "Somente nossos voluntários do Brechó já estão a pleno vapor, pois fizemos uma divisória e um acesso independente para a área do Brechó, justamente para manter a segurança dos nossos idosos."

A coordenadora aproveita ainda para convidar a comunidade para conhecer o Brechó e colaborar com o Pommernheim. "Venham conhecer o espaço, temos muita coisa boa e com um preço bem acessível. E aproveito também para reforçar o meu pedido, que é o mesmo de todos os nossos idosos, continuemos nos cuidando e usando as medidas de segurança para nos proteger, pois cada um cuidando de si reflete no cuidado do próximo", conclui.


Imperdível
15 Julho 2021 11:04:00

8ª edição do Divertissement será transmitida ao vivo pela internet

$artigoImagemTitulo

A arte nunca foi tão necessária como em tempos de isolamento social. Por isso, a oitava edição do Divertissement promovido pelo Projeto Ballet Cultura será diferente. Pela primeira vez, a noite de apresentação será transmitida ao vivo pelas redes sociais, para que espectadores de qualquer lugar possam acompanhar a beleza e a perfeição da dança.

O espetáculo Divertissement está programado para esta sexta-feira, 16 de julho, a partir das 19h no Teatro Municipal de Pomerode. "Estamos felizes com o retorno aos palcos, felizes por abrir novamente o teatro da nossa cidade para os espetáculos e felizes por ver a parte cultural poder voltar a caminhar", declara Ianetta Hradec.

A coordenadora do projeto Ballet Cultura e do Corpo de Baile Municipal explica que a proposta da transmissão on-line se deve também para que todas as normas de prevenção à covid-19 sejam respeitadas. "Por isso, a plateia será reduzida com a entrada de um convidado para cada bailarino que se apresentar. Já no camarim, os bailarinos foram distribuídos em mais locais, para que o distanciamento seja respeitado. E o uso de máscaras será obrigatório antes e durante as apresentações", reforça.

Ao todo 130 bailarinos subirão ao palco para dar vida, cor e brilho a 33 coreografias. Uma noite única, que será marcada pela emoção. "Para quem tem o Teatro de Pomerode e a dança dentro do coração, tenho certeza que estão comemorando esse retorno. Para os bailarinos o palco é um lugar de respeito e muito amor. Por isso, toda a equipe Ballet Cultura deseja 'merda merda' para essa semana de espetáculos em Pomerode" finaliza Andrea.

Espetáculo Divertissement VIII

Sexta-feira, 16 de julho, no Teatro Municipal de Pomerode (com restrição de público, direcionado a cada bailarino)

As apresentações iniciam às 19h com transmissão pelas redes sociais, não perca!

Facebook do Projeto Ballet Cultura, do Centro Cultural e da Prefeitura de Pomerode. Também pelo canal no Youtube da Prefeitura de Pomerode.

15 anos de amor pela dança

Na quinta-feira, o Projeto Ballet Cultura celebrará seus 15 anos de história com uma noite especial. "Serão 15 coreografias especialmente preparadas para homenagear a todos que fizeram e fazem parte dessa trajetória", afirma Andrea.

Intitulado de "Noite de Homenageados 15 anos Ballet Cultura", o evento está programado para a quinta-feira, 15 de julho, no Teatro Municipal, e em função das medidas de prevenção contra a covid-19, terá plateia reduzida e será aberta apenas para os convidados. "Mas todos estão convidados a acompanhar essa noite de fortes emoções. Tudo será transmitido também pelas redes sociais de Ballet Cultura, do Centro Cultural e da Prefeitura de Pomerode", convida a coordenadora do projeto. 


Atendimento
14 Julho 2021 14:34:00
Autor: Por: Redação TN

Projeto foi aprovado junto da Lei de Incentivo ao Esporte e tem previsão para iniciar em agosto

$artigoImagemTitulo

Na manhã de terça-feira, dia 13, foi assinado o Termo de Compromisso do Projeto "Treinamento Funcional Apae Pomerode", o qual foi aprovado junto da Lei de Incentivo ao Esporte e conta com o apoio de cinco empresas de Pomerode e região: Andritz, Fakini, Grupo Kyly, Karsten e Netzsch. A previsão é para que a atividade comece a ser ofertada em agosto de 2021.

Na oportunidade, alunos, professores e funcionários da instituição estiveram presentes, bem como autoridades locais, dentre elas o prefeito Ércio Kriek (DEM), a secretária de saúde, Lígia Hoepfner, o presidente da Fundação Promotora de Eventos, Esportes e Lazer (Funpeel), Arlindo Ewald (Leke), e representantes das empresas apoiadoras.

De acordo com a professora de educação física da Apae Pomerode e uma das idealizadoras do projeto, Karla Rochana Schubert, o treinamento funcional visa trabalhar movimentos e exercícios básicos do dia a dia, como sentar e levantar. "No caso das crianças, trabalharemos a parte de estimulação e desenvolvimento dos movimentos. No caso dos adolescentes e adultos, será a parte de manutenção e desenvolvimento. Com os idosos, o intuito é a reabilitação e manutenção das habilidades que eles já possuem e das que estão em defasagem", explica.

O projeto, como já mencionado anteriormente, foi contemplado a partir da Lei de Incentivo ao Esporte e, para a diretora da Apae Pomerode, Daniela Heineberg, alcançar essa contemplação é o coroamento do bom trabalho que vem sendo feito. "É um trabalho muito árduo e de persistência, depende da instituição ter projetos bem elaborados. É muito gratificante ver o resultado, é aquela sensação de que a luta não está sendo em vão. A Apae se sente muito feliz e abençoada", declara.

O presidente da Apae Pomerode, Almir Bieging, compreende o projeto como de suma importância, visto que é o primeiro passo para trazer um novo olhar para/com os alunos da instituição. "Esse é o essencial, nós valorizarmos e inserirmos nossos alunos dentro de uma sociedade em que eles possam ser iguais aos demais. Nós veremos no semblante deles o que representará essa iniciativa", pontua.

Por fim, ele agradece os apoiadores do projeto. "Nossos agradecimentos às empresas parceiras, as quais sempre apoiam nossa Apae, que atende mais de 240 famílias nas áreas de assistência social, pedagógica e clínica e, agora ,de forma pioneira neste novo atendimento".






Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube