Saúde
20 Janeiro 2021 09:15:00
Autor: Clarice Graupe Daronco

$artigoImagemTitulo

Durante a temporada de Verão o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) reforça a necessidade de doação de sangue para manter os estoques e salvar vidas. A informação é da responsável pela Captação de Doadores do Hemosc de Florianópolis, Claudia Broniszak Barros de Lima

De acordo com a profissional, as doações diminuíram muito por conta da pandemia da Covid-19 e com o início da temporada de Verão, esse desafio é ainda maior, já que nesta época as doações tendem a diminuir e a procura por sangue pode aumentar. Com os estoques 15% abaixo do nível adequado dependendo da tipagem sanguínea.

Claudia explica que no momento o Hemosc está necessitando de sangue com as tipagens sanguíneas A negativo, A positivo, O positivo, O negativo e B negativo.

Questionada sobre quais os cuidados com as doações devido á pandemia, a profissional destaca que: "desde o início da pandemia o Hemosc adotou um protocolo para atender todos os doadores com segurança. Estamos trabalhando preferencialmente por agendamento, esta medida serve para evitar a aglomeração de pessoas, e desta forma os próprios doadores podem se sentir mais seguros ao virem até o hemocentro fazer a sua doação. Além disso, instalamos pias na entrada do hemocentro para higienização das mãos, disponibilização de álcool em gel, verificação de temperatura, espaçamento entre as cadeiras na parte interna e externa na espera dos doadores. Também é feita uma breve triagem com o doador durante o agendamento feito por telefone e na chegada do mesmo ao hemocentro".

Claudia afirma ainda que a doação de sangue é um ato voluntário e altruísta de extrema importância, pois o sangue humano não pode ser fabricado artificialmente. "O sangue humano é insubstituivel. Com o ato da doação de sangue você pode ajudar a salvar muitas vidas".

Algumas orientações básicas para a doação:

*Ter idade entre 16 e 69 anos (jovens de 16 e 17 anos devem estar acompanhados por um responsável legal, ambos portando documento oficial).
*Ter idade máxima de 60 anos, 11 meses e 29 dias para a primeira doação.
*Estar acima de 50 quilos (com desconto de vestimentas).
*Estar bem alimentado (alimentos leves e não ricos em gordura nas últimas quatro horas que antecedem a doação).
*Apresentar documento emitido por órgão oficial com foto que permita a identificação.
*Estar saudável. Os demais critérios são avaliados durante triagem clínica. Para agendamentos, bem como mais informações sobre as etapas da doação de sangue e onde doar, acessar o site www.hemosc.org.br.


Pandemia
19 Janeiro 2021 09:40:00

São 37 pessoas com 60 anos ou mais que estão institucionalizadas e 239 profissionais da saúde

$artigoImagemTitulo

Nas primeiras horas da manhã dessa terça-feira, dia 19, a Secretaria de Estado da Saúde iniciou a distribuição das doses da vacina Coronavac para as regionais de saúde. Na noite de segunda-feira, dia 18, após reunião com representantes de todos os municípios catarinenses, ficou definida ainda a Estimativa populacional para campanha de vacinação contra a Covid-19, ou seja, a quantidade de pessoas que se pretende imunizar em cada cidade com a primeira dose da vacina.  

Para Pomerode esse número é de 37 pessoas com 60 anos ou mais que estão institucionalizadas e 239 profissionais da saúde. Totalizando 276 pessoas num primeiro momento. Os insumos a serem recebidos nessa semana correspondem à primeira dose que deverá ser dada aos grupos prioritários. A segunda dose será enviada posteriormente pela SES.

Na segunda-feira, dia 18, a Secretaria de Saúde de Pomerode havia informado que seriam necessárias 1400 doses para imunizar todos os profissionais de saúde e idosos institucionalizados na cidade, já contabilizando as duas doses necessárias para imunização, na primeira etapa da campanha. Ainda conforme a Secretaria de Saúde de Pomerode, não há uma data ou horário específico já fixado para o início da imunização, depende do recebimento das doses.

Assim como ocorre em Pomerode, o quantitativo disponível para trabalhadores de saúde equivale a pouco mais de 30% da força de trabalho de Santa Catarina, portanto, foi pactuado com os municípios critérios de priorização para esse grupo:

1. Profissionais que atuam nas UTIs Covid-19;

2. Profissionais que atuam nas Emergências Covid-19;

3. Profissionais que atuam no atendimento clínico hospitalar Covid-19;

4. Profissionais do SAMU;

5. Trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência);

6. Equipes que estiverem diretamente envolvidas na vacinação dos grupos elencados para esta etapa.

Todos os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto, a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade da vacina.

O Superintende de Vigilância em Saúde da SES, Eduardo Macário, destacou que no primeiro momento serão priorizados os trabalhadores que atuam na área de frente no enfrentamento a pandemia.

"É importante informar a população que nessa primeira etapa as secretarias municipais de saúde deverão priorizar a vacinação dos profissionais da linha de frente ao enfrentamento da Covid-19, além da população mais vulnerável que se encontra em instituições de longa permanência e nas aldeias indígenas, com a finalidade de se prevenir a ocorrência de surtos nessas áreas", disse.

População imunizada em SC

Nesta primeira etapa, em Santa Catarina, deverão ser vacinados 6.026 pessoas, com 60 anos ou mais, residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas), 263 pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em residências inclusivas (institucionalizados), 7.710 indígenas acima de 18 anos de idade aldeados (vivendo em terras indígenas) e 54.385 trabalhadores de saúde.



Pandemia
18 Janeiro 2021 17:40:00

Confira os números do boletim divulgado nessa segunda-feira, dia 18

$artigoImagemTitulo

Pomerode confirmou sete novos casos ativos de Covid-19 e recupera outros 14. Com isso, a cidade possui nessa segunda-feira, dia 18, 68 casos positivos ativos.  

Confira as informações dos pacientes que se encontram em isolamento domiciliar:

- Homem - 01 (60 a 69 anos)
- Mulher - 01 (20 a 29 anos) - 01 (40 a 49 anos) - 01 (50 a 59 anos) - 01 (70 a 79 anos)
- Crianças/adolescentes - 01 - (0 a 09 anos) - 01 (10 a 19 anos) 

No momento há nove pacientes com diagnóstico confirmado e um com suspeita da doença internados, sendo:

03 em Timbó (UTI)
02 em Blumenau (UTI)
01 em Itajaí (UTI)
04 em Pomerode (Enfermaria: 03 confirmados e 01 suspeito) 

A ESF Ricardo Jung na Rua Natal no Centro, está atendendo de segunda à sexta, das 16h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h, para pacientes que estejam apresentando sintomas gripais. Central de Atendimento Covid-19: 3387-7646, 3387-7647 e 3387-7649. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 17h.



Pandemia
18 Janeiro 2021 11:55:00
Autor: Secom

$artigoImagemTitulo

Santa Catarina recebeu pouco mais de 144 mil doses da vacina contra Covid-19 nesta segunda-feira, 18. Nesta primeira etapa, conforme previsto no Plano Estadual de Vacinação, serão imunizados alguns grupos prioritários: trabalhadores da Saúde, pessoas acima de 75 anos, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e população indígena.

"É importante que os catarinenses acompanhem as atualizações e aguardem seu grupo ser chamado para a vacinação contra a Covid-19. Santa Catarina tem agulhas e seringas suficientes para as primeiras etapas da imunização, mas é preciso aguardar a chegada das doses por parte do Ministério da Saúde", afirma o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro. 

De acordo com as doses da CoronaVac recebidas nesta segunda-feira, 18, a previsão é imunizar mais de 68,5 mil de catarinenses inicialmente, considerando que são necessárias duas doses e que haja alguma possível perda técnica. A distribuição por grupo prioritário está prevista da seguinte forma: 

Pessoas com mais de 60 institucionalizadas: 3460 
Pessoas com deficiência institucionalizadas: 263
População indígena: 8317
Trabalhadores da saúde: 56540
Total: 68.580 pessoas

Doses chegam a Florianópolis 

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, participou na manhã desta segunda-feira de um ato simbólico de entrega das doses em Guarulhos. A carga chegou no hangar da Base Aérea em Florianópolis por volta das 11h30. A partir deste momento o Governo do Estado dará início à logística de distribuição, que vai acontecer por via terrestre e aérea.

Os imunizantes seguiram para o almoxarifado da Secretaria de Estado da Saúde (SES), na Grande Florianópolis. Eles serão separadas pelas equipes da SES para a distribuição nas 17 regionais da Saúde no Estado.

As forças de segurança de Santa Catarina já traçaram as rotas e seguem prontas para realizar as escoltas e levar, em até 24 horas, os imunizantes do centro de distribuição até os municípios catarinenses. As vacinas serão transportadas por terra para cidades mais próximas e via aérea para as regiões mais distantes, como o Oeste e Extremo Oeste.


18 Janeiro 2021 08:38:00

Carga já saiu de São Paulo e chega em Florianópolis nesta manhã. Distribuição começa hoje no Estado

$artigoImagemTitulo

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, disse que a vacinação contra a Covid-19 inicia nesta segunda-feira (18) em Santa Catarina. Ribeiro foi a São Paulo para o ato simbólico de transferência das doses. O horário do voo não foi revelado por estratégia do governo e os materiais terão escolta da Polícia Federal.

"Hoje mesmo [as doses] serão distribuídas às regiões e aos municípios catarinenses. Devemos iniciar então hoje a imunização da sociedade catarinense contra o Coronavírus. Hoje é um dia histórico para a saúde coletiva do Brasil", disse o secretário.  

As doses serão enviadas por via terrestre e aérea. Antes do envio, serão separadas e catalogadas pela equipe da Secretaria de Saúde. Ao todo, serão 126 mil doses distribuídas neste primeiro momento, que serão destinadas aos grupos prioritários, como profissionais de saúde, idosos em locais de longa permanência e população indígena.  

"Tão logo o Estado recebe o quantitativo que foi disponibilizado pelo Ministério da Saúde, nós iremos então separar e catalogar por região e município e colocaremos na nossa logística de distribuição", afirmou.  

A vacina que chega a Santa Catarina é a Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e pelo Instituto Butantan, de São Paulo. A vacina foi aprovada pela Anvisa neste domingo (17). 


Temporada de verão
15 Janeiro 2021 14:46:00

$artigoImagemTitulo

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) reforça a necessidade de doadores para manutenção dos estoques. Com a pandemia da Covid-19, as doações de sangue diminuíram no estado. Durante a temporada de verão, esse desafio é ainda maior, já que nesta época as doações tendem a diminuir e a procura por sangue pode aumentar.

Os estoques estão, em média, 15% abaixo do nível adequado, dependendo da tipagem sanguínea. Nesta semana, estão em nível reduzido o tipo A positivo e o B negativo, e, em nível de alerta, que é bastante preocupante, os tipos O negativo e positivo e A negativo.

Para garantir a segurança das pessoas, a doação de sangue está funcionando com hora marcada, que pode ser por telefone ou agendamento direto no site. O Hemosc adotou várias medidas de prevenção nesta época de pandemia, como por exemplo, a readequação do espaço, aferição de temperatura e lavagem das mãos na entrada dos hemocentros e a intensificação da higienização em cada etapa do processo.

"É importante que as pessoas acompanhem as informações relacionadas à doação de sangue, porque a necessidade se mantém e temos que atender. Doar sangue é seguro, pois todos os cuidados foram tomados para proporcionar o máximo de segurança para o doador. O sangue é insubstituível. Uma única doação pode salvar várias vidas", afirma o coordenador do Setor de Captação de Doadores, Silvio Battistella.

Para ser um doador é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos (jovens de 16 e 17 anos deverão estar acompanhados por um responsável legal) e pesar mais de 50 quilos. Não é necessário jejum, mas é recomendável uma alimentação sem gordura nas quatro horas antes da doação.

Para agendamentos, bem como mais informações sobre as etapas da doação de sangue e onde doar, acessar o site www.hemosc.org.br.


15 Janeiro 2021 11:56:00

Ele estava internado no HMRT

$artigoImagemTitulo

A Prefeitura de Pomerode confirmou nessa sexta-feira, dia 15, o 23º óbito por Covid-19. A vítima foi um homem de 86 anos, com comorbidades, que estava internado na enfermaria do Hospital e Maternidade Rio do Testo.

Por meio das redes sociais, a Prefeitura de Pomerode prestou condolências aos familiares e amigos.



14 Janeiro 2021 17:12:00

Ele estava internado no Hospital Oase, em Timbó

$artigoImagemTitulo

A Prefeitura de Pomerode confirmou na tarde dessa quinta-feira, dia 14, a 22ª morte por Covid-19 registrada pela cidade. O homem, de 77 anos, possuía comorbidades, estava internado na UTI do Hospital Oase, em Timbó e faleceu ainda na quarta-feira, dia 13.

Ainda através do comunicado divulgado nas redes sociais, a Prefeitura de Pomerode prestou condolências aos familiares e amigos da vítima.



Pandemia
14 Janeiro 2021 11:12:00
Autor: Por Rede Catarinense de Notícias

$artigoImagemTitulo

A Matriz de Risco Potencial divulgada nesta quarta-feira (13) pelo Governo de Santa Catarina e pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) classifica 13 das 16 regiões de saúde do estado como em alerta gravíssimo (vermelho) para transmissão do novo Coronavírus. No último boletim, na semana passada, eram 10 regiões em estado gravíssimo.

As regiões da Grande Florianópolis, Carbonífera e Alto Vale do Itajaí foram classificadas em nível grave (laranja). Em relação aos dados da última semana, cinco regiões apresentaram agravamento da situação: Alto Uruguai Catarinense, Extremo Oeste, Extremo Sul, Laguna e Serra Catarinense, que foram reclassificadas para o nível gravíssimo (vermelha). A região do Alto Vale do Itajaí manteve a classificação no nível grave.

A transmissibilidade apresentou praticamente todas as regiões em nível gravíssimo, à exceção das regiões da Serra e Carbonífera.

De acordo com a epidemiologista Maria Cristina Willemann, a maioria das regiões apresentada ocupação de leitos acima dos 70%. "O que mais chamou a atenção foi um aumento no número de casos confirmados durante a semana, o que possivelmente é um indicativo de como a pandemia pode se encaminhar nas próximas semanas", completa.


Pandemia
13 Janeiro 2021 17:14:00

$artigoImagemTitulo

Nessa quarta-feira, dia 13, Pomerode confirmou 17 novos casos ativos de Covid-19 e recuperou outros 22 casos. Ao todo, há no momento 94 casos positivos ativos.  

Confira as informações dos pacientes que se encontram em isolamento domiciliar:

- Homem - 01 (20 a 29 anos) - 02 (30 a 39 anos) - 01 (70 a 79 anos)
- Mulher - 04 (20 a 29 anos) - 04 (30 a 39 anos) - 02 (40 a 49 anos) - 01 (50 a 59 anos) - 01 (70 a 79 anos)
- Crianças/adolescentes - 01 (0 a 9 anos) 

Nove pacientes com diagnóstico confirmado estão internados, sendo:

03 em Timbó (UTI)
02 em Blumenau (02 na UTI)
01 em Itajaí (UTI)
03 em Pomerode (Enfermaria) 

A ESF Ricardo Jung na Rua Natal no Centro, está atendendo de segunda à sexta, das 16h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h, para pacientes que estejam apresentando sintomas gripais. Central de Atendimento Covid-19: 3387-7646, 3387-7647 e 3387-7649. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 17h.



Saúde
13 Janeiro 2021 15:05:00
Autor: Por Agência Brasil

Ministro reafirma que vacinação deve começar ainda em janeiro

$artigoImagemTitulo

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, defendeu, hoje (13), a importância de os brasileiros continuarem seguindo as recomendações das autoridades de saúde como forma de tentar conter o aumento do número de casos do novo coronavírus (covid-19).

"Todo mundo deve estar focado em salvar vidas. Cada um no seu papel. Se o papel da pessoa é se prevenir para não ficar doente, tomar seus cuidados, manter o afastamento social, este é o papel dela", disse o ministro, em Manaus, onde apresentou um balanço das ações dos governos federal e estadual para tentar controlar a disseminação do coronavírus no estado.

"Temos que nos cuidar. Temos que seguir as orientações dos gestores. Não adianta lutar contra isto", disse Pazuello após afirmar que todos têm que colaborar para que o país consiga superar a doença. "O papel das equipes de mídia é informar, manter a população a par do que está acontecendo para que ela fique calma e confie em quem está trabalhando. O dos empresários é manter suas estruturas funcionando para preservar os empregos das pessoas, mas com a devida prevenção e cuidados médicos".

O ministro reafirmou que a população brasileira começará a ser vacinada ainda este mês. E que as vacinas cuja segurança e eficácia forem comprovadas serão distribuídas para todo o país ao mesmo tempo, de acordo com a proporção populacional dos grupos considerados prioritários. Pazuello também ressaltou que a população deverá manter os cuidados que já vêm sendo recomendados, como o uso de máscara, o distanciamento social e a atenção à higiene das mãos e de objetos, mesmo após o início da vacinação.

"Vamos vacinar em janeiro. A vacina induz à produção de anticorpos, mas isto não acontece no dia seguinte. A literatura [médica] fala em 30 a 60 dias. Não é tomar a vacina no dia 20 e, no dia 22 estar na rua fazendo festa", alertou Pazuello.

Tratamento precoce

O ministro disse que devido à gravidade da situação atual em Manaus, a prioridade deve ser o tratamento precoce nas unidades básicas de saúde. Desde dezembro, o número de casos da covid-19 na capital manauara não para de aumentar.

"Não temos 30 ou 60 dias para esperar a imunização total [de parte da população a partir da aplicação da vacina]. A vacina faz parte de uma estratégia, cujo principal [ação] é o tratamento na unidade básica de saúde, o diagnóstico clínico feito pelo médico", disse o ministro, acrescentando que não há "como resolver esta situação se não transformarmos o atendimento precoce em prioridade da prefeitura de Manaus".

Dentre as ações em curso, como a abertura de novos leitos hospitalares para atendimento de pacientes com a covid-19 e o transporte de cilindros de oxigênio para suprir o aumento da demanda, o ministro mencionou uma parceria com o Hospital Sírio Libanês de "auxílio na gestão hospitalar". De acordo com o ministro, a proposta é que especialistas verifiquem os casos de pacientes internados já em condições de deixar os hospitais, abrindo vaga para outras pessoas.

"Na correria, às vezes os médicos estão mais ocupados com salvar alguém do que em ver quem pode ir para lá ou para cá. Então, um apoio externo, neste momento, ajudará nesta responsabilidade. Com isso, pretendemos ter mais 150 leitos [disponíveis] ainda esta semana, por desospitalização para tratamento residencial", explicou Pazuello.


12 Janeiro 2021 16:35:00

Cidade possui 99 casos ativos

$artigoImagemTitulo

De acordo com as informações do Boletim Covid-19 dessa terça-feira, dia 12, Pomerode confirmou 20 novos casos ativos e recuperou outros 15. Ao todo a cidade possui 99 casos positivos ativos.

Confira as informações dos pacientes que se encontram em isolamento domiciliar:

- Homem - 02 (20 a 29 anos) - 01 (30 a 39 anos) - 02 (40 a 49 anos) - 03 (50 a 59 anos) - 01 (60 a 69 anos) - 02 (70 a 79 anos)

- Mulher - 02 (20 a 29 anos) - 01 (30 a 39 anos) - 01 (40 a 49 anos) - 04 (50 a 59 anos)

- Crianças/adolescentes - 01 (10 a 19 anos)

Há 10 pacientes internados confirmados e um paciente com suspeita, sendo:

03 em Timbó (UTI)

03 em Blumenau (01 na Enfermaria e 02 na UTI)

01 em Itajaí (UTI)

04 em Pomerode (Enfermaria - 03 confirmados e 01 suspeito)

A ESF Ricardo Jung na Rua Natal no Centro, está atendendo de segunda à sexta, das 16h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h, para pacientes que estejam apresentando sintomas gripais. Central de Atendimento Covid-19: 3387-7646, 3387-7647 e 3387-7649. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 17h.



Coronavírus
12 Janeiro 2021 11:02:00

$artigoImagemTitulo

O Governo do Estado publicou na noite desta segunda-feira, 11, uma portaria com um novo percentual de ocupação para o transporte rodoviário intermunicipal, interestadual e de fretamento. No caso das regiões em nível gravíssimo, segundo o Mapa de Risco Potencial, fica permitida a ocupação de 70% da capacidade dos assentos, considerando apenas os passageiros sentados. Anteriormente, esse percentual era de 50%. Nas demais regiões (nível de risco grave, alto e moderado), está permitida a ocupação de até 100% da capacidade.

No caso do transporte intermunicipal urbano, o índice de ocupação fica em 70% da capacidade dos ônibus. Essa limitação vale apenas para as regiões em nível de risco gravíssimo (cor vermelha no mapa). Nas demais regiões (nível de risco grave, alto e moderado), está permitida a ocupação de até 100% da capacidade. As mesmas regras seguem valendo para o transporte urbano municipal. 

Além de uma série de medidas sanitárias, a portaria também impede o consumo de alimentos e bebidas dentro dos ônibus. Assinam a portaria os secretários de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.


Pandemia
11 Janeiro 2021 17:00:00

A cidade possui agora 94 casos positivos ativos

$artigoImagemTitulo

De acordo com o boletim divulgado pela Prefeitura de Pomerode na tarde dessa segunda-feira, dia 11, Pomerode confirmou 21 novos casos ativos de Covid-19 e outros 15 recuperados. Com isso a cidade possui agora 94 casos positivos ativos. 

Confira as informações dos pacientes que se encontram em isolamento domiciliar:

- Homem - 01 (20 a 29 anos) - 01 (30 a 39 anos) - 02 (40 a 49 anos) - 01 (50 a 59 anos) - 01 (70 a 79 anos) - 01 (80 a 89 anos)
- Mulher - 02 (20 a 29 anos) - 03 (30 a 39 anos) - 02 (40 a 49 anos) - 02 (50 a 59 anos) - 01 (70 a 79 anos) 
- Crianças/adolescentes - 01 (0 a 09 anos) - 03 (10 a 19 anos) 

Nove pacientes estão internados:

03 em Timbó (UTI)
03 em Blumenau (01 na Enfermaria e 02 na UTI)
01 em Itajaí (UTI)
02 em Pomerode (Enfermaria) 

A atualização da avaliação de risco potencial é de 07 de janeiro de 2021, a cidade está classificada com a cor vermelha: risco gravíssimo. Em decorrência da mudança da avaliação, a Prefeitura informa que seguirá todos os decretos e portarias estaduais, que podem ser consultados no seguinte link:  http://dados.sc.gov.br/dataset/covid-19-portarias-estaduais

A ESF Ricardo Jung na Rua Natal no Centro, está atendendo de segunda à sexta, das 16h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h, para pacientes que estejam apresentando sintomas gripais. Central de Atendimento Covid-19: 3387-7646, 3387-7647 e 3387-7649. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 17h.



Pandemia
11 Janeiro 2021 11:41:00

Ele considerou positiva a notícia da formalização do contrato entre o Ministério e o Butantan para o fornecimento da CoronaVac

$artigoImagemTitulo

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, afirmou nesta sexta-feira, 08, que Santa Catarina está pronta para iniciar a vacinação contra a Covid-19 assim que receber as primeiras doses do Ministério da Saúde. Segundo o secretário, toda a parte logística já está preparada para fazer a distribuição aos municípios, que serão os responsáveis pela aplicação das doses na população. Ele considerou positiva a notícia da formalização do contrato entre o Ministério e o Butantan para o fornecimento da CoronaVac, anunciado na quinta-feira. Se o calendário de descentralização das vacinas proposto pelo Ministério for cumprido, o início da imunização em Santa Catarina deve ocorrer entre o fim de janeiro e o começo de fevereiro.

"Nós estamos preparados na questão logística, de distribuição e insumos. Hoje temos uma quantidade suficiente de materiais para atender as primeiras fases da campanha de vacinação. O Plano Estadual de Vacinação fala sobre o recebimento e a distribuição das vacinas, de maneira que nós possamos atender de forma adequada e imediata a população", afirmou Motta Ribeiro.

O secretário da Saúde destacou ainda que o Plano Estadual de Vacinação prevê a imunização, em um primeiro momento, de quatro grupos prioritários. Na primeira fase, serão vacinados profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos, pessoas de 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência e a população indígena. A segunda fase vacinará aqueles com idade entre 60 e 74 anos.

Na terceira fase, a imunização ocorrerá no grupo que apresenta alguma comorbidade (diabetes, doença renal, doença respiratória crônica, câncer, hipertensão, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos que receberam transplante de órgãos, anemia falciforme e obesidade grave). Por fim, na quarta fase, serão professores, profissionais da segurança pública, do sistema prisional e de salvamento. Somados, todos esses grupos representam 2,8 milhões de pessoas.

A vacinação do restante da população ocorrerá depois da imunização dos grupos prioritários. Segundo o secretário, é provável que a vacinação ocorra ao longo de todo o ano de 2021. Por conta disso, ele reforçou a necessidade de que as pessoas sigam as regras sanitárias, com o uso de máscaras, o distanciamento social e higienização frequente das mãos.

"O fato de receber a dose da vacina não significa que a questão está resolvida. O vírus continuará entre nós em 2021, assim como esteve em 2020. É preciso manter atenção às regras sanitárias", ressaltou o secretário.

Motta Ribeiro também lembrou que o Governo do Estado possui R$ 300 milhões separados em caixa para a compra de vacinas, caso seja necessário, mas que está alinhado com o Plano Nacional de Imunização. Ele contou ainda que estão sendo mantidas conversas com os municípios sobre as estratégias de imunização, inclusive com o treinamento dos vacinadores.


Pandemia
09 Janeiro 2021 09:31:00

Laboratório indiano fornecerá 2 milhões de imunizantes contra a covid

$artigoImagemTitulo

O presidente Jair Bolsonaro enviou nesta sexta-feira (8) uma carta ao primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, na qual solicita urgência no envio para o Brasil das doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca produzidas na Índia, segundo informou o governo federal.

"O imunizante está sendo produzido no Serum Institute of India e deverá integrar de forma imediata a implementação do nosso Programa Nacional de Imunização", informaram em nota conjunta a Secretaria de Comunicação da Presidência e o Ministério da Saúde. Neste momento, o laboratório indiano fornecerá 2 milhões de doses da vacina.

Na carta, Bolsonaro também agradeceu a Índia pela liberação das exportações dos insumos farmacêuticos produzidos naquele país, "de extrema relevância para o abastecimento do mercado brasileiro", de acordo com a nota.

O Ministério da Saúde quer começar a imunização, no cenário mais otimista, a partir de 20 de janeiro. Além da vacina da AstraZeneca, o governo federal também aguarda aprovação da Anvisa da CoronaVac, da chinesa Sinovac.

O pedido de urgência para a importação das doses da Índia ocorre após a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ter informado que vai ocorrer um atraso na chegada ao país do insumo necessário para a produção local do imunizante desenvolvida pela AstraZeneca. Até o fim do ano, o governo federal espera contar com mais de 200 milhões de doses do imunizante produzidos pela Fiocruz.

A vacina da Sinovac está sendo produzida no Brasil pelo Instituto Butantan. A expectativa do governo brasileiro é comprar 100 milhões de doses da Coronavac.

Com informações de Agência Brasil.


Pandemia
08 Janeiro 2021 13:29:00
Autor: Por redação Testo Notícias

As vítimas foram duas mulheres de 63 e 81 anos

$artigoImagemTitulo

A Secretaria de Saúde de Pomerode confirmou na sexta-feira, dia 8, a 20ª e 21ª morte registrada na cidade por conta da Covid-19. As vítimas foram duas mulheres, uma de 63 anos, sem comorbidades, que estava internada em Itajaí, e a outra vítima de 81 anos, com comorbidades, que estava internada em Indaial. A Prefeitura de Pomerode prestou condolências aos familiares e amigos.    



07 Janeiro 2021 16:20:00

A cidade possui agora 92 casos positivos ativos

$artigoImagemTitulo

De acordo com o boletim divulgado pela Prefeitura de Pomerode na tarde dessa quinta-feira, dia 07, Pomerode confirmou 37 novos casos ativos de Covid-19 e outros 20 recuperados. Com isso a cidade possui agora 92 casos positivos ativos.

Confira as informações dos pacientes que se encontram em isolamento domiciliar:

- Homem - 09 (20 a 29 anos) - 01 (30 a 29 anos) - 02 (40 a 49 anos) - 03 (50 a 59 anos) - 02 (60 a 69 anos) - 03 (70 a 79 anos)

- Mulher - 03 (20 a 29 anos) - 01 (30 a 39 anos) - 05 (50 a 59 anos) - 01 (60 a 69 anos) - 02 (70 a 79 anos)

- Criança/adolescente - 01 (0 a 09 anos) - 04 (10 a 19 anos)

Nove pacientes estão internados:

02 em Timbó (UTI)

02 em Blumenau (UTI)

02 em Itajaí (UTI)

01 em Indaial (UTI)

02 em Pomerode (Enfermaria)

A atualização da avaliação de risco potencial é de 07 de janeiro de 2021, a cidade está classificada com a cor vermelha: risco gravíssimo. Em decorrência da mudança da avaliação, a Prefeitura informa que seguirá todos os decretos e portarias estaduais, que podem ser consultados no seguinte link:

http://dados.sc.gov.br/dataset/covid-19-portarias-estaduais

A ESF Ricardo Jung na Rua Natal no Centro, está atendendo de segunda à sexta, das 16h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h, para pacientes que estejam apresentando sintomas gripais. Central de Atendimento Covid-19: 3387-7646, 3387-7647 e 3387-7649. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 17h.



Pandemia
07 Janeiro 2021 13:31:00

O estudo clínico realizado no Brasil contou com a participação de 12,4 mil profissionais de saúde voluntários em 16 centros de pesquisa

$artigoImagemTitulo

O Governo de São Paulo e o Insituto Butantan confirmaram nesta quinta-feira (7) que a vacina contra o coronavírus desenvolvida em parceria com a biofarmacêutica Sinovac Life Science atingiu índice de eficácia de 100% para casos graves e moderados. O estudo clínico realizado no Brasil contou com a participação de 12,4 mil profissionais de saúde voluntários em 16 centros de pesquisa.

"Hoje é um dia muito importante para o Brasil, os brasileiros, a saúde e a vida. A vacina do Instituto Butantan tem eficácia de 78% a 100% contra a COVID-19, apontam os estudos no Brasil", afirmou o Governador João Doria. "Como Governador de São Paulo, quero agradecer aos mais de 12 mil voluntários que aceitaram participar desta pesquisa coordenada pelo Butantan e centros de excelência em oito estados brasileiros. Agradecer também a pesquisadores, médicos e cientistas que ajudaram e contribuíram para encontrarmos este grande resultado. O nosso reconhecimento e a nossa gratidão."

Entre os imunizados ao longo dos testes clínicos e que contraíram o vírus, nenhum apresentou caso grave ou moderado da doença nem precisou de internação. Ou seja, quem tomar a vacina do Butantan estará com a saúde protegida e chances mínimas de agravamento da COVID-19.

A taxa de eficácia foi de 78% para os infectados que apresentaram casos leves ou precisaram de atendimento ambulatorial. Isso significa que a cada cem voluntários que contraíram o vírus, somente 22 tiveram apenas sintomas leves, mas sem a necessidade de internação hospitalar.

Com os índices atingidos na pesquisa, o Butantan deu início nesta quinta à solicitação do registro emergencial da vacina junto à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), para que rapidamente seja iniciada a imunização dos brasileiros contra a COVID-19.

"A vacina mostrou 100% de eficácia contra casos graves e moderados. Não houve nenhum caso grave de COVID-19 entre os voluntários imunizados com a vacina do Butantan", explicou o diretor da instituição, Dimas Tadeu Covas.

Covas destacou que a pesquisa realizada no Brasil foi a prova mais dura e complexa já realizada no mundo para uma vacina contra o coronavírus e o estudo mais detalhado já apresentado. Por serem profissionais da área da saúde, todos os 12,4 mil voluntários tiveram risco muito maior de infecção, pois estavam na linha de frente da assistência prestada a pacientes contaminados.

A parceria entre o Butantan e o laboratório da China é desenvolvida desde o dia 10 de junho. Em outubro do ano passado, foi divulgado que a Coronavac é a mais segura entre todas as vacinas testadas no Brasil.

Em novembro, a revista científica Lancet, uma das mais importantes no mundo, publicou os resultados de segurança da Coronavac nas fases 1 e 2, realizados na China, com 744 voluntários. A publicação mostrou que a vacina é segura e tem capacidade de produzir resposta imune em 97% dos casos no prazo de até 28 dias após a aplicação.

Produção

O Butantan concluiu a contratação de 124 profissionais para reforçar produção da vacina contra o coronavírus. Os novos trabalhadores se juntam aos 245 que já trabalhavam no local, que ocupa uma área produtiva de 1.880 metros quadrados. Foram contratados 69 auxiliares de produção, 53 técnicos de produção e dois tecnologistas.

Do total de profissionais contratados, 37 começaram a trabalhar nesta quinta. Os demais iniciam atividades no próximo dia 14, após treinamento e integração.

"Nossos esforços em incrementar o time de profissionais vêm do comprometimento do Butantan em disponibilizar rapidamente uma vacina para uso na população brasileira. Pela urgência, garantimos o terceiro turno da fábrica em uma rotina incessante de produção. Hoje, já temos em solo nacional 10,8 milhões de doses", afirmou Dimas Covas.

A área do envase dispõe de seis máquinas principais para envase do extrato composto da vacina enviado pela biofarmacêutica Sinovac Life Science, além de rotulagem e embalagem do imunizante desenvolvido em parceria internacional firmada pelo Governo de São Paulo e pelo Butantan.

No mesmo complexo são envasados anualmente 80 milhões de doses da vacina contra a gripe, além de 13 tipos diferentes de soros que são usados na rede pública de saúde. O imunizante tem composição semelhante a outros produzidos pelo Butantan, o que facilita e agiliza o processo de envase.


07 Janeiro 2021 12:31:00

Nova matriz considera taxa de ocupação de leitos UTI no seu cálculo

$artigoImagemTitulo

O Governo de Santa Catarina liberou na quinta-feira, dia 7, a Nova Matriz de Risco. O Médio Vale do Itajaí, em que Pomerode situa-se, avançou novamente do risco grave (laranja) para gravíssimo (vermelho). Além disso, outras nove regiões também se encontram no risco gravíssimo: Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Meio-Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte e Xanxerê.

Estão ainda em risco grave seis regiões: Alto Vale do Itajaí, Alto Uruguai Catarinense, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Laguna e Serra Catarinense. Nenhuma região está avaliada com risco alto (amarelo) ou moderado (azul).






Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube