Alesc

Deputados analisam pandemia e destacam respiradores fabricados pela WEG

Foto: Fábio Queiroz/Agência AL

Parlamentares do PT, PSD e do PSDB analisaram os efeitos da pandemia em Santa Catarina, com críticas à retomada do transporte coletivo e elogios à empresa WEG que produziu respiradores para UTIs, durante a sessão de terça-feira (2), da Assembleia Legislativa.

"Estamos prestes a ter liberação total de todas as atividades, inclusive o transporte público sempre superlotado. O contexto é apreensivo e de falta de transparência. Quem tem segurança em responder quais critérios estão baseando a flexibilização da quarentena? Quais hospitais receberão mais leitos e quando? Quais gastos estão surtindo efeito? Não temos essas respostas, sequer temos testes suficientes", avaliou Luciane Carminatti (PT). 

Milton Hobus (PSD) criticou a gestão da crise sanitária e citou o caso do frigorífico da JBS, em Ipumirim, reaberto pela Justiça. 

"Fui falar com vários frigoríficos de Santa Catarina e me falaram do quanto investiram para poderem trabalhar desde o início da pandemia, não fecharam nem um dia. Só depois de 60 dias começaram a aparecer os casos nos frigoríficos, isso significa que não precisaria fechar tudo, (o vírus) só iria chegar agora no interior", argumentou Hobus. 

Segundo o deputado, a unidade de Ipumirim foi fechada por causa de negativa dos gestores do frigorífico de assinar um pacto com o Ministério Público do Trabalho (MPT). 

"A JBS se negou assinar um pacto e por isso essa promotora fechou durante uma semana, mas se não tivesse aberto, Santa Catarina seria notícia internacional, a prefeitura de Ipumirim teria de abrir as valas para enterrar as aves e o volume de aves que teriam de ser abatidas seria equivalente a 41 mil pessoas mortas", comparou o representante de Rio do Sul. 

Hobus foi além e lembrou as previsões não confirmadas de óbitos pelo coronavírus no território barriga-verde. 

"Teríamos seis mil mortes em abril, em nome disso se fez todas essas sandices, é um negócio de doido o que vimos. Quero ver esses matemáticos iluminados dizer para nós baseados no que esses números basearam ações tão desastradas no governo", finalizou. 

Já o deputado Doutor Vicente Caropreso (PSD) elogiou o esforço da empresa WEG Motores, de Jaraguá do Sul, para remodelar sua linha de produção para construir respiradores de uso em unidades de terapia intensiva (UTIs). 

"A situação confusa da compra desastrada de respiradores da China felizmente vai sendo resolvida, e a solução veio mais perto e mais barata do que se esperava: a solução está em Santa Catarina, em Jaraguá do Sul, a empresa WEG, que, com uma rapidez inacreditável, obteve a licença para produzir em série. Serão 500 ao todo nesta primeira investida do governo estadual, 100 unidades já foram entregues, mão-de-obra daqui, impostos aqui", ressaltou Caropreso. 

O representante de Jaraguá do Sul leu trecho de carta redigida pelo diretor da WEG, Décio da Silva, descrevendo o feito heróico da empresa e classificando a operação como "de guerra", inclusive com a fabricação de componentes que estão em falta no mercado mundial.  

Iresa

Maurício Eskudlark (PL) relatou conversa que travou com o governador sobre a Iresa, gratificação percebida pelos membros das forças de segurança. 

"O governador solicitou à Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para ver a possibilidade legal (de incorporar ao salário), estamos tentando construir uma solução", garantiu Eskudlark. 

Suspensão da jardinagem

Eskudlark comemorou a decisão do governo de suspender o contrato de jardinagem nas escolas públicas estaduais depois de denúncia feita na tribuna na Casa. Segundo o deputado, para a regional de Criciúma o contrato era de R$ 2,4 mi, dos quais já foram gastos R$ 869 mil. 

Valdir Cobalchini (MDB) elogiou o colega e indicou a importância da oposição para o êxito dos governos. 

"Está ajudando mais o governo agora do que antes, quando era líder do governo. Ainda vai cancelar muitos editais e trazer muita economia para o nosso estado", brincou Cobalchini. 

Moderação

Cobalchini fez um apelo à moderação e ao bom senso. 

"As manifestações estão cada vez mais radicais, chegando ao extremo da violência. Se existe algo que a história nos ensinou é que nada de bom vem desse tipo de radicalismo. É hora de retomar o caminho do bom senso, não podemos aceitar que nenhum grupo resolva divergência na pancadaria, na intimidação, o Brasil precisa de paz e de tranquilidade, a radicalização não promete nada de bom para o nosso futuro", insistiu o representante de Caçador. 

Gratificação para saúde

Fabiano da Luz (PT) pediu ao governo que retire de pauta a medida provisória que estabelece gratificação aos servidores da saúde que atuam no combate ao coronavírus. 

"Alguns cargos vão receber R$ 6 mil, outros R$ 4 mil, outros R$ 2 mil, outros R$ 1 mil e outros não vão receber nada. Ao invés do governo editar algo para amenizar a angústia, na verdade criou um problema maior, porque criou revolta, seria prudente que o governo retirasse a MP e discutisse com a categoria algo mais justo", sugeriu Fabiano. 

Telefone vermelho

Laércio Schuster (PSB) provocou risos a dizer que o telefone vermelho que trouxe para a Assembleia "está funcionando", uma vez que o governador voltou a percorrer o interior do estado. 

"O telefone está funcionando, tenho impressão de que minhas insistentes recomendações ao governador têm surtido efeito, finalmente começa a sair do Palácio da Agronômica, foi a Capinzal, Joinville e Chapecó, senti a ausência no Médio Vale, mas agora temos esperança de que vai visitar outras cidades", discursou Schuster, que pediu ao governador "pulso mais firme" com a corrupção. 

Vírus em Corupá

Vicente Caropreso relatou a situação de emergência vivida em Corupá com o diagnóstico positivo para Covid-19 de trabalhadores de empresa que instala torres de alta-tensão no município do Norte do Estado. 

"Vieram de longe e testaram positivo para quase 50 pessoas, a prefeitura agiu rapidamente e solicitou a nossa intervenção para que as autoridades sanitárias estaduais e o Ministério Público do Trabalho oferecesse às pessoas contaminadas alojamento decente e as condições de poderem descansar em isolamento. Uma das pessoas está na UTI de Jaraguá do Sul", revelou.

*Com informações Agência AL


LEIA TAMBÉM


Há registro de 164 pontos de concentração de grevistas e 254 municípios com problemas no abastecimento de combustível



Ríspido na defesa do governo, secretário de Administração entrou em atrito com deputados opositores


Brasileiros vão às urnas em 15 e 29 de novembro deste ano




Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube