Trânsito

Pomerodenses são a favor das novas regras para a CNH

Enquete realizada pelo Testo Notícias aponta que 76% dos participantes se mostraram favoráveis à proposta

Uma enquete realizada pelo Jornal Testo Notícias através das redes sociais apontou que a maioria dos pomerodenses é a favor das mudanças propostas por um projeto de lei que faz diversas alterações no Código de Trânsito entregue pelo presidente Jair Bolsonaro à Câmara dos Deputados no dia 04 de junho.

Foram registrados mais de 740, destes, 76% se mostram favoráveis às mudanças e outros 24% contra. Agradou especialmente aos votantes o fato da proposta aumentar para 10 anos a validade do documento. Já medidas como a ampliação de 20 para 40 pontos no limite para a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dividiu opiniões.

"É só ter responsabilidade e dirigir com prudência que não precisa de multas ou pontos na carteira. Com multas acontecem acidentes do mesmo jeito. Não serão multas ou pontos na carteira que farão a pessoa mudar", posiciona-se uma das participantes da enquete.

"Dirijo há quase 20 anos, profissionalmente há 15, inclusive em veículos de emergência. Nunca cheguei sequer perto do limite de pontuação. O que Bolsonaro está fazendo é diminuir a qualidade dos motoristas e assim gerar consequências até fatais para a população", argumenta um dos internautas.

"Acho que deveriam haver dois tipos de pontuação. Manter 20 pontos para todos, com exceção de pessoas que trabalham com entregas ou representações e etc. Nesses casos acho válidos 40 pontos", pondera uma terceira leitora.

Já a suspensão da multa para quem não utilizar cadeirinha de segurança para o transporte de crianças se mostrou um ponto bastante sensível. O transporte de menores de sete anos continua sendo obrigatório por lei, no entanto, se o motorista for flagrado desrespeitando a regra, não sofrerá sanções, apenas uma advertência por escrito. "Gente, como pode o povo apoiar a carnificina que está acontecendo nas estradas brasileiras. Eu não acredito", lamenta uma internauta.

No texto entregue por Bolsonaro à Câmara ainda constam o fim da exigência de exames toxicológicos para motoristas profissionais e a possibilidade de o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) liberar bicicletas elétricas sem mais exigências.


Imagens


LEIA TAMBÉM





Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube