Atenção

Principais ruas de Pomerode têm velocidade de 50km/h

Mudança que já havia sido anunciada pela Getran foi colocada em prática

Foto: Janaina Possamai
Determinação: principais vias centrais obedecerão a velocidade de 50km/h, conforme registro feito na Avenida 21 de Janeiro.

Há cerca de um mês, em entrevista ao Testo Notícias, o Gerente de Trânsito, Waldemar Wuerges já havia adiantado que a velocidade máxima nas principais vias municipais seria fixada em 50 km/h, agora, a determinação foi colocada em prática. De acordo com o órgão que gerencia o trânsito, o principal argumento para a redução da velocidade é o aumento da segurança. "Redes sociais e veículos de comunicação noticiam diariamente acidentes registrados nas ruas centrais do município. Os motivos são os mais variados: imprudência, desatenção, excesso de velocidade, e por aí afora. Contudo, indiferente da causa, a consequência é a mesma: a perda de vidas ou o comprometimento da saúde (parcial ou total) das vítimas do trânsito", argumenta.

Wuerges explica que após reuniões realizadas juntamente a comunidade, e também em discussões envolvendo organizações e entidades, sentiu-se a necessidade de uma medida mais efetiva, que revertesse este cenário o mais rapidamente possível. "Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para atender a demanda da população. Num primeiro momento, pode-se pensar que a solução seja a colocação de lombadas físicas, para a redução de acidentes, mas não é o suficiente. O correto, segundo estudos técnicos e pareceres, para a redução de acidentes na área central de Pomerode é a efetivação de distintos equipamentos controladores de velocidade. Fizemos a relocação de alguns e a instalação de outros", explicou.

Waldemar complementa dizendo que a circunscrição da Getran compreende todas as vias do município exceto as rodovias estaduais, iniciando em Testo Rega, no Clube Primavera, terminando na Rotatória das Bandeiras, Contorno Leste. "Do Clube Primavera, sentido Centro, até a Escola Nossa Senhora de Fátima, temos nove equipamentos de monitoramento, ou seja, lombadas, parada sobre faixas e furões/avanço de sinal. Entre um e outro, a distância é inferior a um quilômetro, sendo que é necessária a instalação de sinalização a uma distância máxima de 300 metros do equipamento, informando a velocidade permitida para o trecho da via a ser fiscalizada. Desta maneira, para não confundir os motoristas, optou-se pela unificação da velocidade", complementou.

Mesmo após a decisão, questionamentos referentes ao motivo da padronização em 50km/h surgiram. Waldemar Wurges explica as razões: "Estudos mostram que os riscos de morte em atropelamento aumentam de acordo com a velocidade. Assim, se tivéssemos uma velocidade de 32km/h no momento de um acidente envolvendo um carro e um pedestre/ciclista, a probabilidade de sobrevivência seria de 95%. Já no caso de uma velocidade de 50km/h, estamos falando de uma perspectiva de sobrevivência de 53%. No caso de 64km/h, a chance de sobrevivência cai para 15%".

Há um detalhe para o qual os motoristas devem estar atentos: há dois pontos no Centro da cidade em que a velocidade máxima é de 40 km/h. São os trechos das vias em frente aos centros educacionais infantis Nossa Senhora de Fátima, na Avenida 21 de Janeiro, e Ruth Koch, na Rua 15 de Novembro.

Notificações e multas 

Conforme a Gerência de Trânsito, há três semanas o radar móvel está sendo usado no trecho em questão (do Primavera até a Rotatória das Bandeiras) de maneira punitiva. Anteriormente o mesmo equipamento foi utilizado por duas semanas de forma educativa. "O próximo passo será a instalação dos demais equipamentos de controle de velocidade eletrônica. Estamos agindo em prol de vidas. Sabemos que, ao longo desta mudança, até que todos se acostumem com a padronização da velocidade, iremos gerar o descontentamento de uma minoria. O contrato tem a validade de quatro anos. No trecho que estamos falando, vidas já foram ceifadas brutalmente. Se, neste período de quatro anos, uma vida ao menos for salva, já teremos o sentimento de dever cumprido e de termos feito o nosso papel com responsabilidade", finalizou.


LEIA TAMBÉM


Samae explica que os trabalhos foram retomados por volta das 6h30min


Houve um rompimento de rede na saída da ETA 1, na Rua Heinrich Passold


No trecho 1 está sendo aguardado o deslocamento dos postes de energia para que os trabalhos possam seguir






Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube