Atenção
15 Agosto 2020 10:36:00

Samae explica que os trabalhos foram retomados por volta das 6h30min

$artigoImagemTitulo

Devido ao temporal que atingiu a cidade na noite de sexta-feira, dia 14, e a madrugada desse sábado, dia 15, a operação da Eta 2 precisou ser interrompida. De acordo com o Samae Pomerode, todo o processo foi retomado por volta das 6h30min, mas a reservação de água ficou comprometida e será normalizada aos poucos. Toda a região abastecida pela ETA 2 foi afetada, sendo: metade da área Central, Pomerode Fundos, Ribeirão Areia, Wunderwald, Testo Alto, Testo Rega e Rega. A orientação é para que os moradores dessas localidades economizem água.


Atenção
06 Agosto 2020 09:14:00

Houve um rompimento de rede na saída da ETA 1, na Rua Heinrich Passold

$artigoImagemTitulo

Toda a região abastecida pela ETA 1 foi afetada, sendo: metade da área central, Ribeirão Clara, Ribeirão Herdt, Ribeirão Souto, Testo Central e Testo Central Alto e Ribeirão Luebke. A previsão de retorno, segundo a Samae, é no início da tarde para os bairros mais próximos à ETA e de noite para os mais afastados, levando em consideração que a pressurização da rede acontece de forma gradual.


Pavimentação
03 Março 2020 15:37:00

No trecho 1 está sendo aguardado o deslocamento dos postes de energia para que os trabalhos possam seguir

$artigoImagemTitulo

O trecho 2 da Rua Ribeirão Souto recebeu o pavimento asfáltico na última semana. A Secretaria de Obras da Prefeitura realizou os trabalhos necessários para a colocação de tubulações e confecção da base. Já a colocação do asfalto foi realizada pela empresa vencedora da licitação.

De forma geral, as obras ainda seguem na via, já que o trecho 1 aguarda a deliberação da Celesc para que os postes de energia possam ser movidos para as laterais, possibilitando a sequência dos trabalhos. O secretário de Obras, Wilhelm Zilz, explica que todo o protocolo necessário para a solicitação mediante a Celesc já foram tomados, mas que é necessário aguardar o processo burocrático da estatal. A mesma situação se repete no trecho 3 da Rua dos Atiradores.

Obras

Os trabalhos na Rua Ribeirão Souto iniciaram em setembro de 2019. A responsável pela colocação do pavimento é a empresa vencedora da licitação, a Freedom Engenharia e Construção LTDA, de Blumenau. A obra é financiada através do Finisa, ao custo de R$ 2.341.533,43. O trecho pavimentado através desse recurso será de 1.127 metros, o restante, até o número 1.697, é pavimentado pelo sistema de mutirão.



Comunicado
22 Novembro 2019 14:00:00

$artigoImagemTitulo

Em função de melhorias no sistema de abastecimento de água, neste domingo 24/11 das 07h00min às 12h00min, o trânsito será interrompido na Rua Luiz Abry nas proximidades da Ponte do Ramthun e no acesso da rotatória da Hermann Weege sentido a Luiz Abry. A (GETRAN) Gerência de Trânsito auxiliará na sinalização. 

O Samae agradece a compreensão de todos.


Precaução
08 Novembro 2019 13:18:00

$artigoImagemTitulo

Devido ao aumento da temperatura, as tempestades e o clima úmido criam um ambiente favorável para a reprodução de moluscos terrestres. Destaca-se entre eles, o Caramujo Africano, cada vez mais presente em solo brasileiro. Em algumas localidades de Pomerode, moradores registraram a presença do animal. A gerente da Vigilância Epidemiológica de Pomerode, Jaqueline S. B. Gustmann, destacará alguns cuidados importantes a serem seguidos quando em contato com esta espécie.

"Todos os anos, temos registro de aumento da população de moluscos nessa época do ano, quando temos um período com mais chuvas deixando o ambiente úmido, propício para a proliferação" comenta. Devido à reprodução intensa, com cerca de 50 a 400 ovos por gestação, que duram apenas duas a três semanas para se formarem, esses caramujos passam a se procriar mais rapidamente. Um dos fatores responsáveis pelo demasiado crescimento é a falta de predadores, inexistentes no Brasil.

Para o combate dos mesmos, devem-se tomar alguns cuidados como, realizar a coleta pela manhã ou no fim da tarde, utilizar luvas de borrachas ou realizar a coleta com o auxilio de uma pá. "Proteja a pele e as mucosas: não coma, fume ou beba durante o manuseio do caracol. Em caso de contato acidental, lave as mãos com água e sabão. Recolha também os ovos, que ficam semienterrados e procedendo da mesma forma usada para os animais coletados" explica.

O destino dos moluscos também recebe alguns cuidados, "eles podem ser colocados para a coleta de lixo comum, desde que os caracóis e os ovos sejam armazenados em dois sacos plásticos e suas conchas sejam quebradas, utilizando um martelo ou pisando em cima com calçado adequado. Em caso de despejo, as valas devem ter pelo menos 80 cm de profundidade, localizadas longe de cisternas, poços artesianos ou lençol freático. Coloque sempre que possível uma pá de cal virgem para impermeabilizar o solo e para não atrair outros animais, principalmente se uma grande quantidade for coletada, fechando a vala com terra" ensina.

Jaqueline ainda reforça sobre a importância da higienização dos alimentos cultivados ou comprados. "Não utilize os caracóis gigantes africanos como alimento ou isca para pescar e por medida de segurança lavem bem as frutas, hortaliças, verduras e legumes, fazendo a desinfecção com hipoclorito de sódio" completa. 


Alerta
08 Novembro 2019 13:08:00

$artigoImagemTitulo

Com o verão chegando, a exposição de animais peçonhentos aumenta e consequentemente o risco de acidentes com humanos tende a se tornar mais intenso também. Devido ao aumento de ocorrências desse gênero, entramos em contato com o comandante do Corpo de Bombeiros Voluntários de Pomerode, Carlos Hein, que orientou sobre a melhor forma de lidar com a situação.

Segundo Hein, uma das espécies mais encontradas nessa época são as cobras, instigadas a sair de suas tocas devido ao calor, tornam-se mais vulneráveis. "Os répteis, assim como os peixes e os anfíbios, são animais pecilotérmicos, ou seja, a temperatura do corpo varia de acordo com a temperatura do ambiente. Logo, as ocorrências de acidentes com animais ofídicos são maiores no verão, pois no inverno as serpentes se isolam dentro de cupinzeiros e tocas. Elas não gostam de frio e ficam em buracos, sem se alimentarem por muito tempo, diminuindo o metabolismo. Por isso, quando esquenta estes animais estão mais ativos em todos os sentidos" explica.

Entre as espécies de cobras mais capturadas na região destacam-se a jararaca, coral, caninana e cipó. Ao se deparar com um animal dessa espécie é preciso manter a calma e, se estiver em área de risco, acionar o Corpo de Bombeiros, "não se aproxime, desvie do caminho da cobra, afaste animais de estimação da área, assim também oriente as crianças sobre os perigos" alerta Hein.

Acionado o Corpo de Bombeiros, a situação será avaliada para a captura, "somente realizamos esse trabalho se o réptil estiver oferecendo risco à população, exemplo: se ela estiver dentro de uma residência, num pátio de uma creche ou local com uma grande circulação de pessoas. Nesses casos realizamos a captura do animal para que não haja um acidente. Agora, se o réptil está no jardim e a casa fica na beira de uma área de mata, a orientação é deixar que a cobra siga o seu caminho, afinal ela só ataca quando se sente ameaçada, é este o mecanismo de defesa dela".

Quando há a captura, o encaminhamento dado visa proteger não apenas a população, mas também o animal. "Após a recolha, ele é solto novamente na mata, afastado da área urbana. É feito um rodízio entre estes locais para não criarmos uma superpopulação em determinado local, respeitando ainda às características da cada cobra" completa.

Para prevenir este tipo de situação, Hein fala sobre alguns cuidados que devem ser adquiridos: "manter o quintal limpo e organizado é muito importante, pois as cobras vêm atrás de alimento e estes são ótimos esconderijos para roedores. Além disto, é preciso utilizar a consciência de que esta é a natureza e que é nosso dever preservá-la, pois somos nós que estamos invadindo o espaço das cobras, com o aumento das áreas urbanas, precisamos delas para controle de roedores, vamos buscar uma convivência pacífica", finaliza. 


Corte de vegetação
18 Outubro 2019 08:22:00

Após a conclusão das obras, via se tornará uma ligação entre os bairros Pomerode Fundos e Ribeirão Areia

$artigoImagemTitulo

Já tiveram início os trabalhos na Rua Pomerânia, projetada para servir como ligação entre os bairros Pomerode Fundos e Ribeirão Areia. Conforme explica o secretário de Obras de Pomerode, Wilhelm Zilz, a Prefeitura é responsável por dar andamento a essa primeira fase. "Concluímos boa parte do corte da vegetação na quarta-feira (dia 10), agora, conforme exigem as normas, será preciso fazer a medição de toda a madeira que foi retirada. Em seguida, provavelmente na próxima semana, já entramos com o maquinário".

As obras no local compreenderão a construção de uma ponte de concreto e a pavimentação de mais de um quilômetro de via. O custeio da primeira fase fica por conta da Prefeitura, já a parte da confecção da base final e pavimentação serão custeadas através do programa Avançar Cidades, do governo federal. A empresa responsável por esta etapa será definida em licitação. "Ainda não podemos precisar qual é o prazo para entrega à comunidade, sabemos que se trata de uma obra demorada, no entanto, podemos afirmar que será concluída na atual gestão", afirma Zilz.

Matheus Kurth/Corte de vegetação: o primeiro passo para a abertura da via foi dado pela Secretaria de Obras.

Ribeirão Souto

O Testo Notícias também buscou informações sobre o andamento dos trabalhos na Rua Ribeirão Souto. As obras acontecem no local há mais de um mês, sendo que o prazo é de que elas sejam concluídas em oito meses, a contar da data de início.

Conforme explica Zilz, dentro de 15 dias deve ser finalizada a construção de todos os muros de contenção (enrocamento) necessários. Em seguida será a vez da drenagem e terraplanagem, para, então, seguir para o acabamento da base.

Matheus Kurth/Enrocamento: trabalho para a conclusão dos muros de contenção deve durar cerca de 15 dias.

Já a responsável pelo pavimento é a empresa vencedora da licitação, Freedom Engenharia e Construção LTDA, de Blumenau. A obra é financiada através do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), ao custo de R$ 2.341.533,43.

Conforme já informado, o trecho pavimentado através desse recurso será de 1.127 metros, a começar, aproximadamente, de onde termina a pavimentação com paralelepípedo até a entrada da Rua Arthur Pfuetzenreiter. Ainda de acordo com o secretário de Obras, a partir desse ponto mais um trecho será pavimentado através do sistema de mutirão, aproximadamente até o número 1.697.


Inspeção TN
20 Setembro 2019 10:49:00

$artigoImagemTitulo

Apesar da chuva, a Secretaria de Obras de Pomerode realizou as reformas necessárias em duas pontes de madeira que ficam na região de Testo Alto. A primeira a receber atenção foi a estrutura que fica na entrada da localidade de Ribeirão Domingos. O secretário da pasta, Wilhelm Zilz, explicou que o trânsito precisou ser interrompido no local por algumas horas, mas o trabalho foi concluído e o tráfego local voltou ao normal ainda na sexta-feira, dia 13.

Já a outra estrutura que recebeu atenção fica na localidade de Ribeirão Gustmann, também conhecida como Canudos, no mesmo bairro. Os trabalhos foram realizados com recursos próprios. 


Obras
01 Agosto 2019 15:29:00

$artigoImagemTitulo

Pavimentação

Na Rua Carl Behling, no Ribeirão Clara, a espera dos moradores é pela aguardada conclusão da pavimentação da via. A rua, que está no cronograma de obras para pavimentação ainda em 2019, teve uma pausa no andamento das atividades para readequação à recomendação do Ministério Público para suspensão do uso do aditivo líquido na base das vias. "Com essas adequações para uso da base tradicional, a conclusão da obra deve demorar mais, mas a previsão é que ocorra ainda no segundo semestre", afirmou o secretário de Obras, Wilhelm Zilz.

Iluminação pública

Moradores Rua Norberto Raduenz, em Testo Central, entraram em contato com a nossa equipe para relatar o fato de a iluminação pública da rua praticamente não existir. Eles se dizem preocupados, pois várias mulheres, que trabalham em turnos, precisam fazer o trecho da rua durante a noite e madrugada sozinhas.

Para o Testo Notícias, o secretário de Obras disse que em um prazo de 20 dias será concluída a implantação de iluminação no trecho faltante da rua. "A ordem de serviço foi encaminhada no início dessa semana. Também foi feito o pedido para a Rua Otto Mohr, no Alto da Serra, que também deve ser entregue no mesmo período".


Mobilidade urbana
26 Julho 2019 08:58:00

Obras em uma das principais vias do bairro Pomerode Fundos estão em ritmo acelerado

$artigoImagemTitulo

A Rua Leopoldo Blaese, uma das principais vias do bairro Pomerode Fundos, está recebendo as obras de pavimentação, que seguem em um ritmo acelerado e estão sendo realizadas pela empresa Paviplan, vencedora da licitação. Ao todo, serão investidos R$ R$ 1.927.923,11.

A via, que serve como ligação entre as ruas Fundos Klaus e Ribeirão Rauffmann, foi uma das beneficiadas pelo Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa).

De acordo com o prefeito Ércio Kriek, desde seu primeiro mandato, entre os anos de 2005 e 2008, havia a intenção de pavimentar essa rua, no entanto, na época surgiram algumas limitação por conta da metragem dos terrenos e do valor que implicaria para alguns moradores. "Isso nos deixa extremante felizes. Após várias reuniões com os moradores pudemos tirar esse projeto tão importante do papel".

Ércio explicou ainda que naquele local não houve a necessidade de realizar grandes serviços de terraplanagem, por isso a obra está sendo tocada pela empresa vencedora da licitação. O prefeito reforçou ainda que a meta de pavimentar 17 ruas até o fim de 2019 está mantida. "E quem sabe, se o clima nos permitir, consigamos ultrapassar esse número".

O chefe do executivo ainda destacou o apoio da Câmara de Vereadores quando da aprovação do Finisa. "Temos aqui que reconhecer os vereadores que aprovaram o financiamento. Temos ruas que estão sendo pavimentadas graças a isso, outras sendo feitas no sistema mutirão e com recursos do município. É da maneira que gosto de trabalhar, pois acredito que juntos somos mais fortes e podemos fazer mais".

Finisa

Em novembro de 2018, o prefeito Ércio Kriek, o Gerente Regional da Caixa Econômica no Vale do Itajaí, Olmir José Schoeler e a Gerente da Caixa de Pomerode, Cristina de Souza, assinaram o contrato do Programa de Financiamento a Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), no valor de R$ 15 milhões para investimento em pavimentação e infraestrutura. Os recursos são do Programa de Financiamento a Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). O valor é liberado conforme execução das obras.

Esclarecimento sobre calçadas

Moradores da Rua Nossa Senhora Aparecida, no Ribeirão Clara, entraram em contato com a equipe do Testo Notícias pedindo esclarecimentos sobre o padrão utilizado para a implantação de calçadas/passeios nos novos projetos que estão sendo executados. Um trecho da rua foi recentemente contemplado pelo plano de pavimentação via mutirão e a instalação das calçadas tem gerado muitos questionamentos. 

Segundo a equipe da secretaria de Obras do município, "às vezes, por alinhamento diferente de muros, os projetos passam por estudo de viabilidade técnica e são definidos para que não causem a remoção de muros ou postes ao longo da via. O fato ocorre em muitas ruas do município e na Rua Nossa Senhora Aparecida, no primeiro trecho em que houve adesão, não é diferente: continua com 6 m de largura, além dos passeios, sem que o preço correspondente para cada morador altere. Caso os moradores ainda tenham dúvidas, podem entrar em contato com o responsável pela obra na Prefeitura".


Avanço
04 Julho 2019 15:34:00

Obra era aguardada por moradores há mais de duas décadas

$artigoImagemTitulo

"Estou muito feliz, porque nós já estevávamos desacreditados. Agora nós vemos os moradores arrumando seu jardim e seu muro, é muito bom". Esse é o sentimento da moradora da Rua Massaranduba, Zenaide Doege. No sábado pela manhã, enquanto as máquinas trabalhavam na colocação do asfalto, Zenaide e muitos outros moradores acompanhavam tudo dos portões de suas casas. Ela conta que a obra era aguardada há mais de 20 anos.

Valmir Buttenberg, também morador local, confirma que a espera foi longa. "Faz pelo menos três mandatos que estamos solicitando essa pavimentação. Tínhamos muita poeira, pois, apesar de ser uma rua sem saída, temos uma grande movimentação de veículos, já que temos uma panificadora localizada aqui".


Gilson Zickuhr /

Para Zenaide e Valmir as tarefas do cotidiano serão muito mais fáceis agora. Ela comenta que desde o início da preparação da via para a pavimentação a poeira já havia diminuído muito, facilitando as tarefas de casa. Valmir revela que a realização da obra trouxe alívio. "Antes vivíamos com as janelas fechadas, agora poderemos ter mais tranquilidade".

O prefeito de Pomerode, Ércio Kriek, revela que a pretensão era a de já ter concluído a obra mais cedo em seu mandato. "Mas precisamos comemorar que ela está acontecendo nesse momento. Os moradores já aguardavam por isso há muito tempo, assim como acontece em outras ruas. A evolução da pavimentação foi um compromisso assumido por mim e pela Gladys (Sievert - vice-prefeita), e vamos dar continuidade a ele. Nos próximos meses, muitas outras ruas também serão pavimentadas".

Gilson Zickuhr /

Kriek destacou ainda que as melhorias na Rua Massaranduba foram possíveis por meio de uma parceria entre governo Federal, Prefeitura e moradores. "Recebemos uma emenda parlamentar oriunda do governo federal de R$ 250 mil, destes, receberemos cerca de R$ 240 mil, pois a diferença fica como comissão da Caixa Econômica Federal; serão investidos mais R$ 140 mil, que futuramente, seguindo os trâmites legais, serão lançados como Contribuição de Melhoria". A Contribuição de Melhoria cabe aos moradores, assim como está acontecendo nas demais vias pavimentadas no município, que sempre contam com investimento dos moradores. A empresa responsável pela obra é a Terrabase.

Ao todo, a pavimentação abrange 330 metros de comprimento da Rua Massaranduba, com seis metros de largura e mais 1,5 metro de calçada. A pavimentação está quase concluída, faltando ainda alguns detalhes como sinalização horizontal e vertical e alguns detalhes que devem se finalizados dentro das próximas semanas.

Gilson Zickuhr /

De acordo com o secretário de Obras de Pomerode, outras vias da cidade já receberam a preparação para a colocação do pavimento. Uma delas é a Frederico Blank transversal da Rua Ribeirão Areia, que será executada pela empresa Paviplan. Outra que deve receber o asfalto nas próximas semanas é a Rua Emílio Wacholz, que será executada pela Terrabase.

Zilz destaca que existe a previsão para a pavimentação de 16 ruas até o fim deste ano, mas que se houver alguma rua em que houver 100% de adesão dos moradores no sistema mutirão, pode procurar pela secretaria de obras para conversar. Pois é possível que seja inclusa na agenda de pavimentações ainda para este ano.



Ribeirão Souto e Ribeirão Luebke
20 Junho 2019 09:24:00

Parlamentar está preocupado com a segurança de moradores e funcionários que utilizam a rodovia próximo às áreas industriais

$artigoImagemTitulo

O vereador Ademar Marquardt, o Maluzinho, está pleiteando melhorias nos acessos das ruas Ribeirão Souto e Ribeirão Luebke à SC 421, em Testo Central. Segundo ele, no fim da tarde, quando coincidem os horários de saída das empresas localizadas nestas áreas e das escolas, o trânsito se torna difícil, trazendo riscos e transtornos à população. "Muitos funcionários saem da empresa e precisam ir para a faculdade, para um curso ou, simplesmente, seguir para as suas casas, mas por falta de um planejamento melhor nestes locais, precisa aguardar às vezes até 40 minutos para conseguir acessar a rodovia", afirma o vereador.

Para ele, ao menos duas medidas precisariam ser tomadas. Uma delas é a implantação de rotatórias na saída das duas ruas. Outra é a inclusão de uma terceira faixa, para que os motoristas que desejam seguir para Blumenau (e não cruzar a rodovia para seguir em direção ao Centro de Pomerode) possam seguir sem aguardar na mesma fila, dando fluidez ao tráfego.

O vereador considera que é o momento de promover uma união entre os poderes para que a solicitação tenha peso perante aos responsáveis. "Sabemos que esta é uma rodovia estadual, mas peço que demos às mãos no sentido de cobrar em conjunto para que encontremos uma solução viável. Considero ter faltado um planejamento mais amplo quando foram implantadas essas áreas industriais. Esse é um problema de anos, não somente de agora, mas é necessário que encontremos meios de resolver essa situação. Está em jogo não só a qualidade de vida dos funcionários e moradores dessas regiões, mas também a segurança de todos que utilizam a rodovia. Pois o risco de graves acidentes nesses locais é enorme", pondera.

Muluzinho finaliza dizendo que a detecção desses problemas está inclusa no papel dos parlamentares. "Os vereadores devem, logicamente, legislar, mas também faz parte da função diagnosticar os problemas e anseios da sociedade e lutar para que eles sejam solucionados".


Inspeção TN
31 Maio 2019 08:55:00

As reclamações dos moradores foram levadas à Secretaria de Obras pelo vereador Jean Nicoletto

$artigoImagemTitulo

Na sexta-feira, dia 24, a Estrada Carolina, que liga Pomerode às cidades de Jaraguá do Sul e Rio dos Cedros, recebeu melhorias. A situação no local estava causando muitos transtornos aos moradores por conta das fortes chuvas que têm caído na cidade. "Assim como as pessoas procuram pelo jornal, também recebi diversas ligações relatando que os carros e caminhões estavam ficando atolados. Dessa forma, procurei pelo secretário de Obras, Wilhelm Zilz, no dia 23 e ele prontamente atendeu a solicitação".

Nossa redação esteve no local na sexta-feira, acompanhada pelo vereador, para conferir as melhorias solicitadas pelos assinantes que moram no local. "Temos que agradecer à equipe da Secretaria de Obras, pois eles não medem esforços para atender à comunidade", finalizou Jean. 


Retrocesso
03 Maio 2019 09:25:00

Restauração da rodovia SC-110, no trecho da serra entre Pomerode e Jaraguá do Sul, é um dos mais críticos

$artigoImagemTitulo

O trecho da rodovia SC-110 que liga Pomerode a Jaraguá do Sul continua sendo alvo de críticas da população em redes sociais e também de constantes cobranças de políticos do município, que têm encaminhado ofícios e montado comitivas em busca de respostas e comprometimento do Estado. E o motivo, uma bandeira antiga do Testo Notícias, é falta de manutenção e as péssimas condições em que a rodovia se encontra.

Se por um lado as roçadas e manutenções periódicas têm ocorrido de forma precária e insuficientemente, de outro sobram queixas quanto à sinalização, iluminação e, principalmente, às crateras que aumentam de tamanho a cada novo período de chuva. E essa situação também é alvo de um Inquérito Civil Público que tramita desde 2016 na 2ª Promotoria Pública de Justiça da Comarca de Pomerode.

Segundo o Promotor Dr. José Renato Côrte, em alguns locais foram feitas melhorias, já em outros novos problemas apareceram, fato que motivou o Ministério Público a manter o inquérito aberto desde então. "Desde que comecei a acompanhar o inquérito, muitos locais que foram apontados receberam correção e tem outros que não estavam nem apontados, mas que hoje estão com deficiência", declara.

Côrte explica que algumas outras melhorias foram realizadas no trecho após a mudança da responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Blumenau (SDR) para o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), mas que há muitos tópicos que merecem uma atenção redobrada, principalmente pela questão da segurança de quem trafega pela rodovia e a importância dela para o desenvolvimento econômico da região.

Porém, benfeitorias mais efetivas, principalmente nos trechos considerados mais críticos, esbarram em processo burocrático para a licitação de projetos e na falta de orçamento do Estado para este tipo de obra. No último oficio encaminhado pelo Gerente de Obras de Transporte, Adalberto de Souza, à Promotoria de Pomerode, esse cenário fica muito claro.

No documento, emitido em março de 2019 e último retorno que Cortê teve do Deinfra para Inquérito, alguns questionamentos são respondidos, porém de forma não tão positiva, principalmente por quem aguarda há anos pela revitalização do trecho.

No ofício o Deinfra informa ao MP que os trechos de acostamento encontram-se danificados nos pontos mais urbanizados e que dos quilômetros 96 ao 99, onde há seguimento com terceira pista, não há acostamento. Quanto à possibilidade ou previsão para implantação dele, o Departamento admite existir e estar inserida no projeto para restauração da rodovia.

No material, o Deinfra ainda divide a extensão de 33 quilômetros da SC-110 em dois segmentos, o que comtempla o perímetro urbano de Jaraguá do Sul até o pé da serra de Pomerode, trecho que já foi reabilitado. Já o segmento que segue do pé da serra até o perímetro urbano de Pomerode é o que apresenta mais problemas e que ainda está em fase de apresentação do projeto para restauração.

O documento encerra afirmando que o projeto definitivo de restauração aguarda agora para ser licitado, assim que o Deinfra tiver recursos financeiros disponíveis para contratar as obras de restauração. E é exatamente essa questão orçamentária que impacta diretamente na colocação de prazos para o início ou término de alguma obra. "Não é uma situação simples, que se resolve apenas com uma demanda judicial, por isso acompanhamos e exigimos retornos constantes do Estado".

Os próximos passos do Ministério Público são acompanhar se haverá andamento no processo licitatório e se há planejamento para que a obra de revitalização saia do papel efetivamente. "Quero novamente marcar uma audiência pública com a equipe do Deinfra que cuida da nossa região para sensibilizá-los sobre a importância do andamento desse processo licitatório", diz Côrte.

Para o Promotor é preciso que a comunidade e representantes políticos locais continuem unidos em suas cobranças para que a rodovia não seja esquecida. Côrte comenta ainda que quem trafega pelo trecho também tem sua parte de responsabilidade para garantir sua segurança enquanto as obras não iniciam. "Nós sabemos que o Estado passa por uma situação difícil. Mas dentro da priorização que o Deinfra fará, deve voltar os olhos para essa rodovia que está precisando de uma manutenção", finaliza.

Procurada pela nossa equipe, a assessoria do Deinfra não retornou os questionamentos até o fechamento desta edição. 


Obras
25 Abril 2019 08:45:00

Operação tapa buracos passou ainda por outras ruas do município. Em Ribeirão Souto, enroncamento e travessias foram concluídas

$artigoImagemTitulo

Diferentes localidades de Pomerode passaram, na última semana, por operações de tapa buracos e revitalização. Um dos pontos mais reivindicados pela população fica na Rua Testo Alto, onde os buracos geravam o descontentamento de quem precisava transitar pela via. Para tanto foi realizado o recapeamento das áreas mais críticas, como na ciclovia que passa por esta rua.

Na quinta-feira, dia 18, também foram restaurados pontos nas imediações do Portal Norte e da Rua Mato Grosso. Outras vias a passarem por melhorias foram as ruas Presidente Costa e Silva, Carlos Belz, Travessa Leopoldo Kuhlewein, Vale do Selke Grande, Pastor Andressen, Armação, Elfi Fischer, Ribeirão Herdt, Avenida 21 de Janeiro, Curt Brandes, Frederico Weege, Arthur Reinert, Horst Rauh, Júlio Wolick, Massaranduba, Timbó, Joinville, Alfredo Hoge e Ribeirão Areia.

Já na Rua Artur Pfuetzenreuter, na localidade de Ribeirão Souto, em Testo Central, um antigo anseio da comunidade foi atendido com a construção de um enrocamento (contenção), limpeza do ribeirão e realização de oito travessias. Quatro delas com tubos de 40 e outras quatro com tubos de 60.

De acordo com o secretário de Obras, Wilhelm Zilz, na quarta-feira, dia 24, mesmo com a chuva, os trabalhos seguiram na Rua Dr. Blumenau.

Programação

Outro pedido da comunidade é pela manutenção da primeira ponte de madeira localizada em Ribeirão Domingos, no bairro Testo Alto, que apresenta avarias. Segundo Zilz, já está na programação da secretaria para que os trabalhos necessários sejam realizados na próxima semana. 


Atenção
25 Abril 2019 08:42:00

Mudança que já havia sido anunciada pela Getran foi colocada em prática

$artigoImagemTitulo

Há cerca de um mês, em entrevista ao Testo Notícias, o Gerente de Trânsito, Waldemar Wuerges já havia adiantado que a velocidade máxima nas principais vias municipais seria fixada em 50 km/h, agora, a determinação foi colocada em prática. De acordo com o órgão que gerencia o trânsito, o principal argumento para a redução da velocidade é o aumento da segurança. "Redes sociais e veículos de comunicação noticiam diariamente acidentes registrados nas ruas centrais do município. Os motivos são os mais variados: imprudência, desatenção, excesso de velocidade, e por aí afora. Contudo, indiferente da causa, a consequência é a mesma: a perda de vidas ou o comprometimento da saúde (parcial ou total) das vítimas do trânsito", argumenta.

Wuerges explica que após reuniões realizadas juntamente a comunidade, e também em discussões envolvendo organizações e entidades, sentiu-se a necessidade de uma medida mais efetiva, que revertesse este cenário o mais rapidamente possível. "Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para atender a demanda da população. Num primeiro momento, pode-se pensar que a solução seja a colocação de lombadas físicas, para a redução de acidentes, mas não é o suficiente. O correto, segundo estudos técnicos e pareceres, para a redução de acidentes na área central de Pomerode é a efetivação de distintos equipamentos controladores de velocidade. Fizemos a relocação de alguns e a instalação de outros", explicou.

Waldemar complementa dizendo que a circunscrição da Getran compreende todas as vias do município exceto as rodovias estaduais, iniciando em Testo Rega, no Clube Primavera, terminando na Rotatória das Bandeiras, Contorno Leste. "Do Clube Primavera, sentido Centro, até a Escola Nossa Senhora de Fátima, temos nove equipamentos de monitoramento, ou seja, lombadas, parada sobre faixas e furões/avanço de sinal. Entre um e outro, a distância é inferior a um quilômetro, sendo que é necessária a instalação de sinalização a uma distância máxima de 300 metros do equipamento, informando a velocidade permitida para o trecho da via a ser fiscalizada. Desta maneira, para não confundir os motoristas, optou-se pela unificação da velocidade", complementou.

Mesmo após a decisão, questionamentos referentes ao motivo da padronização em 50km/h surgiram. Waldemar Wurges explica as razões: "Estudos mostram que os riscos de morte em atropelamento aumentam de acordo com a velocidade. Assim, se tivéssemos uma velocidade de 32km/h no momento de um acidente envolvendo um carro e um pedestre/ciclista, a probabilidade de sobrevivência seria de 95%. Já no caso de uma velocidade de 50km/h, estamos falando de uma perspectiva de sobrevivência de 53%. No caso de 64km/h, a chance de sobrevivência cai para 15%".

Há um detalhe para o qual os motoristas devem estar atentos: há dois pontos no Centro da cidade em que a velocidade máxima é de 40 km/h. São os trechos das vias em frente aos centros educacionais infantis Nossa Senhora de Fátima, na Avenida 21 de Janeiro, e Ruth Koch, na Rua 15 de Novembro.

Notificações e multas 

Conforme a Gerência de Trânsito, há três semanas o radar móvel está sendo usado no trecho em questão (do Primavera até a Rotatória das Bandeiras) de maneira punitiva. Anteriormente o mesmo equipamento foi utilizado por duas semanas de forma educativa. "O próximo passo será a instalação dos demais equipamentos de controle de velocidade eletrônica. Estamos agindo em prol de vidas. Sabemos que, ao longo desta mudança, até que todos se acostumem com a padronização da velocidade, iremos gerar o descontentamento de uma minoria. O contrato tem a validade de quatro anos. No trecho que estamos falando, vidas já foram ceifadas brutalmente. Se, neste período de quatro anos, uma vida ao menos for salva, já teremos o sentimento de dever cumprido e de termos feito o nosso papel com responsabilidade", finalizou.


Estamos de olho
29 Março 2019 09:46:00

$artigoImagemTitulo

Já na Rua Morro da Turquia os moradores reclamam da falta de patrolamento e do mato que insiste em invadir o caminho. Neste caso, a boa notícia é que, segundo a Secretaria de Obras, a manutenção será concluída ainda nesta semana. Por lá, a roçada e o patrolamento já estão em andamento.


Estamos de olho
29 Março 2019 09:41:00

$artigoImagemTitulo

Da via secundária, que liga Pomerode a Rio dos Cedros, no final da Rota do Enxaimel, as queixas são pelas condições da rua, que vive cheia de buracos. Há reclamações também para o excesso de poeira em dias de sol e lama em dias de chuva, além do mato que toma conta das margens da estrada.

Para este caso, a Secretaria de Obras disse que, pela sua localização, não há como passar caminhão pipa. Já a roçada foi realizada nos últimos 30 dias, ou seja, a manutenção teve seu início e será concluída nas próximas semanas, conforme calendário da pasta.


Estamos de olho
29 Março 2019 09:25:00

$artigoImagemTitulo

Em Testo Central, na Travessa Kuhlewein os cidadãos estavam preocupados com a quantidade de buracos que surgiram na saída da rua, no entroncamento com a SC-421. A solução para o problema também chegou na segunda-feira, 25 de março, quando os reparos foram realizados pela equipe da Secretaria de Obras.


Estamos de olho
29 Março 2019 09:22:00

$artigoImagemTitulo

O problema e as queixas são os mesmos nas duas ruas. Os moradores entraram em contato com a equipe do Testo Notícias questionando sobre a falta, ou a insuficiência, da passagem do caminhão pipa nessas localidades aos fins de semana. Segundo os relatos que chegaram à nossa equipe, a poeira se intensificou no domingo, 24 de março, porque essas vias foram usadas como "desvio" de trânsito para quem visitou o município.

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Obras de Pomerode informou que a poeira no local é de conhecimento do setor, mas não tem muito o que ser feito, além da manutenção que já é realizada, pela manhã e pela tarde. A Secretaria reforçou também que no domingo (24), o caminhão pipa passou na Rua dos Atiradores e que "nas próximas semanas de evento no município, se fará um esforço para que o caminhão passe mais uma vez por dia". A Secretaria ainda reiterou que as ruas contempladas recebem o caminhão pipa duas vezes ao dia, salvo casos de imprevisto.





Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube