21 Janeiro 2021 13:29:00

Bombeiros Voluntários de Pomerode estão se deslocando para a ocorrência

$artigoImagemTitulo

O trecho da SC-110 que liga Pomerode a Rio dos Cedros e Timbó está apresentando uma série de problemas em virtude das fortes chuvas que atingem a região. Uma queda de árvore interditou totalmente a passagem de veículos. Há informações de água sobre a pista, que estaria vertendo também por baixo do asfalto. Outro risco é o dos vários buracos no local. É preciso ter muita atenção ao transitar por lá.
Acerca da queda de árvore, os Bombeiros Voluntários de Pomerode informaram que estão se deslocando para atender a ocorrência. Já o alerta sobre a água na pista veio de um internauta que passou pelo local.


21 Janeiro 2021 09:48:00

Houve problemas pontuais de deslizamentos, obstruções e alagamentos parciais de vias

$artigoImagemTitulo

Até às 10h30min da manhã dessa quinta-feira, dia 21, Pomerode havia registrado 15 ocorrências relacionadas às fortes chuvas que atingem a cidade. Conforme o Testo Notícias já havia informado, em 48 horas a precipitação alcançou 145 milímetros. Com isso, a Defesa Civil da cidade registrou ocorrências envolvendo problemas de deslizamentos, obstruções e alagamentos parciais de vias.

O bairro Wunderwald é um dos atingidos, causando preocupação nos moradores, que entraram em contato com nossa redação para descrever a situação no local, pois o medo é de que ocorram novos deslizamentos. Por enquanto, a situação é a esperada devido ao volume de chuva que atingiu a cidade nos últimos dias.

Na Rua Alberto Rahn uma árvore caiu sobre a rede de energia, a Celesc já prestou atendimento no local. Ainda conforme o gerente da Celesc em Pomerode, Djair França, algumas ocorrências estão em andamento nessa manhã. Além da situação atendida na Alberto Rahn, a equipe também atende situações no Ribeirão Domingos, Vale do Selke Grande e na Rua Bruno Mass. Djair descreve que por enquanto a situação está dentro do esperado, com situações cotidianas acentuadas pela condição de chuva.

Com relação ao nível do Rio do Testo, a Prefeitura informou que na manhã dessa quinta ele está estabilizado. No entanto, permanece a atenção para o risco de queda de árvores e deslizamentos.



Tempo
20 Janeiro 2021 17:06:00

Cidade já registra casos isolados de deslizamentos e alagamentos

$artigoImagemTitulo

De acordo com informações atualizadas da Defesa Civil de Santa Catarina, Pomerode foi uma das cidades com os mais altos índices de precipitação nas últimas 48 horas (entre 14h54min do dia 18 e 14h54min de quarta-feira, dia 20), foram registrados mais de 145 milímetros de chuva. Ainda nessa tarde, o órgão já havia emitido um alerta para possíveis deslizamentos na cidade. 

Pouco depois das 15h de hoje, a Prefeitura de Pomerode confirmou o registro de casos isolados e de pequenas proporções, envolvendo deslizamento de terra e pontos de alagamento. No bairro Wunderwald, em locais distintos, houve quedas de árvores e obstruções parciais de pista. Pontos de alagamento na região norte da cidade também estão sendo monitorados.

A orientação é que as pessoas acompanhem os avisos e alertas no site e mídias sociais da Defesa Civil de Santa Catarina. No caso de ocorrências, ligue 199 ou 193.



Clima
20 Janeiro 2021 14:04:00

Alerta da Defesa Civil para esse fenômeno em Pomerode chega ao nível máximo

$artigoImagemTitulo

A Defesa Civil de Santa Catarina elevou o nível de alerta para deslizamentos em Pomerode ao nível "Muito Alto", em vermelho no mapa. Na manhã dessa quarta-feira, a equipe do Testo Notícias recebeu uma informação sobre um pequeno deslizamento próximo da divisa entre as localidades do Vale do Selke Grande e Wunderwald. Além disso, nas mediações do número 1600 na Rua Vale do Selke Grande já ocorreu pontos de deslizamentos. É preciso que a população tenha atenção, pois novas ocorrências podem ser registradas. 

Ainda conforme mapa divulgado pelo órgão com a precipitação acumulada em 72 horas (das 09h de 17/01/2021 às 09h de 20/01/2021), choveu mais de 70 milímetros na região de Pomerode.


Na tarde de hoje, a Defesa Civil de Santa Catarina afirmou ainda que está em alerta em função das condições meteorológicas que irão atuar nos próximos dias no território catarinense. São esperados grandes volumes de chuva.

A orientação é que as pessoas acompanhem os avisos e alertas no site e mídias sociais da Defesa Civil de Santa Catarina.




Clima
20 Janeiro 2021 11:34:00

Ocorrências ligue 199 ou 193

$artigoImagemTitulo

A Defesa Civil de Santa Catarina alertou para deslizamentos em Pomerode nessa quarta-feira, dia 20. Como a previsão é de que as chuvas volumosas continuem, confira as recomendações: Fique atento a inclinação de postes e árvores; qualquer movimento de terra ou rochas próximo à sua residência; aparecimento de rachaduras em muros e paredes. Para ocorrências ligue 199 ou 193. 



Cultura
20 Janeiro 2021 08:00:00

$artigoImagemTitulo

O Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, no Centro de Florianópolis, reabre nesta terça-feira, 19, para atendimento ao público externo mediante agendamento.

Serão feitas visitas guiadas com, no máximo, sete pessoas por grupo, a partir de um roteiro estabelecido que segue protocolos sanitários de segurança para evitar contágios por Covid-19.

O agendamento poderá ser feito das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, na recepção do MHSC ou pelo telefone (48) 3665-6363. As visitas ocorrerão de segunda a sexta, das 13h às 17h, e aos sábados, das 10h às 14h.

É importante destacar que não será permitido tocar ou manusear o acervo. Os visitantes deverão, obrigatoriamente, usar máscara e respeitar o distanciamento físico. O local terá álcool em gel à disposição do público. Antes de iniciar a visita guiada, será exibido um vídeo com orientações.

MIS/SC

Divulgação/

A partir desta terça-feira, 19, o Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) reabre ao público externo, porém em horário diferenciado: das 13h às 19h, de terça a domingo.

Na entrada haverá medição de temperatura e controle do uso obrigatório de máscaras. Somente poderão entrar oito visitantes por vez e não será permitido tocar nos objetos expostos. É preciso respeitar o distanciamento mínimo de 2m entre as pessoas.

Quem visitar o MIS/SC poderá conferir a mostra O que VEM antes da nuVEM, que estava em cartaz antes da pandemia. A exposição faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos. Estarão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas "nuvens".

O MIS/SC está localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC). O setor administrativo da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) segue em trabalho remoto.

Outros espaços

As datas para pedidos de pauta do cinema do CIC, teatros administrados pela FCC, sala Lindolf Bell e espaço expositivo do MIS/SC, serão anunciadas ainda este mês. A reabertura do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) está prevista para fevereiro.


Saneamento e Recursos Hídricos
19 Janeiro 2021 14:20:00

$artigoImagemTitulo

A Secretaria Executiva do Meio Ambiente (Sema), integrada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), lançou nesta segunda-feira, 18, em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA), o segundo Boletim de Monitoramento da Qualidade das Águas, o Qualiagua, referente à campanha de dezembro. Nesta edição, o estudo, que tem a missão de balizar ações para o cuidado dos rios, apresentou melhora na qualidade da água se comparado com o estudo apresentado em setembro de 2020.

Dos 40 pontos analisados, dois pontos apresentaram classificação ruim, 28 razoável e 10 boa. Ao todo, 13 pontos obtiveram parâmetros em desconformidade com a legislação, prevista na Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). A maioria delas está relacionada aos parâmetros de coliformes termotolerantes, fósforo total e turbidez.

Vertente litorânea

Já quando se trata dos 40 pontos estudados na vertente litorânea, 67,5% apresentaram melhora no indicador se comparado com o último estudo, apresentado em setembro de 2020; 5% mantiveram o mesmo valor de Índice de Qualidade da Água; e apenas 27,5% demonstraram piora no IQC. 

"Parte desta melhora pode ser atribuída à maior vazão nos rios em razão das chuvas ocorridas no mês de dezembro. Quando se trata da qualidade global das águas, 70% dos pontos foram classificados na condição razoável. Nosso trabalho de monitoramento vai continuar, visando a efetividade e o avanço do processo de gestão de ações de conservação e sustentabilidade dos rios no Estado", detalha o diretor de Recursos Hídricos e Saneamento da SDE/SEMA, Leonardo Ferreira. 

O programa 

O Programa de Monitoramento de Santa Catarina é uma das linhas de ação previstas no Plano Estadual de Recursos Hídricos, o qual contribui para o objetivo de melhorar a qualidade da água em Santa Catarina. Em 2019, foram monitorados 23 pontos, sendo estes ampliados para 40 pontos em 2020. Neste ano, serão monitorados mais 60 pontos, totalizando 100 pontos analisados em todo o Estado. A duração total do programa é de cinco anos e, ao todo, são realizadas quatro coletas por ano, sendo disponibilizadas divulgações trimestrais.


Resultado das vendas
19 Janeiro 2021 13:05:00

$artigoImagemTitulo

O comércio de Santa Catarina registrou alta de 5,82% no faturamento durante as vendas de Natal, segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de SC (Fecomércio/SC) divulgada nesta semana. Por outro lado, o ticket médio por consumidor caiu de R$ 456,79 (2019) para R$ 452,74 (2020), variação de -0,9%. Segundo a entidade, isso significa que mais catarinenses saíram para realizar compras relativas a data, mas gastaram menos do que no ano passado.

Apesar de um ticket médio muito próximo ao que foi praticado em 2019, o valor esconde uma discrepância. Isso porque gastos mais elevados puxaram a média para cima. Se desconsiderados os valores 25% mais altos e os 25% mais baixos, o ticket médio caiu 30,4%, de R$ 237,87 para R$ 165,37. O número reforça a tese de que mais catarinenses foram às compras neste Natal, mas desembolsaram menos do que no ano passado. O ticket médio é calculado a partir da divisão entre faturamento total e número de clientes.

Segundo a Fecomércio/SC, o aumento no faturamento de 5,8% é uma espécie de compensação pelas datas negativas que foram registradas ao longo do ano de 2020. Além disso, o estudo apontou que 27,7% dos empresários contrataram funcionários temporários para cobrir a demanda e, entre aqueles que contrataram, a média foi de 3,4 novos empregados, contra 3 de 2019. Outro dado que traz otimismo é a variação positiva de 23,5% nas vendas de Natal em comparação com os outros meses do ano.

Por parte dos clientes, a maioria preferiu pagar as compras de Natal à vista ou no cartão de débito (44,9%), seguido de pagamento à vista no cartão de crédito (23,7%), parcelamento no cartão de crédito (19%), e à vista no dinheiro (9,3%). As vendas pela internet ou por telefone representaram 6,5% do total do faturamento entre todas as lojas. Já entre as lojas que atuam nesses canais, a participação foi de 19%. 


Colisão
19 Janeiro 2021 09:20:00

Da colisão restaram apenas danos materiais

$artigoImagemTitulo

A Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito na segunda-feira, dia 18, por volta das 18h40min, na Rua Testo Alto. No local, foi conversado com os envolvidos e verificado que o condutor do Ford/Royale, um homem de 42 anos, transitava do bairro ao Centro, quando perdeu o controle e colidiu nos dois veículos que vinham em sentido contrário, sendo um VW/Saveiro 1.6, conduzido por um homem de 21 anos, e o I/Peugeot 308, conduzido por um homem de 30 anos. Do acidente, restaram apenas danos materiais. Diante dos relatos dos envolvidos, foi confeccionado o boletim de ocorrência.


Fatalidade
19 Janeiro 2021 08:01:00

Ele tinha 65 anos e deixa cinco filhos

$artigoImagemTitulo

Morreu nesta madrugada o empresário Erno Bublitz, que foi intendente da Vila Itoupava em duas administrações, nas gestões do então prefeito Napoleão Bernardes e no primeiro ano de Mário Hildebrandt. Um dos fundadores do PSDB em Blumenau, foi vereador em dois mandatos, entre 1993 a 2000.

Erno sofreu um acidente em novembro de 2018, ainda quando era intendente, ao cair de uma escada e bater com a cabeça. Esteve internado em estado grave, mas conseguiu deixar o hospital, porém sem se recuperar totalmente. Passou por diversas cirurgias desde então. Morreu de complicações pulmonares.

Erno Bublitz tinha 65 anos e deixa cinco filhos.

Informações: Informe Blumenau.


Clima
18 Janeiro 2021 15:19:00

Há risco de alagamentos pontuais e deslizamento

$artigoImagemTitulo

A Defesa Civil alertou nessa segunda-feira, dia 18, para chuva persistente de intensidade moderada a forte, com alagamentos e risco de deslizamento nas próximas três horas. A previsão é para as regiões do Médio Vale do Itajaí (em que Pomerode situa-se), Planalto Norte, Litoral Norte, Litoral Sul, Grande Florianópolis, Baixo Vale do Itajaí e Alto Vale do Itajaí.

Confira as recomendações da Defesa Civil:

Em caso de tempestades com ventos fortes e raios:

- Busque um local abrigado, longe de árvores, placas, postes de energia e de outros objetos que possam ser arremessados;
- Em local abrigado, fique longe das janelas, desligue os aparelhos eletrônicos e lembre-se, o banheiro em alvenaria é um local muito seguro;
- Na praia, jamais fique na água.  

Em caso de alagamentos e inundações:

- Evite o contato com as águas e não dirija em locais alagados;
- Evite transitar em pontilhões e pontes submersas;
- Cuidado com crianças próximas a rios e ribeirões



16 Janeiro 2021 09:33:00

$artigoImagemTitulo

A sub-base e a colocação da tubulação das vias Wilhelm Maass e Otto Maass estão sendo executadas com o objetivo da instalação da camada asfáltica. As obras acontecem no sistema de mutirão, ou seja, a Prefeitura executa todos os serviços de terraplanagem, melhorias na drenagem, ou substituição total da drenagem antiga, a regularização do sub-leito, execução da sub-base e da base, e obras complementares, como realocação de postes, revegetação de taludes, contenções e etc, conforme a necessidade de cada local.

Rua Wilhelm Maass 

Extensão: 113,00 m

Valor orçado total: R$ 163.399,10

A ser executado pela PMP: R$ 99.232,85

Rua Otto Maass

Extensão: 116,50 m

Valor orçado total: R$ 193.686,04

A ser executado pela PMP: R$ 120.047,69


Clima
15 Janeiro 2021 16:52:00

A previsão é para temporais isolados no sábado e no domingo

$artigoImagemTitulo

A Defesa Civil alertou na sexta-feira, dia 15, para a previsão do tempo desse fim de semana. Segundo o órgão, na tarde de sábado, dia 16, o calor e a umidade provocam temporais do Oeste ao Litoral, associados principalmente à chuva intensa. Já no domingo, dia 17, a passagem de uma frente fria provoca temporais no estado, iniciando pelas áreas de divisa com o Rio Grande do Sul e, no decorrer do dia, a chuva se espalha para as demais regiões de SC.

Segundo a Defesa Civil, nos dois dias há risco moderado a alto para enxurradas, alagamentos, deslizamentos e rajadas de vento em praticamente todas as regiões de Santa Catarina, inclusive no Médio Vale do Itajaí, em que Pomerode situa-se. A temperatura varia de 19ºC a 28ºC nos dois dias.

Confira as recomendações da Defesa Civil:

Em caso de tempestades com ventos fortes e raios:

- Busque um local abrigado, longe de árvores, placas, postes de energia e de outros objetos que possam ser arremessados;
- Em local abrigado, fique longe das janelas, desligue os aparelhos eletrônicos e lembre-se, o banheiro em alvenaria é um local muito seguro;
- Na praia, jamais fique na água. 

Em caso de alagamentos e inundações:

- Evite o contato com as águas e não dirija em locais alagados;
- Evite transitar em pontilhões e pontes submersas;
- Cuidado com crianças próximas a rios e ribeirões. 



Cuidado
15 Janeiro 2021 08:38:00

Fique atento para não sair no prejuízo

$artigoImagemTitulo

O fim de 2020 e começo de 2021 foi marcado por diversos golpes envolvendo o nome de estatais como a Celesc e instituições como a dos Bombeiros, por exemplo, e até mesmo incluindo a venda de suposta vacina contra a Covid-19. É certo que essas ações mal intencionadas não irão parar e, por isso, é importante que a população saiba o que fazer quando receber ou encontrar alguma informação questionável. A orientação geral é procurar órgãos oficiais ou contatar diretamente as instituições e/ou empresas para verificar a veracidade. Confira abaixo alguns golpes que estão ocorrendo em Pomerode e região:

Cobrança indevida utilizando o nome da Celesc 

A agência das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) de Pomerode, tem recebido reclamações, avisos e questionamentos de empresários da cidade, os quais atenderam ligações de pessoas se passando por representantes federais solicitando o pagamento de valores em depósito (correspondentes a uma ação judicial) e dizendo que, caso a quitação não seja efetivada, pode haver a suspensão do fornecimento de energia elétrica.

O gerente da Celesc de Pomerode, Djair França, explica que esse já é um golpe antigo, mas que tem sido registrado novamente nos últimos dias. Ele alerta que a empresa não realiza cobranças dessa forma, somente através da fatura da energia elétrica. "O que pode acontecer, no máximo, é um aviso de comparecimento ou receber uma carta do SPC onde a pessoa tem que comparecer na Celesc para resolver essas pendências."

Segundo ele, todos os pagamentos da empresa são feitos pelo documento original emitido em nome da pessoa, com nota fiscal, código de barra e todas as informações.

E-mails falsos envolvendo Bombeiros Militares 

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) informou sobre a veiculação de e-mails falsos, com boletos anexos, que buscam o recolhimento indevido de valores. Segundo o chefe da Seção de Comunicação Social do 3º Batalhão Bombeiro Militar, 1º Tenente Fillipi Pamplona, não é a primeira vez que criminosos utilizam o nome do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina para lesar o cidadão.

Por isso, a orientação é de que todos fiquem atentos: "O CBMSC não costuma enviar e-mails alertando sobre taxas em aberto. Desconfie sempre que receber alguma mensagem com cobrança de taxas e ligue para o quartel da sua cidade para se informar. Em Pomerode, o telefone é (47) 3378-8675", explica.

Além disso, a corporação esclarece: Atualmente, o CBMSC possui a cobrança de três tipos de taxas referentes à Segurança Contra Incêndio, sendo elas: Vistoria de Habite-se; Análise de Projetos e Vistoria de Funcionamento; Os cidadãos que necessitarem gerar boletos poderão fazê-lo diretamente no site da corporação: portal.cbm.sc.gov.br ou entrar em contato com o Serviço de Segurança Contra Incêndio do município; Os e-mails, caso solicitados, sempre seguirão o padrão oficial da instituição (com o final @cbm.sc.gov.br). As taxas cobradas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, referentes à área de Segurança Contra Incêndio são baseadas na Lei Estadual nº 7.541, de 30 de dezembro de 1988.

Venda de vacinas contra Covid-19 pela internet 

A chegada da vacina contra a Covid-19 é uma das notícias mais aguardadas no Brasil. Porém, o Procon/SC encontrou, integrado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) um anúncio na internet que oferecia 10 caixas da Coronavac, com 10 doses cada uma, por R$ 98.

Diante disso, visto que a Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda não autorizou o uso de nenhuma vacina no Brasil e que a Farmácia 24h (www.farmacia24h.com.br), que ofertava o produto, sequer tem loja física, o Procon/SC resolveu alertar o consumidor. O órgão emitiu ofícios para a Delegacia Geral da Polícia Civil, Ministério Público e Google sobre o anúncio, pedindo que o site seja retirado do ar e os responsáveis sejam investigados.

Golpes envolvendo hotéis e pousadas em Pomerode 

Não há nenhum registro nas Policias Civil e Militar de Pomerode, no entanto, algumas instituições da cidade já fizeram anúncios nas redes sociais dizendo que o nome dos locais de hospedagem está sendo utilizado para aplicar golpes. A orientação é de que os clientes sempre confirmem sobre possíveis promoções, pedidos de número de WhatsApp e/ou outras informações direto com o hotel ou pousada.


Clima
15 Janeiro 2021 08:19:00

A previsão é de um mês com chuva acima da média

$artigoImagemTitulo

Desde dezembro, o Testo Notícias vem alertando frequentemente sobre temporais no Estado e na região do Médio Vale do Itajaí, em que Pomerode situa-se. Na quinta-feira, dia 7, e sexta-feira, dia 8, chuvas fortes chegaram a causar alagamentos em algumas ruas de Pomerode. Por esse motivo, o Testo Notícias entrou em contato com a Epagri Ciram para apurar como ficará o clima na cidade durante o mês de janeiro. Além disso, nossa equipe conversou com a Defesa Civil da cidade.

Ao fim dessa matéria, reunimos algumas orientações para manter a segurança durante as tempestades. Além disso, a população também pode contribuir para evitar novos alagamentos, como pontuou o coordenador da Defesa Civil de Pomerode, Lúcio de Bem.

Segundo ele, o grande volume de chuva exige a manutenção contínua dos bueiros, para evitar que o acúmulo de entulhos e folhas atrapalhe o escoamento da água. A manutenção é de responsabilidade do poder público, no entanto, evitar jogar lixo, papéis e alimentos nos bueiros é tarefa de todos. Apesar da manutenção rotineira, em caso de chuvas torrenciais os alagamentos são possíveis devido ao alto volume de precipitação.

Previsão

Segundo a meteorologista da Epagri Ciram, Marilene de Lima, a previsão para o mês de janeiro é de chuvas acima da média e temporais frequentes na região e em todo o estado, no entanto, são temporais de verão (localizados e passageiros) que ocorrem especialmente nas tardes e noites, devido ao calor acumulado durante o dia. Além disso, é recomendado que a população acompanhe diariamente os sites oficiais, visto que a previsão do tempo pode mudar de um dia para o outro.

Com isso, para se proteger e evitar acidentes durante essas ocorrências, separamos algumas recomendações da Defesa Civil para essas situações.

Em caso de tempestades com ventos fortes e raios:

- Busque um local abrigado, longe de árvores, placas, postes de energia e de outros objetos que possam ser arremessados;

- Em local abrigado, fique longe das janelas, desligue os aparelhos eletrônicos e lembre-se, o banheiro em alvenaria é um local muito seguro;

- Na praia, jamais fique na água.

Em caso de alagamentos e inundações:

- Evite o contato com as águas e não dirija em locais alagados;

- Evite transitar em pontilhões e pontes submersas;

- Cuidado com crianças próximas a rios e ribeirões.


FIESC
14 Janeiro 2021 17:04:00

$artigoImagemTitulo

Em reunião com o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, e sua equipe técnica, o presidente da Federação das Indústrias (FIESC), Mario Cezar de Aguiar, mostrou a viabilidade dos projetos ferroviários demandados por Santa Catarina e entregou a Agenda Estratégica para a Infraestrutura de Transporte e a Logística 2021, documento que contempla as propostas da entidade para a área. O encontro foi realizado nesta quarta-feira, dia 13, no Ministério, em Brasília, e contou com a participação do diretor Cesar Olsen, e do gerente de logística da Federação, Egídio Martorano.

"O Ministério se comprometeu a reavaliar os estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental (EVTEAs) das ferrovias com a visão valorizar as cargas com valor agregado. Mostramos para o secretário e sua equipe a necessidade de ferrovias para o estado e eles aceitaram bem a nossa visão", afirmou Aguiar. Também ficou definido que o órgão vai estudar a possibilidade de execução de novas obras no trecho norte da BR-101, como contornos e rodovias paralelas, por exemplo.

"A visão de que é inviável ter ferrovia em Santa Catarina é equivocada. Há um enorme potencial de transporte de cargas de alto valor agregado. Voltamos a insistir nesta posição na reunião desta quarta-feira, a exemplo do que fizemos quando estivemos no Ministério em novembro e em dezembro", ressalta Aguiar. Ele destaca que a FIESC fez um levantamento e todos os portos mais significativos do mundo e no Brasil têm conexão ferroviária.

"Em Santa Catarina temos cinco portos e ocupamos uma posição de destaque. Sediamos o segundo e o quarto porto mais movimentado do país, mas faltam ferrovias integradas à malha nacional", completou.

No documento entregue ao secretário-executivo, a FIESC defende uma série de medidas. Entre elas: realizar a atualização dos dados para os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Sócio-ambiental (EVTEAs) dos projetos ferroviários Corredor Leste-Oeste (SC) e Litorânea (SC), de forma integrada, considerando as cargas de valor agregado, a intermodalidade e incorporando a carga industrial, conforme a nova versão do Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT), previsto para março.

Considerando os resultados positivos na viabilidade socioeconômica do Corredor Leste-Oeste (SC), de Chapecó até Navegantes, a FIESC defende incorporar ao projeto da ferrovia Litorânea uma extensão do seu traçado que permita inserir o acesso ferroviário também para o porto de Itapoá. O empreendimento registra grande movimentação e se encontra em plena expansão, já contribuindo substancialmente para a movimentação de carga de contêineres do Brasil.

Na atualização proposta para a Ferrovia Litorânea (SC), deve ser avaliada uma alternativa viável para a zona metropolitana de Florianópolis, em face à construção em andamento do Contorno Viário, que gera conflito com o projeto anterior. Neste aspecto, é essencial a participação dos municípios do entorno, além de medidas visando garantir a integridade do futuro traçado.

No documento entregue ao Ministério, a FIESC defende ainda uma solução de consenso para a questão do componente indígena, no Morro dos Cavalos, permitindo a construção de túnel ferroviário. Esta medida poderá, inclusive, possibilitar o término da duplicação da rodovia BR-101. Cabe ressaltar que as desembocaduras Norte e Sul do túnel proposto estão localizadas fora da área indígena, em processo de reivindicação.

Ainda no ofício, a Federação destaca o futuro da BR-101, um eixo estratégico para o país e o Mercosul, cujos níveis de serviços já estão comprometidos, em função da pujante atividade econômica do seu entorno, do crescimento urbano exponencial, da expansão da atividade logística, portuária, do turismo e serviços em geral. A situação exige medidas para ampliação de capacidade propostas pelo Grupo Paritário de Trabalho da ANTT, visando a melhoria da segurança e fluidez da rodovia, no curto prazo. Entretanto, para a integridade no médio e longo prazos, é necessário considerar um corredor multimodal. Nesse aspecto, o projeto da Ferrovia Litorânea poderá garantir no futuro a segurança, integridade e fluidez do corredor, garantindo a competividade das atividades econômicas do entorno e contribuindo para geração de emprego e renda.

No encontro, Aguiar também chamou a atenção para as demandas que constam na Agenda de Infraestrutura da FIESC e destacou como prioridades para 2021 um conjunto de obras já em andamento (veja abaixo). Na publicação estão contempladas as necessidades para todos os modais de transporte, considerando as matrizes: planejamento, investimentos, política e gestão logística empresarial. Também compõe a agenda documentos específicos e relacionados com temas estratégicos: agenda portos, propostas dos grupos técnicos da FIESC: BR-101 do Futuro e Rodovias Oeste SC do Futuro, dentre outros.

Prioridades para 2021 em obras federais já em andamento:

BR-282: Adequação de capacidade entre Chapecó e São Miguel d'Oeste - Valor Estimado Anual: R$ 36 milhões
BR-163: Ampliação de capacidade entre São Miguel do Oeste e Dionísio Cerqueira - Valor Estimado Anual: R$ 52,5 milhões
BR-280: Lotes 1; 2.1; e 2.2 - Valor Estimado Anual: R$ 200,4 milhões (3 lotes)
BR-470: Lotes 1; 2; 3; e 4 - Valor Estimado Anual: R$ 149,7 milhões (4 lotes)
BR-285: Implantação - Valor Estimado Anual: R$ 35 milhões
CREMA: Investimentos no Programa de Conservação, Restauração e Manutenção das Rodovias: BRs: 470, 280, 282, 153, 158, 163, 480 e 101, com valor estimado anual de R$ 400 milhões.

A entidade também defende priorizar o acesso aquaviário aos portos com a dragagem de aprofundamento do canal externo no acesso da Baía da Babitonga, com valor de investimento estimado na ordem de R$ 280 milhões, bem como a 2ª etapa da bacia de evolução do complexo Portuário de Itajaí, conforme manifesto enviado ao Ministério em setembro de 2020, com investimentos previstos na ordem de R$ 250 milhões.

A FIESC ainda reforçou a importância de considerar a realização de uma PMI para a concessão integrada das BRs 163, 282 e 470 - O Eixo Rodoviário Estratégico de Santa Catarina -, incorporando uma das rodovias estaduais: SC-110 ou SC-108.


Pandemia
14 Janeiro 2021 16:55:00

$artigoImagemTitulo

A Fundação de Apoio ao Hemosc/Cepon (Fahece) anunciou nesta quinta-feira (14) a doação de 400 mil agulhas para a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Os equipamentos foram comprados com recursos próprios e servem para auxiliar o Executivo estadual na vacinação contra a Covid-19.

O anúncio foi realizado em comunicado pelo presidente da Fahece, Michel Scaff. Em nota, ele afirma que o Estado passa por um "momento crucial" que exige "união de forças".

Embora o valor dos produtos não seja significativo, as agulhas estão em falta no mercado. A Fahece conseguiu a aquisição em razão da credibilidade junto aos fornecedores.


Emprego
14 Janeiro 2021 13:57:00
Autor: Por NSC Total

$artigoImagemTitulo

A prefeitura de Pomerode abriu concurso público e processo seletivo para 38 vagas destinadas à administração pública municipal. São cargos de nível fundamental, médio/técnico e superior, com salários que vão de R$ 1.453,73 a R$ 15.933,24 - caso de médico clínico geral. A relação de oportunidades disponíveis está na tabela abaixo.


Divulgação/

As vagas estão espalhadas em três editais. As inscrições vão até o dia 18 ou 19 de fevereiro, dependendo do cargo almejado pelo candidato, e devem ser feitas pelo site www.acesseconcursossc.com.br/concursos, onde também há mais informações sobre provas e pré-requisitos. As taxas oscilam de R$ 80 a R$ 100, conforme o nível da função.

Das 38 oportunidades, 15 são para cadastro de reserva. A maior parte das vagas é para profissionais da área da saúde. Dúvidas podem ser tiradas pelo e-mail contato@acesseconcursossc.com.br ou por mensagem de texto no WhatsApp pelo número (47) 9 8420-7685.



Economia
13 Janeiro 2021 16:24:00
Autor: Ppr Agência Brasil

Elevações de preços impactam mais famílias de baixa renda

$artigoImagemTitulo

Depois da inflação dos alimentos, no segundo semestre, o brasileiro enfrentou uma nova pressão sobre os preços no fim de 2020. O gás de cozinha encerrou o ano passado com alta de 9,24%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado na terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso representa mais que o dobro da inflação de 4,52% registrada no ano passado.

Usado principalmente pelas famílias mais pobres, que vivem em domicílios com menos estrutura, o gás de cozinha terminou em alta na comparação com outros tipos de derivados de petróleo. O gás encanado, usado pelas famílias de maior renda, terminou 2020 com recuo de 1,29%. O gás veicular fechou o ano passado com alta de 1,66%.

Atualmente, o preço do botijão de 13 quilogramas (kg) custa entre R$ 59,99 e R$ 105, com preço médio de R$ 75,04, segundo o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No início da pandemia de covid-19, o preço médio estava em R$ 69.

Em vigor desde 2019, a política atual de preços do gás de cozinha prevê reajustes sem periodicidade definida. O preço está atrelado a dois componentes: dólar e cotação internacional do petróleo. Em 2017, o botijão inicialmente foi reajustado mensalmente, mas passou a ter o preço revisado a cada três meses, numa política que vigorou até o fim de 2018.

Embora seja controlado nas refinarias, o preço do gás de cozinha é liberado no varejo. Somente nos últimos 40 dias, a Petrobras promoveu dois aumentos no gás liquefeito de petróleo (GLP): de 5% no início de dezembro e 6% no último dia 6.

Queda na demanda

A alta no preço do botijão de gás reflete-se no consumo das famílias. De acordo com o Ministério de Minas e Energia, que tem divulgado relatórios semanais com o consumo de energia e de combustíveis desde o início da pandemia, o consumo do botijão de 13 kg caiu 20% na última semana de dezembro em relação ao mesmo período do ano anterior. A demanda pelo botijão de mais de 13 kg, usado por indústrias, academias, comércio e condomínios, caiu ainda mais: 32,5%.

Professor de economia da Fundação Getulio Vargas (FGV), Mauro Rochlin afirma que a redução de demanda pelo GLP é insuficiente para fazer os preços retornarem ao normal. Apesar dos esforços, ele diz que o consumidor tem poder limitado para controlar o preço do gás, diferentemente do que ocorre com alguns alimentos.

"O preço do gás de cozinha é determinado por variantes externas, como o dólar e a cotação do petróleo. O petróleo recuperou-se no fim do ano passado depois de experimentar uma queda considerável de preço no início da pandemia. O dólar está atrelado a fatores internacionais e a expectativas sobre a economia brasileira", explica.

Outro fator que dificulta o controle dos preços do gás, explica o professor, é a dificuldade em trocar o GLP por outros produtos. Para escaparem do gás mais caro, as famílias de baixa renda estão recorrendo ao carvão vegetal ou à lenha. As famílias de classe média podem substituir o gás por fogões elétricos e, caso usem o botijão para aquecer a água, podem recorrer à energia solar, mas esses investimentos são caros e exigem tempo.

"O gás de cozinha é um produto com baixa elasticidade de demanda. Trata-se de um bem essencial, que não pode ser substituído facilmente", diz o professor.

Governo

Como sugestão para conter a alta do gás, o presidente Jair Bolsonaro, defendeu há dois dias a realização de estudos para ampliar o número de engarrafadoras, empresas especializadas em encher botijões vazios.

"No Brasil existem poucas engarrafadoras. O botijão anda centenas de quilômetros para ser enchido e, depois, mais uma centena até o consumidor. Com dezenas de centrais nos estados e mais empresas, essa verdadeira viagem do botijão deixaria de existir, teríamos mais competição e o preço cairia", postou Bolsonaro na rede social Twitter.

Para o Ministério da Economia, duas medidas para liberalizar o mercado de gás natural podem se refletir em preços mais baixos para o consumidor doméstico. Isso porque o GLP contém cerca de 20% de gás natural. A primeira é a votação do novo marco regulatório do gás, aprovado pelo Senado no fim do ano passado e que voltou para a Câmara. A segunda é a privatização de até oito refinarias da Petrobras, o que, segundo a equipe econômica, estimulará a competição e deverá gerar preços menores.


Brasil
13 Janeiro 2021 15:44:00

$artigoImagemTitulo

Segundo projeção do Banco Central com base no relatório Focus a indústria nacional deve crescer 4,78% em 2021. O mesmo documento estima que o setor tenha encolhido 4,94% em 2020.

Os dados foram compilados e divulgados pelo Observatório da Federação das Indústrias de SC (Fiesc) nesta terça-feira (13). O boletim traz ainda a estimativa de crescimento do PIB brasileiro em torno de 3,41% para este ano.

Enquanto isso, as expectativas para a inflação demonstraram alta para 3,34% em 2021. Essa porcentagem se mantém dentro da meta estipulada pelo Conselho Monetário Nacional.

O documento ainda projeta uma taxa Selic de 3,25% ao final deste ano. Hoje, a taxa básica de juros está em 2%. Por último, na taxa de câmbio, as expectativas de mercado estimam o valor de R$/US$ 5,00 para o final do ano.





Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube