CidLang.jpg

Economia - Por Cid Lang

04 Dezembro 2017 08:29:54

A epopeia de abrir um negócio no Brasil

Imagine que você quer abrir um negócio, uma papelaria por exemplo, para isto terá que obter autorizações do Governo, seja municipal, estadual ou federal. Com a nossa enorme "burrocracia", assim mesmo, com dois erres, isto vai tardar de 3 a 5 meses. Nesse período, estaria apenas lidando com papeis, taxas, cobranças, cartórios, filas, carimbos e licenças.

Após abrir a sua papelaria, você terá de trabalhar até o dia 2 de junho de cada ano apenas para pagar os 93 tributos (impostos, taxas e contribuições) que existem no Brasil. E pagar esses impostos requer 1.600 horas apenas para preencher os formulários (mais do que o dobro do segundo colocado, a Bolívia). Quem não pagar é punido com cadeia e confisco. O estado argumenta que a receita dos tributos é para ser revertida em educação, saúde, segurança e infraestrutura, que sabidamente são péssimos, simplesmente por estarem em mãos de péssimos administradores públicos. A inevitável pergunta é: apesar de, como brasileiros, sermos obrigados a trabalhar mais de cinco meses do ano para o governo, temos um sistema de educação bom? De saúde? Vivemos com segurança? Nossas estradas e portos são bons? Ainda mais importante: por que esses cinco itens devem ficar nas mãos do governo? Na prática, estamos trabalhando cinco meses de graça. Se você contratar um empregado com um salário de mil reais por mês, esse empregado pode chegar a lhe custar, aproximadamente, dois mil e oitocentos e trinta reais por ês - ou seja, mais do que o dobro do salário. (O corriqueiro é que ele custe, no mínimo, dois mil reais).

Isso acontece porque existem os chamados encargos sociais e trabalhistas, como INSS, FGTS, PIS/PASEP, salário-educação, Sistema S, 13º salário, adicional de remuneração, adicional de férias, ausência remunerada, férias, licenças, repouso remunerado, rescisão contratual, vale transporte, indenização por tempo de serviço e outros benefícios. Tais encargos fazem com que, além do salário, o empregador tenha de pagar o equivalente a outro salário só com estes custos. Considerando o salário mínimo de 2017, de R$ 937, o empregador precisa pagar R$ 2.651. Isso significa que, para compensar sua contratação, o trabalhador precisa de uma produtividade de, no mínimo, R$ 2.651 para poder trabalhar legalmente.

Paulo Francis já dizia: no Brasil, imposto é caridade. Você dá seu dinheiro para o governo já sabendo que não receberá nada em troca.

Agora, caro leitor, você vai se perguntar: Não sou empresário, o que tenho que ver com isto?

Simples, todos os impostos estão embutidos no preço de qualquer produto ou serviço, seja de um pão, uma passagem de ônibus, um procedimento médico, de tal maneira que você não percebe isto claramente, você simplesmente paga os impostos ocultos nos preços, além daqueles que pagamos diretamente: imposto de renda, IPTU, IPVA, etc., e recebe em contrapartida péssimos serviços públicos, ruas esburacadas, escolas públicas deficientes, hospitais públicos calamitosos. 






EDITORIAS
14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Testo Notícias.