Especial de Natal

O Papai Noel mora em Pomerode

21 Dezembro 2018 16:03:00

Ele tem a barba de verdade e a fisionomia do tradicional personagem natalino

Foto: Graziela Moretti

Rolf Roland Herzog tem a aparência do tradicional Papai Noel e sempre morou no Centro de Pomerode. Conhecido na cidade por Fritz Noel, todos o reconhecem ao caminhar na rua, então, as caminhadas são constantemente interrompidas para fotos e pedidos de presentes de Natal. Mas a semelhança não fica só na aparência física. O coração de Rolf é enorme e seu comprometimento com o personagem é muito forte. Mesmo frente à situações tristes, ele se segura para não chorar. "Não podemos derramar uma lágrima. Como um pedido emocionante de uma criança, cujo pai tinha falecido: "Quero que você traga meu pai de volta". Mas quando você consegue um sorriso desta criança, você sabe que cumpriu sua missão".

Papai Noel, casado, com dois filhos e três netos, não quis dizer a idade, pois, segundo ele, o personagem é inspirado em São Nicolau que nasceu no ano 270 depois de Cristo. Uma dica que dá para todos que incorporam o "Bom Velhinho" é que não se pode iludir a criança, dizendo que se for boazinha irá receber o presente solicitado. "Tem que explicar que o melhor presente os "elfos" (pais e padrinhos) é que escolhem. É preciso ter uma saída, o que não podemos é causar uma decepção se a criança não receber o que pediu".

Durante nove anos ele atuou como Papai Noel na casa feita pela Fundação Cultural, e usava barba postiça. "Certa vez uma amiga entrou com os filhos pequenos e disse a seguinte frase: Pomerode como cidade turística deveria ter um Papai Noel com barba de verdade. Me deu aquele "tchan" e comecei a cuidar da barba para ela crescer".

Mas a vontade de ser Papai Noel vem de criança. "Aos nove anos pegava a calça boca de sino de minha tia, colocava barba de algodão e entregava presente para os amiguinhos da rua na época de Natal". Ele conta ainda que comprou uma roupa de Papai Noel e entregava o presente dos filhos quando eram pequenos. O que marcou sua vida definitivamente foi depois de uma visita que fez a uma menina com câncer no hospital em Pomerode. "Minha esposa trabalha no hospital e me contou que tinha uma menina internada com câncer, com cabelos raspados e que gostaria de ganhar uma boneca. Mandei confeccionar uma roupa melhor de Papai Noel e uma barba mais bonita e fui lá, especialmente entregar o presente. Fiquei tocado pela alegria da menina e naquele momento foi crucial para eu continuar com o personagem". O tempo passou e Rolf foi entrevistado, certa vez, por ela para um trabalho sobre Noelismo. Ele contou a história da menina internada e ela perguntou: Será que aquela menina sou eu? Ele ficou surpreso ao saber que era ela. "Ver aquela menina recuperada foi maravilhoso".

A única vez que deixou de trabalhar como Papai Noel foi quando o pai dele faleceu em setembro e não conseguiu se recuperar da perda até o Natal.

Rolf faz parte de grupos de Papais Noéis do mundo todo, sendo que os Estados Unidos é o país que está na liderança com mais de quatro mil Papais Noéis.

Nas apresentações que faz em casas e empresas, leva a verdadeira mensagem de Natal que foi e sempre será o nascimento do menino Jesus. Também conta várias estórias e entrega presentes para a criançada.

Têm também aqueles pedidos engraçados como o de crianças pedindo um irmãozinho. "Uma vez olhei para os pais e disse que ia pedir ao Papai do céu. "E não é que no ano seguinte veio um irmãozinho"? Quem sabe é um milagre de Natal?" Ele orienta aos pais para que não forcem os filhos a tirarem fotos com o Papai Noel. "Nada deve ser forçado".

Rolf faz trabalho voluntário no Lar do idoso Pommernheim, no Hospital e Maternidade Rio do Testo, na Casa da Solidariedade e Apae. Já a partir do dia 15 de novembro começa com os eventos. "Saio às 8h da manhã e chego a 1 da madrugada. A esposa, chamada carinhosamente por ele de Noela Rosane, vai junto às vezes. Ele explica que Papai Noel veste vermelho porque no mundo todo é a cor do amor e a barba branca remete a paz entre os homens. Tudo isso o que aquele menino cujo aniversário comemoramos tanto almejou como pregou a paz e amor. E isso só pode acontecer através de nós para um mundo melhor. Desejo um abençoado e Feliz Natal".

Para ser um verdadeiro Papai Noel ele diz que tem que ter o dom. "Papai do céu me deu este dom, pois ouço sempre um uma voz suave e baixa que diz para eu nunca desistir de ser o Papai Noel".

Imagens


LEIA TAMBÉM




O evento será destinado à confraternização das escolas municipais


Aparelho que veio para revolucionar a disfunção erétil, único no estado, apresentado em Pomerode através do Dr. Norbert





Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube