É daqui
21 Janeiro 2021 11:57:00

Uma maneira toda especial de encarar a vida é a marca registrada do pomerodense

$artigoImagemTitulo

Todos sabem que a língua alemã faz parte do cotidiano de Pomerode. Claro, nem todos falam o idioma fluentemente, mas dificilmente escapam de uma expressão ou outra que acaba incorporada até mesmo no vocabulário daqueles que não nasceram na cidade, mas a escolheram como lar. Algumas vezes elas são usadas na forma gramatical vinda do idioma original, em outras, ganham um toque pomerodense. Confira abaixo algumas delas.

- Brost noia (prost neujahr) - "Feliz Ano Novo!" - geralmente usada durante todo o mês de janeiro para se dirigir às pessoas que ainda não havia encontrado após a chegada do novo ano.

- Aba loida (aber Leute) - "Mas gente!" - usado para expressar espanto.

- Allas (alles) - "Tudo?" - geralmente usado como "tudo bem?" .

- Moin (Morgen) - "Bom dia"- usado no lugar de "Guten Morgen".

- "Na?" - "E aí?" - Na é uma das formas mais práticas de dizer ao mesmo tempo "Olá" e "Como você está?". Você pode ainda usar em combinações como "Na, alles gut?" (Como você está?) ou "Na, was machst du so?" ("O que você está fazendo?"). Também serve como resposta e pode dar a entender diferentes sentidos, dependendo da entonação.

- Danke schön - "Muito obrigado".

- Schlag - a tradução literal é "golpe", porém a expressão é utilizada em Pomerode para se referir a alguém que está prestes a ter um "treco".

-Ja - "Sim" - mesmo que você esteja conversando com um pomerodense em português, é bem provável que ouvirá um "ja" no meio da conversa.

Além das expressões linguísticas, alguns hábitos genuinamente pomerodenses merecem destaque, veja se algum deles acontece na sua família, ou na sua rua:

-Uma ligação muito especial com a gastronomia: Deus livre e guarde qualquer anfitrião de que falte comida ou "dê na estica" para alimentar os convidados, o que deixa um pomerodense orgulhoso é oferecer fartura à mesa. Mas não é qualquer fartura não, o sabor é imprescindível, seja nos pratos doces ou salgados. E a bebida? Chope é coisa séria nessa terra, geladinho e de boa procedência! Huuumm, água na boca!

Arquivo Testo Notícias /Tradição: o Küchenmarch sendo representado na Festa Pomerana.

-Café após a janta: essa é uma qualidade peculiar, e deliciosa, dos eventos daqui (ou pelo menos dos locais com forte tradição alemã). Quem cresceu em Pomerode talvez possa não acreditar que em um casamento realizado em outra cidade, por exemplo, após o jantar vem um bolo acompanhado de docinhos e... nada mais. Isso mesmo, os cafés coloniais servidos nas primeiras horas da madrugada são um hábito dos eventos pomerodenses.

-A tarefa cotidiana de transmitir informações: talvez esse hábito tenha ficado um pouco prejudicado com a pandemia, mas certamente você deve estar sentindo saudades de se acostar no muro para atualizar com os vizinhos os acontecimentos da rua, do bairro e da cidade. Quiçá sentar-se na varanda com as visitas para conferir item por item o que um sabe e o outro não.

-Habilidade inata: pomerodense adora uma festa e sabe como organizá-las com excelência. Seja um chá da tarde com as amigas, um jantar para um casal amigo, um encontro de família ou um grande evento municipal, estadual ou nacional.

-Casamentos: as uniões matrimoniais merecem um capítulo a parte. São tantas tradições que deixam qualquer forasteiro encantado. Tem o "quebra-caco", um antigo ritual de quebra de porcelana representando o desejo de boa sorte aos noivos. Geralmente nessa noite o prato principal servido aos convidados é Schwarzsauer.

Há ainda a tradição de tirar o noivo da cama logo cedo para cortar palmeiras para enfeitar as entradas das ruas das casas dos noivos, da igreja e do local de festa. Já durante o casamento tem o Küchenmarch, que se transformou até mesmo em uma atração cultural da Festa Pomerana e como já dissemos nos tópicos anteriores, fartura de comida e bebida, incluindo o café da madrugada.

-Faz com as próprias mãos e compartilha: habilidades manuais, culinárias e inventivas não faltam aos pomerodenses. Tanto que as visitas entre familiares, vizinhos e conhecidos costumam ter uma duração levemente maior do que em outros locais, pois é preciso incluir no programa social um tempo para apreciar os quitutes culinários ofertados pelo anfitrião, um passeio pela residência para ver de pertinho as novidades da decoração feita com tanto carinho, além de uma passada pela propriedade para admirar o jardim e promover uma troca de mudas. Quando se trata de um sítio, cabe também uma conversa sobre os animais e hortaliças.


Sempre Pomerode
21 Janeiro 2021 11:49:00

Acompanhe o desenvolvimento da cidade através do comparativo entre fotos antigas e recentes

Dentre os principais trunfos de Pomerode, está a capacidade de se reinventar sem perder a essência. Desde o início de sua colonização, em 1863, passando pela emancipação política, em 1959 e chegado aos tempos atuais, os flagrantes do desenvolvimento são inúmeros. Para tornar essa transformação mais perceptível, reunimos algumas imagens, de antes e depois da emancipação política, e as comparamos com registros recentes feitos no dia 19 de janeiro de 2021. Dois fatores ficam evidentes, Pomerode se transformou, mas preservou o charme de sua história. 


Parabéns
21 Janeiro 2021 11:27:00
Autor: Por Redação TN

Presidente da Câmara de Vereadores de Pomerode, Sirio Jandre, deixa sua mensagem para o aniversário da cidade

$artigoImagemTitulo

A independência de Pomerode permitiu a ela destacar e cultivar ainda mais sua identidade genuína e singular, esse é, segundo o presidente da Câmara de Vereadores de Pomerode, Sirio Jandre (PSD), o principal fator a ser comemorado na data que marca a emancipação do município. "Foi muito importante naquele período podermos caminhar com nossas próprias pernas, dessa forma Pomerode conseguiu aprofundar ainda mais suas características únicas e que tanto encantam quem nela mora ou a escolhe para visitar", contextualiza.

Para ele o maior trunfo de Pomerode é seu povo. "Nossos moradores fazem a diferença, têm um espírito empreendedor, trabalham com dedicação, gostam que tudo esteja organizado e vivem em comunidade. O espírito de cooperação fica muito evidente na história da cidade e, ainda hoje, podemos ver isso quando visitamos os diferentes bairros, em que os vizinhos ajudam muito uns aos outros. Essa forma de ser faz a diferença", enaltece.

Outro diferencial pontuado por Sirio é a preservação cultural promovida pelas famílias, não apenas nos clubes de caça e tiro, mas nas próprias casas, com a gastronomia e os costumes vividos no cotidiano e passados de geração para geração. "Acredito que esse é o principal fator pelo qual a cidade é tão admirada e acabou conquistando esse interesse tão grande no turismo".

Para concluir, o presidente da Câmara revela o desejo de que Pomerode continue avançando em todas as áreas. "Podemos ter orgulho por sermos referência em muitas delas, como na saúde, na educação, no turismo, na agricultura e diversas outras. É uma cidade diferenciada e espero que ela continue avançando sempre mais", finaliza.  


Comemoração
21 Janeiro 2021 11:14:00
Autor: Por Redação TN

Prefeito também falou sobre o que a cidade tem a comemorar ao completar 62 anos de emancipação

$artigoImagemTitulo

Um ano com certo sabor de saudosismo pela falta da Festa Pomerana e da tradicional queima de fogos que costumeiramente compunham a celebração do aniversário da cidade, mas recheado de esperança pela chegada das primeiras doses da vacina contra a Covid-19. É dessa forma que o prefeito de Pomerode, Ércio Kriek (DEM) descreve o cenário vivido no período que antecede e sucede o dia 21 de janeiro de 2021, data em que a cidade mais alemã do Brasil comemora 62 anos de emancipação.

Para Ércio, a chegada do imunizante contra a doença causada pelo novo coronavírus é um dos principais fatores a serem comemorados no momento. "No último ano foi necessário viver de maneira bastante diferente, por exemplo, utilizando máscaras e afastados uns dos outros, sem podermos nos reunir. A chegada da vacina é a esperança de que muito em breve possamos voltar a ter uma convivência próxima, da maneira como estávamos acostumados antes da pandemia", comenta.

Além disso, o chefe do Executivo considera que a cidade tem muito mais a comemorar. "2020, apesar das dificuldades enfrentadas por conta da Covid-19, foi um ano de muitas conquistas", relembra.

Ao responder o questionamento: "O que deseja para o aniversário de Pomerode", Ércio destaca alguns pontos: saúde, participação popular e união. "Em primeiro lugar a saúde, pois ela é o maior patrimônio que possuímos, além de nos possibilitar a alegria para vivermos cada dia da melhor forma possível. Com relação às realizações daqui por diante, espero que possamos continuar no ritmo em que vínhamos. E talvez o grande desejo que tenho por conta desses anos na vida pública, é o de que as pessoas participem da nossa cidade e percebam que Pomerode é nossa. Todos precisamos nos envolver e ajudar a construí-la. Eu falo muito que juntos somos mais fortes e que juntos nós sempre vamos vencer", finaliza. 

"Eu vivo a Pomerana"

A Festa Pomerana foi cancelada em virtude da pandemia, no entanto, o aniversário da cidade não passará em branco. Para celebrar a tradição durante o aniversário de 62 anos a Prefeitura de Pomerode organizou uma Transmissão Especial de Aniversário, com o lançamento do documentário "Eu vivo a Pomerana". A live acontecerá no dia 21 de janeiro, às 19h30min, e será transmitida através dos seguintes canais:
www.facebook.com/Pomerode
www.facebook.com/festapomeranaoficial 
www.facebook.com/prefeituradepomerode


Top
21 Janeiro 2021 10:14:00
Autor: Por Redação TN

Preparamos uma seleção especial dos motivos que fazem de Pomerode um lugar único e encantador

$artigoImagemTitulo

É na maneira de viver de sua gente que Pomerode revela encantos e singularidades capazes de transformar o lugar em um pequeno céu, tal qual afirma seu hino. Orgulho de quem nela nasce ou daqueles que a escolhem como morada, desperta ainda a admiração de milhares de pessoas Brasil afora. Na quinta-feira, dia 21, a cidade completa 62 anos de emancipação e, por isso, o Testo Notícias preparou uma seleção especial dos motivos que fazem de Pomerode uma joia rara. Embarque conosco nessa viagem pela gastronomia, tradição e alegria de viver.

Tradições preservadas  

Não é segredo que a cidade mantém e orgulha-se das tradições trazidas por seus antepassados. Grupos folclóricos preservam a dança e o canto, bandas típicas ressaltam a alegria da música, museus guardam a história. Além disso, os principais redutos da manutenção cultural são os clubes de caça e tiro, ao todo, a cidade possui 15 deles.

Pomerode possui ainda a única escola de tornearia em madeira do Brasil e uma escola que oferece aulas gratuitas de bandoneon e acordeon. É ainda a cidade pioneira no oferecimento do ensino bilíngue, em Português e Alemão, nas escolas públicas.

Arquivo TN /Preservação: o bandoneon é um dos instrumentos mais tradicionais da cultura alemã.

Jardins florescem com o zelo e carinho dos moradores

Essencialmente colorida, assim é Pomerode. Não apenas os parques e praças exibem lindos jardins, mas também as residências. O apreço dos moradores resulta em redutos de cor e vida, banhados a zelo e carinho. O encanto não é apenas para quem visita a cidade, mas sobretudo para aqueles que podem chamá-la de lar e observar, todos os dias, um trajeto repleto de belezas no caminho para o trabalho ou para as atividades cotidianas. Outra característica muito elogiada por quem chega à cidade pela primeira vez é a limpeza de suas ruas, praças e parques. Algo só alcançado graças ao cuidado dos munícipes.

Janaina Possamai / Testo Notícias/Beleza cotidiana: a casa de Dorli e Esidoro Figurski encanta quem passa por Testo Alto.

Um coração em enxaimel  

Uma das mais belas heranças coloniais dos imigrantes alemães, a construção enxaimel se tornou símbolo de Pomerode. As inconfundíveis linhas arquitetônicas podem ser vistas em diversos pontos da cidade, com mais de 200 construções que possuem como base essa técnica. Mas é na região de Testo Alto, conhecida como Rota do Enxaimel, que está o mais significativo conglomerado de casas nesse estilo.

Reconhecida internacionalmente pela sua expressiva importância cultural e histórica, a região tem mais de 50 edificações catalogadas, que renderam à rota a primeira Chancela de Paisagem Cultural Brasileira, concedida pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - Iphan em 2007. Já o tombamento geral de toda a localidade ocorreu em 2012.

Matheus Kurth/ Testo Notícias/Enxaimel: técnica trazida pelos imigrantes alemães é preservada em Pomerode.

Gastronomia 

Que tal uma cuca feita daquele jeitinho especial de "oma" para o café da manhã? Vai um marreco recheado para o almoço, acompanhando por purê de batata e repolho? Para o café da tarde separamos um delicioso heringsbrot, pode ser? Na janta vamos de algo mais leve, mas nem tanto. Diga, o seu favorito é pão com mus e nata ou pão com linguiça? Para encerrar o dia, vai um chopinho gelado?

Gastronomia típica em Pomerode não é um assunto apenas para os períodos das festas tradicionais, mas está presente no dia a dia da população. Os almoços de domingo tendo o marreco assado como prato principal são muito comuns, principalmente no interior. Assim como as bolachas, doces e pães com "schmia", que estão entre os favoritos disparados. "Comer bem" faz parte da essência de ser pomerodense. O que ocorre durante os eventos é apenas o fato de apresentar aos visitantes as delícias cotidianas da cidade.


Arquivo Testo Notícias /Água na boca: a deliciosa gastronomia alemã faz parte do dia a dia dos pomerodenses.

No DNA, um povo trabalhador 

Pomerode está repleta de exemplos de pessoas que apostam em seus sonhos e objetivos profissionais. De grandes empresas com oportunidades para todos os níveis de experiência e escolaridade, passando por quem resolve empreender por conta própria e chegando a quem opta pelo trabalho no campo ou por dividi-lo com a rotina da profissão desempenhada em outra empresa, a cidade está repleta de cidadãos que trabalham com afinco.

Belezas naturais

Cercada por montanhas, algumas das mais procuradas paisagens de Pomerode ficam em seus morros, com belezas de tirar o fôlego. O Morro do Schmidt, localizado em Testo Alto, é o ponto mais alto da cidade, com 931 metros. Do topo é possível observar Pomerode, Blumenau, Indaial, Timbó e Rio dos Cedros, além de belíssimos nasceres e pores do sol. Já o Morro da Turquia tem acesso fácil e fica em Pomerode Fundos. Tem ainda o Morro do Saco, além de localidades como Vale do Selke e Testo Alto, que por si só já valem um passeio contemplativo.


Matheus Kurth/ Testo Notícias/Beleza: cidade possui paisagens encantadoras, como esta, em Testo Alto.

Opções para todos os gostos 

Xodó dos pomerodenses, o Zoo Pomerode é um dos responsáveis por tornar a cidade tão conhecida. Ele é o maior zoológico de Santa Catarina e se tornou a casa de mais de mil animais, de 240 espécies diferentes. Fundado em 1932 por Hermann Weege, o Zoo passou por diversas transformações e atualmente é referência nos esforços de recuperação e na conservação de espécies.

Matheus Kurth/ Testo Notícias/Zoo: referência na conservação de espécies, se transformou no xodó dos pomerodense.

Além disso, seja para quem mora ou quem escolhe a cidade como destino turístico, há diversas opções como museus, parques, Vila Encantada, Passeio Pomerano e inúmeros eventos (que estiveram suspensos em virtude da pandemia). Além disso, a cidade se tornou um destino muito desejado por quem pratica ciclismo ou cicloturismo. 


Realeza
21 Janeiro 2021 09:33:00
Autor: Por Redação TN

Kétlen também contou sobre seu ano de reinado e o sonho de infância

$artigoImagemTitulo

Poder fazer parte da realeza da Festa Pomerana é um desejo vivido por muitas pomerodenses desde criança. Esse é o caso da Kétlen Naiara Klebber, que fez parte da realeza mirim da 28º edição da festa, como segunda princesa, e a partir desse momento decidiu que iria concorrer para a realeza adulta. "A categoria mirim não é tão envolvida, então ver as meninas me fez ter vontade de estar no reinado adulto, viver isso tudo com mais emoção e levar para todos os cantos a cultura e as tradições de Pomerode", conta.

Porém, como a idade mínima para concorrer é 18 anos, Kétlen teve que esperar 10 anos para realizar esse sonho. "Eu botei para mim mesma que assim que fosse possível eu tentaria, porque caso não desse certo eu teria mais anos e mais chances de tentar", explica. Mas isso não foi necessário, pois logo que completou 18 anos ela se inscreveu e conquistou o título de rainha da 38º Festa Pomerana.

Kétlen nasceu e viveu sua vida toda em Pomerode e, sobre a cidade, ela evidencia a forma de preservação da cultura e tradições alemãs. "Muitos turistas acham isso incrível e vem conhecer a cidade justamente para ficar um pouco mais perto de toda essa cultura e tradições que vivemos em nosso dia a dia mesmo", pontua.

Muito dessa percepção vem de sua família Siewert, muito conhecida pelo seu esforço de preservar a cultura. Sua avó e avô, por exemplo, ensinaram o alemão como língua materna, tanto para ela, quanto para seus primos. "O meu tio também nos cobra diariamente para falar o alemão, justamente para não se perder isso. As questões de tradição e cultura no geral são prioridade na nossa família", destaca Kétlen.

Gilson Zickuhr /Festa Pomerana: Realeza da 38º edição.

Além disso, ela acredita que o carisma da população é outro ponto positivo e muito importante. "Você chegar na rua e encontrar algum conhecido e cumprimentar ele em alemão. Toda essa questão do carinho da população é muito bom, é gratificante ver que a população também guarda isso."

Para a rainha, poder representar Pomerode e tudo o que a cidade representa é um sentimento indescritível. "Como eu falei, sempre foi o meu sonho. No momento em que meu nome foi anunciado, a ficha caiu alguns dias depois, porque foi realmente uma emoção enorme", reflete.

No entanto, por outro lado, não poder estar divulgando a Festa Pomerana em eventos e não poder estar comemorando na própria festa é, sem dúvidas, motivo de questionamento. "É triste, porque realmente é algo que eu sempre quis. Inúmeras vezes eu me perguntei porque justamente no meu reinado aconteceu isso, mas é aceitar e esperar que tudo melhore para que a gente possa voltar aos eventos e voltar ativa o quanto antes."

Dos eventos que Kétlen teria no ano, dois puderam ser realizados. O primeiro, feito no final de semana após a escolha da realeza, foi um encontro de carros antigos, onde a rainha com suas princesas estiveram presentes. "Foi o único evento que fomos, porque logo na outra semana as coisas começaram a serem fechadas e a pandemia foi aumentando." No início de novembro, ela teve uma feira em Gramado com o objetivo de divulgar a cidade.

A quarta-feira, dia 13 de janeiro, também foi um papel difícil para diversas pessoas que organizam e participam da Festa Pomerana: a tão esperada noite de abertura foi muito mais silenciosa do que ninguém nunca poderia imaginar. "O meu coração ficou muito apertado, em alguns momentos eu me via com os olhos cheios de lágrimas pensando que era para eu estar no desfile agora, era para o pavilhão estar lotado, cheio de gente, aquela emoção e, infelizmente, não pode acontecer. Eu fiquei muito triste, mas eu entendo que é por uma causa maior e que a festa realmente teve que ser cancelada nesse momento", pondera.

Por fim, a rainha da 38º Festa Pomerana deseja para o aniversário da cidade, dia 21 de janeiro, que, em primeiro lugar, tudo isso melhore logo para que se possa voltar a realidade e a vida normal. "Eu desejo também que a população pomerodense continue com esse espírito batalhador e com essa questão de preservar a cultura e tradições da nossa cidade para ela continuar sendo reconhecida por toda essa beleza que ela tem", finaliza.


Aniversário
21 Janeiro 2021 08:00:00
Autor: Por Redação TN

O pomerodense Haroldo Betta comemora um aniversário duplo todos os anos

$artigoImagemTitulo

Dia 21 de janeiro de 2021 Pomerode completa 62 anos de emancipação. São mais de seis décadas de história, cultura e tradição. Muitas pessoas viram de perto o crescimento da cidade e uma delas, em especial, é Haroldo Betta, pomerodense que nasceu no mesmo dia da emancipação do município. Na identidade, a data de nascimento não mente: 21 de janeiro de 1959. Naturalidade: Pomerode.

Assim como a cidade conseguiu preservar sua cultura e suas tradições, Haroldo preserva costumes aprendidos com os antepassados. Um deles, por exemplo, é o cuidado com o jardim, detalhe sempre elogiado pelos turistas que passam por Pomerode. No quintal, flores de diversos tipos alegram e enchem de cor o dia de quem passa em frente à residência. "Sempre tem que deixar limpo, eu não gosto de nada jogado, tem que ficar tudo arrumado", pontua.

Falando em tradições, outro aspecto muito presente na vida dos pomerodenses é criar uma longa carreira em uma empresa, com Haroldo não é diferente, pois trabalhou por 27 anos no mesmo local e só rompeu o contrato com a empresa quando ela deixou a cidade. No entanto, o vínculo criado foi tão forte que hoje ele é o responsável por cuidar da parte externa do local que anteriormente era ocupado pela empresa. Aposentado, ele ocupa de dois a três dias da semana cuidando do jardim ou realizando outras tarefas necessárias.


Matheus Kurth/ Testo Notícias/Data: Haroldo nasceu no mesmo dia da emancipação de Pomerode.

Além disso, como um bom pomerodense, Haroldo valoriza as festas, eventos e desfiles. Assim, sempre que possível, está presente e festejando com a população. "Gosto de passear e sempre quando tem festa ou desfiles eu vou", conta. Mas, o dia mais admirado por ele é o do seu aniversário, em que pode ir até a Festa Pomerana e curtir o show de fogos.

Esse ano, infelizmente, a festa não pode ocorrer e os fogos não iluminarão a noite. Para Haroldo, esses eventos estão deixando saudades: "faz muita falta", destaca.

Outra característica compartilhada entre Pomerode e Haroldo é a paixão pelas bicicletas, que já viraram um meio de locomoção para ir ao trabalho, ir ao mercado ou mesmo passear. Sempre que possível, o morador utiliza sua boa e velha companheira e sai pedalando pela cidade.


Matheus Kurth/ Testo Notícias/

No entanto, quanto está chovendo e não pode utilizá-la, opta por uma volta com seu fusca, modelo de carro que sempre esteve em sua garagem. O pomerodense tem o atual há 21 anos e são visíveis o amor e cuidado que dispensa ao veículo. Além disso, sempre que ocorre o encontro de fuscas na cidade, está presente para apreciar.

Por fim, outra tradição de Pomerode preservada por Haroldo é passar a língua alemã de geração para geração, inclusive na maioria das vezes sendo o primeiro idioma falado. "Eu falo alemão e o meu filho também sempre falou. Para mim é importante passar essa cultura."

Com tantas características compartilhadas, Haroldo festeja ao lado da cidade 62 anos de muito crescimento, amadurecimento, evolução, perdas, vitórias, aprendizados, cultura e tradições. Parabéns aos aniversariantes!


Meio Ambiente
20 Janeiro 2021 08:51:00

$artigoImagemTitulo

O ano de 2021 iniciou com a concretização de uma importante força-tarefa deflagrada pelo Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC). O foco da ação é intensificar os atendimentos de perícias ambientais nas regiões de maior demanda do estado.

Peritos criminais e agentes de perícia, especializados na área de meio ambiente e lotados em diferentes unidades do IGP, unem esforços para acelerar a resposta da perícia na elaboração e entrega de laudos periciais relativos a crimes ambientais que contribuirão com as investigações em andamento na Polícia Civil, Ministério Público e Judiciário.

Etapas

A primeira etapa da força-tarefa já está em andamento na região de Rio do Sul e conta com a atuação de servidores das unidades de Florianópolis, Palhoça, Lages e Chapecó. Nas primeiras semanas de janeiro já foram realizados mais de 30 atendimentos e existe a previsão de conclusão desses trabalhos e entrega desses laudos periciais até o final de março de 2021.

Crimes

Os principais crimes relacionados são danos cometidos contra a vegetação, ocupações irregulares e intervenções em diversas em áreas ambientalmente protegidas.
Os trabalhos terão continuidade ao longo do ano e visam também equilibrar a demanda e os atendimentos de perícias ambientais nas diferentes regiões de Santa Catarina.


Pomeranos no Vale Europeu
17 Janeiro 2021 08:00:00

Por Genemir Raduenz, Edson Klemann, Johan Ditmar Strelow e Cláudio Werling

$artigoImagemTitulo

Assim como grande parte dos primeiros imigrantes, os Hornburg também são oriundos da Pomerânia. Somente uma família emigrou da vila de Jarchlin (Kreis Naugard), sendo o primeiro a chegar no Brasil o filho mais velho August Wilhelm Ernst Hornburg, em 1866 aos 23 anos de idade, solteiro, a bordo do veleiro Najade. Após um ano na região de Testo Central Alto, em 1867, August Wilhelm Ernst se casa com Auguste Johanne Friederike Steinert. Dois anos após a chegada de August, em 1868, a bordo do navio Franklin, chegaram seus pais Carl Friedrich Ferdinand Hornburg e Frederike Wilhelmine Caroline, (nascida Court), acompanhados dos demais filhos.


Acervo: Carlos Hornburg/Bodas de 65 anos de Carl Friedrich Wilhelm Hornburg e Emilia Fischer Hornburg. Carl era neto do imigrante Ferdinand Hornburg. A festa foi realizada na residência do casal no bairro Testo Alto. Da esquerda para a direita em pé: Alwin, Franz, Bruno Siewert, Harry, Alfred, Hugo e Rudolf Hornburg. Sentados: Hertha Hoge, Anna Lickfeld, Linda, os noivos Emilia Fischer Hornburg e Carl Friedrich Wilhelm Hornburg, Paulina Dallmann, Bertha Hoeft e Mathilde Klotz. A casa ainda existe e foi recentemente restaurada.

Carl Friedrich Ferdinand era conhecido pelo seu terceiro nome, Ferdinand. Naquela época cada área de terra vendida aos imigrantes era denominada por "colônia" e tinha a área aproximada de 250 mil metros quadrados (25 hectares ou 100 morgos), considerada suficiente para as atividades agrícolas/pecuárias de uma família. Ferdinand ao chegar, adquiriu uma colônia em Alto Rio do Testo, nas proximidades da Igreja Luterana de Testo Alto. Seu filho August Wilhelm Ernst já havia se estabelecido em Testo Central Alto, com a aquisição de três colônias. Nos anos seguintes, os demais filhos do casal Ferdinand e Frederike também casaram e formaram suas próprias famílias. Os descendentes da família Hornburg se espalharam por Pomerode e Blumenau. Além disso, buscando novas terras, os descendentes subiram o Rio do Testo ultrapassando a divisa se estabelecendo em Jaraguá do Sul, município que também abriga muitos descendentes da família Hornburg.


Acervo: Edson Hornburg/Expedicionário Alvino Hornburg, bisneto do imigrante Ferdinand Hornburg. Com Rudi Hornburg e Arnoldo Hornburg serviram ao Brasil durante a Segunda Guerra Mundial lutando contra a Alemanha nazista nos campos da Itália.






CDL
15 Janeiro 2021 08:58:00

Quarto e último sorteio da CDL será realizado no domingo, dia 17, às 20h

$artigoImagemTitulo

Está chegando ao final a promoção Natal Premiado 2020/2021, tradicionalmente realizada pela Câmara dos Dirigentes Lojistas de Pomerode (CDL). Isso porque o último sorteio da atual edição ocorrerá no domingo, dia 17, às 20h, nas dependências do Pavilhão de Eventos da Festa Pomerana.

No dia, serão sorteados três vale-compras de R$ 300, um vale-compras de R$ 500, um vale-compras de R$ 1 mil e o tão esperado carro zero, um Fiat Mobi com Ar Condicionado no valor de R$ 36.190,00. Para quem possui cupons em casa, ainda é possível depositar nas urnas até no sábado, dia 16, às 17h, conforme regulamento.

Diante da atual pandemia da Covid-19, serão seguidos todos os protocolos da Vigilância Sanitária e Epidemiológica local e estadual, tais como: distanciamento, uso de obrigatório de máscara, disponibilização de álcool gel e não será permitida a aglomeração de pessoas. Além disso, não será permitido o acesso do público geral, somente aos membros da diretoria e funcionários da CDL, representantes do Poder Público Municipal, imprensa, apoiadores da promoção, alguns lojistas e ocasionalmente algum cliente.

O terceiro sorteio ocorreu no dia 19 na sede da entidade. Foram sorteados oito vale-compras de R$ 300 cada, um de R$ 500 e um de R$ 1 mil. Confira os ganhadores:

Vale-compras de R$ 300:

16º Prêmio: Paulo Martin Schuster - Transportes Borchardt Ltda
15º Prêmio: Elvis Trisotto - Joca Mat. Const. Ltda
14º Prêmio: Andreas Schulz - Supermercado Econômico
13º Prêmio: Ana Claudia Ramos - Mocam Supermercado
12º Prêmio: Ivete Dalpiaz - Pomerlar Com. de Móveis
11º Prêmio: Simone F. E. Nurenberg - SBB Supermercados
10º Prêmio: Alexandra D. E. Orzerchowic - Lojão Astral
9º Prêmio: Cristiane Seivert - Mocam Supermercados 

Vale-compras de R$ 500:

8º Prêmio: Carlos E. S. Nascimento - Supermercado Econômico

Vale-compras de R$ 1.000:

7º Prêmio: Reinwald Karls - Lojas Dalcanale


Ponte Hercílio Luz
11 Janeiro 2021 16:24:00

$artigoImagemTitulo

A partir da próxima segunda-feira, 18, o tráfego de veículos na Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, terá o horário ampliado. O horário para a passagem de carros particulares com dois ou mais passageiros será das 9h até as 6h da manhã. Atualmente, eles só podem trafegar das 11h às 19h.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), juntamente com a Prefeitura de Florianópolis, Polícia Militar e Guarda Municipal de Florianópolis, realizou nova avaliação e alterou o horário que os carros poderão transitar pela ponte.

"A Ponte Hercílio Luz é o principal cartão-postal de Santa Catarina. Mas também é um equipamento cultural, turístico e de mobilidade. Por isso, estamos procurando fazer o uso equilibrado da estrutura. Com essa ampliação do horário, iremos facilitar o acesso entre continente e a ilha em Florianópolis", reforça o secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira.

O tráfego de ônibus, táxis, veículos oficiais e de emergência seguirão autorizados a circularem em todos os horários. Entre às 6h e 9h será priorizado o transporte coletivo. A passagem de motocicletas segue proibida.

Fins de semana

Nos finais de semana a Ponte Hercílio Luz permanecerá fechada para o tráfego de veículos. A fiscalização será realizada pela Polícia Militar e Guarda Municipal de Florianópolis.


Empatia
08 Janeiro 2021 14:07:00

Jonatan Raduenz arrecadou doações com amigos e colegas de trabalho para entregar na cidade

$artigoImagemTitulo

Dezembro de 2020 ficará marcado na história para os moradores de Presidente Getúlio, cidade do Alto Vale. A enxurrada registrada na noite do dia 16 para dia 17 deixou 18 mortos e destruiu casas, estabelecimentos e bens materiais.

Nos dias seguintes, corporações de Bombeiros Voluntários da região se colocaram à disposição para ajudar a limpar a cidade e recuperar o possível. Além disso, moradores de diversas cidades vizinhas também se juntaram para arrecadar alimentos não perecíveis, produtos de limpeza, roupas usadas e/ou qualquer doação que pudesse fazer a diferença para os moradores de Presidente Getúlio atingidos pelo fenômeno climático.

Em Pomerode, Jonatan Raduenz, de 26 anos, foi uma das pessoas que tomou a iniciativa de ajudar o próximo. Operador e preparador de centro de usinagem e também Bombeiro Voluntário de Pomerode há quatro anos, ele contou com a parceria de colegas e amigos para arrecadar doações. O resultado foi surpreendente e mudou sua forma de encarar a vida: com a ajuda dos Bombeiros de Presidente Getúlio, ele se vestiu de Papai Noel e fez a entrega de brinquedos e doces para as crianças nos bairros mais afetados de Presidente Getúlio.

Tudo começou na sexta-feira, dia 18 de dezembro, quando disponibilizou sua caminhonete para levar doações à cidade, momento em que viu com seus próprios olhos a destruição que a enxurrada havia causado. No domingo, a ideia já estava na sua mente: o objetivo era levar um pouco de alegria para as crianças afetadas na cidade.

A ação começou com o pedido de ajuda aos amigos do motogrupo para comprar doces e brinquedos, o que já faziam outros anos em Pomerode, e para os colegas de voluntariado dos bombeiros. "Logo o pessoal apoiou e começou a arrecadar balas e dinheiro para comprar o que precisasse", explica. Além disso, Jonatan levou a iniciativa para o local onde trabalha. "O pessoal lá já se organizou sobre a divulgação e de tarde começaram a chegar as doações". No final, uma caçamba cheia de brinquedos foi arrecadada, além de 60kg de balas e chocolates, além de itens de higiene pessoal e produtos de limpeza.


Arquivo Pessoal /

No dia 23 de dezembro, Jonatan ligou para a corporação dos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio questionando se poderia entregar as arrecadações nos bairros mais afetados. "Como eu não conhecia muito a cidade, perguntei se algum bombeiro poderia ir junto e eles aceitaram minha ideia". No dia 24, ele saiu de Pomerode, logo após o trabalho, e se juntou aos voluntários da cidade afetada, que também haviam arrecadado certa quantidade de brinquedos e doces. "No total, com as nossas coisas e as deles, conseguimos encher duas caminhonetes e uma ambulância", conta.

Para realizar a entrega eles precisavam achar um Papai Noel e, quando ofereceram o papel à Jonatan, ele aceitou de prontidão. "Para mim foi uma honra". Ele ressalta que só quem já teve a oportunidade de entregar brinquedos e balas para a criançada sabe como é. "Mesmo sendo simples, a alegria que eles têm em receber é gigante", pontua.

Para Jonatan, o momento da entrega das doações foi emocionante e a felicidade pode ser vista não só no olhar das crianças. "Teve uma senhora cadeirante que veio até a rua empurrando a cadeira de rodas e ficou dando tchau para nós. Eu e mais uns colegas levamos balas e chocolate para ela, que nos agradeceu bastante, disse que os bombeiros tinham conseguido salvar a família dela", conta orgulhoso.

Assim como a noite da enxurrada não sairá da memória dos getulienses, os voluntários não conseguirão esquecer a força que tiveram ao se abraçarem e lutarem por um mesmo objetivo. "É muito marcante e emocionante, não vamos esquecer isso tão fácil", finaliza.


Entretenimento
05 Janeiro 2021 12:59:00

Live de lançamento ocorre no mesmo dia, às 17h, pelos canais do Facebook e YouTube da série

$artigoImagemTitulo

Animação catarinense em destaque. No dia 4 de janeiro, a nova temporada da série de animação Boris e Rufus, da catarinense Belli Studio, estreia nos canais da DisneyXD do Brasil e da América Latina. A produtora executiva, Aline Muxfeldt S. Belli, comenta que os novos episódios trarão algumas novidades. "Esta temporada contará com maior presença dos adolescentes da série: o Enzo e a Jennifer, e alguns personagens dos episódios anteriores que tiveram participação especial estarão mais destacados também, e vamos conhecer um pouco mais da história de personagens coadjuvantes como a da encantadora peixinha Yuko", explica. 

A ficha técnica desta nova temporada conta com: criação de Filipe Cargnin e Elisa Baasch; episódios escritos e roteirizados por Ricardo Grynszpan, Keka Reis, Maicon Tenfen, Filipe Cargnin, Lucas Eastman e Rubens Belli; o design de personagens é de Elisa Baasch; a direção geral é de Rubens Belli e a direção musical de Ruben Feffer; além de contar com a produção executiva de Aline Muxfeldt S. Belli e Rubens Belli.

Além de ter estreia de novos episódios no Brasil e em toda América Latina, em 2021 Boris e Rufus embarcarão para a América do Norte pela Amazon Prime. "Inclusive, neste ano, na Amazon Prime Video do Brasil, o aumento no número de exibições na plataforma foi de aproximadamente 800%, em relação ao semestre anterior", afirma Aline. "Na área de licenciamento, as aventuras de Bóris e Rufus, criadas em Santa Catarina já ganharam exposição em diversas lojas, supermercados e livrarias através dos Brinquedos Estrela, cases Oral Gift e Cadernos da Credeal", complementa a produtora executiva.

LIVE DE LANÇAMENTO

Para celebrar o momento, no mesmo dia, 4 de janeiro, a Belli Studio promove uma live com a presença do diretor geral da série Rubens Belli, da responsável pelo casting e direção de voz, Melissa Garcia; do roteirista e supervisor de roteiros Maicon Tenfen, de Caio Guarnieri, voz original do personagem Rufus; da criadora e designer de personagens, Elisa Baasch, e da produtora executiva da Belli Studio, Aline Muxfeldt S. Belli. O evento ocorre, às 17h, pelos canais www.youtube.com/BoriseRufus, Fanpage @serieboriserufus e YouTube do @SCCriativa.

BORIS E RUFUS

É uma série de animação 2D que retrata as aventuras de Boris, um cachorro ranzinza, e Rufus, um furão empolgado que acredita ser um cachorro. Ambos vivem no quintal de Enzo, um adolescente apaixonado por sua vizinha, Jennifer, dona de um gato famoso da internet, o Leopoldo. Na ausência dos donos, os animais deixam de se comportar como amigos de estimação e utilizam aparelhos eletrônicos, acessam a "interpetnet" (a web dos animais), jogam videogames e aprontam as mais variadas coisas. Os conflitos entre as personalidades de Boris e Rufus e o contato com seres e objetos fantásticos os fazem embarcar em grandes aventuras. Idealizada e produzida pela empresa catarinense Belli Studio, a série Boris e Rufus já está disponível em todos os países da América Latina pelos canais DisneyXD e Disney Channel, pela TV Cultura e Youtube (onde são inseridos alguns episódios completos também com libras e audiodescrição). A distribuição é da Pacotinho Filmes. Confira todas as novidades e conteúdos exclusivos do Boris e Rufus pelos canais do YouTube e TikTok: @boriserufus ou pelo Instagram @boris_e_rufus

BELLI STUDIO

De Blumenau, Santa Catarina, a Belli Studio tem mais de 21 anos de experiência no mercado de animação e é referência em produções nacionais e internacionais no setor. Possui no portfólio animações de séries renomadas para a Disney, TV Cultura, Netflix, DiscoveryKids, Cartoon Network, entre outros. Fundada e dirigida pelo artista e empresário Rubens Belli, a produtora é vencedora do troféu Animacción do Prêmio Chilemonos (2018), com Boris e Rufus, também indicada como melhor série de animação brasileira em 2019 pela Academia do Cinema Brasileiro.



Pomeranos no Vale Europeu
03 Janeiro 2021 12:00:00
Autor: Por Genemir Raduenz, Edson Klemann, Johan Ditmar Strelow e Cláudio Werling

$artigoImagemTitulo

De forma frequente surge o questionamento sobre nossa origem, de onde vieram meus ascendentes? Que hábitos eles tinham? Como eles viviam? Naturalmente todos nós temos uma carga genética e cultural repassada há gerações, e só isso, já é fantástico. Mas a pergunta principal é "de onde viemos?" Um pomerodense quase que ao longo de toda a década de 80 buscou de forma contundente essa resposta, não somente sua origem, mas a da cidade onde vivia. Eugen Wilhelm Carl Zimmer (em português Eugênio Guilherme Carlos Zimmer) foi prefeito de Pomerode na gestão 1982 a 1988. Seu nome de batismo é Eugen que na língua portuguesa se traduz para Eugênio, mas numa cidade com predominância de descendentes europeus, "Eugênio" virou "Euchino", por sua vez a abreviação acabou migrando para "Chino" e daí para o apelido de "China" foi só uma questão de tempo.


Acervo: Elzira Zimmer/Os pais de Eugênio Zimmer (Walther e Hertha Zimmer ? ela nascida Ziehlsdorff), cuidando do gado em sua propriedade nas proximidades do atual Clube Pomerode.

Eugênio Zimmer ficou conhecido pela grande maioria como 'China". Sua filha Heike, destaca que no seio familiar era predominante chamá-lo de "Chino". Para ela, o pai tinha uma paixão por todo assunto que envolvesse os aspectos culturais de Pomerode e da origem das famílias, pois constantemente se perguntava: de onde nós viemos? Antes de China se tornar prefeito, trabalhou como garçom, depois foi bancário no Banco Nacional e migrou para a atividade de professor lecionando nos anos 70 na escola Sinodal Dr. Blumenau e também professor de Português e Inglês no Colégio José Bonifácio, nesta escola lecionou no final dos anos 90.


Acervo: Elzira Zimmer/Eugênio Zimmer num registro do dia de sua confirmação.

Era formado em letras/Inglês na Universidade Regional de Blumenau (Furb). Sua gestão permeou com muita ênfase e foco na história e cultura da cidade de Pomerode. Evidenciar isso é fácil de visualizar quando analisamos seu legado. Em destaque iniciativas como a criação da Festa Pomerana em 1984, a criação da Fundação Cultural em 1985 e o primeiro inventário no município das casas existentes na técnica construtiva enxaimel (1983). Cabe resgatar que nos anos 80 o Brasil passava por severa recessão econômica com altíssimos índices inflacionários. Por sua vez, grandes enchentes ocorriam em Santa Catarina como a de 83 e 84. Em vista deste cenário, o Governo de Santa Catarina em parceria com os governos municipais e iniciativa privada procuraram novas formas de alavancar e reconstruir o Estado.


Fonte: Livro Pomerode: Manifestações de Germanicidade em uma Festa Teuto-Brasileira./Cartaz da primeira Festa Pomerana realizada de 11 a 25 de janeiro de 1984.

O turismo ganhou destaque, aspecto até então pouco explorado. Nessa perspectiva, Pomerode uniu esforços para incrementar o turismo a partir de 1983, a cidade não foi atingida diretamente pelas enchentes, mas sentiu economicamente. Eugênio Zimmer e Nelson Riemer colocam em prática o plano de governo municipal "Novos Caminhos" que valorizou de forma especial a educação e a cultura, estimulando os setores econômicos com atenção ao turismo. Desta forma, o turismo passa a ser considerado em Pomerode como uma atividade econômica capaz de gerar empregos, mobilizar o comércio e os setores de serviço, captando recursos financeiros para o município. Na época não ocorreu o apoio unânime da sociedade, no início se duvidou da aposta no turismo. Cabe destacar que antes da década de 80 o movimento turístico já existia em baixa escala, centrado nos turistas que vinham a Blumenau, "esticando" a visita à Pomerode em função do Zoológico, a compra de lacticínios e porcelana.


Fonte: Livro Pomerode: Manifestações de Germanicidade em uma Festa Teuto-Brasileira./Cartaz da festa Pomerana utilizado de 1985 a 1989.

Mas um plano de forma mais estruturado ocorreu efetivamente nos anos 80. Uma das ações que demostra esse foco da gestão de China foi a criação do "Serviço Municipal de Cultura e Turismo", órgão que passou a ordenar as atividades culturais já existentes em forma de calendário anual de festividades, bem como, programar novos eventos culturais que objetivava ampliar a atração de turistas. O Serviço de Cultura e Turismo foi incumbido de descobrir as características específicas de Pomerode. Nessa pesquisa se constatou importantes aspectos que viriam a nortear os rumos da cidade nas décadas seguintes, foram eles: descendência pomerana como origem comum da maioria da população, o uso acentuado do idioma pomerano (platt) e do alemão, o luteranismo como religião predominante, alto índice de alfabetização, mão-de-obra qualificada, grande número de casas na técnica construtiva enxaimel, dezesseis sociedades de caça e tiro e um grande número e bandas musicais. Mediante o levante de todas essas características, o Serviço de Cultura e Turismo alinhado com o Executivo cria e começa a propagar em 1983 a frase "Pomerode, a cidade mais alemã do Brasil"

Acervo: Roseli Zimmer/Solenidade de abertura da primeira Festa Pomerana em janeiro de 1984. A mesma ocorreu na Sociedade Esportiva Floresta.

A Festa Pomerana que iniciou em 1984 e foi a precursora de todas as festas típicas do Vale do Itajaí é um belo exemplo do foco que a gestão China tinha na Cultura/Turismo. A função da festa além de celebrar o 25ª aniversário de emancipação político administrativa do município (21 de janeiro), também foi planejada para se transformar num evento econômico e turístico aproveitando a temporada do verão catarinense, e para prover lazer ao pomerodense. Logo foi se consolidando como o principal evento do calendário de Pomerode. A primeira festa que ocorreu na Sociedade Esportiva Floresta (no ano seguinte migrou para o ginásio de esportes Ralf Knaesel), teve como destaque a exposição industrial e comercial e várias atrações culturais como apresentações folclóricas.

Foto: http://fotosantigaspomerode.blogspot.com//No centro de óculos Eugênio Zimmer e servindo o chopp Albrecht Just. Registro da primeira festa Pomerana realizada na Sociedade Esportiva Floresta.

O visitante pode apreciar os pratos típicos da região, concursos de culinária com cucas, bolos, geleias, salgados, cervejas e licores caseiros e ainda os passeios pela cidade nos carros de mola (Kutsche). Na gestão de China, também foi instituída a Comissão Municipal de Cultura que objetivou resgatar e fomentar a história dos imigrantes e o desenvolvimento ao longo das décadas ocorridas no Vale do Rio do Testo. Interessante observar que o início da Fundação ocorreu com o encontro de pessoas da sociedade civil objetivando concentrar as memórias da nossa história. Muitos relatos surgiram sobre famílias, sobre como as escolas iniciaram nas localidades, quais os anseios que as gerações ouviam de seus antepassados, e principalmente desmistificar as questões geográficas de uma Europa que mudava suas fronteiras com muita frequência.

Acervo: Josef Gasparek/Competições típicas sempre fizeram parte da Festa Pomerana. Fisgar o pescador foi uma que alegrava o público. No centro da lagoa um competidor em cada canoa buscava derrubar o adversário e se manter equilibrado na canoa, sendo o vencedor.

Compreender a diferença entre prussianos, pomeranos, alemães, ou seja, que conexões existiam. O resultado concreto foi a publicação do primeiro fascículo histórico de Pomerode em 21 de janeiro de 1985. No prefácio do primeiro fascículo, o governo municipal expressa seu desejo de que a comunidade encaminhe para a Comissão Municipal de Cultura relatos das experiências e de fatos para enriquecer a secular história que já existia na região. Depois foram publicados vários outros fascículos com riquíssimas informações sobre Pomerode e a Pomerânia, material até hoje considerado o mais completo quando falamos em pesquisa da origem de Pomerode. A Comissão Municipal de Cultura era composta por pessoas de diversos setores da comunidade, como industriais, comerciantes, educadores e funcionários públicos.

Acervo: Dalila Riemer/Um dos primeiros desfiles da Festa Pomerana. Realizado na Avenida 21 de Janeiro próximo a Igreja católica (note que as palmeiras ainda estão bem pequenas).

Participavam membros como a Irmã Anita Guenther, Curt Arthur Weege, Erwin Curt Teichmann, Dr. João Carlos von Hohendorff, João Afonso Boer, João Resende Batista de Oliveira, Meike Riemer, Marli Ehlert, Udo Ramlow, Waldemar Wiesner e Dr. Wilson Correia. Inúmeras ações estavam em andamento e o governo municipal compreendeu a necessidade de dividir/segmentar o Serviço Municipal de Cultura e Turismo, criando assim a Secretaria de Turismo e a Fundação Cultural de Pomerode. A Secretaria de turismo continuou coordenando o calendário anual de festividades e a realizar atividades para o desenvolvimento do turismo. Por sua vez, a Fundação Cultural de Pomerode passou a organizar atividades artísticas nas diversas áreas, a zelar pela continuidade da publicação dos fascículos históricos e a realizar o concurso de biografias "Personalidades Ilustres de Pomerode".
Acervo: Dalila Riemer/Dalila e Nelson Riemer com suas vacas premiadas na Festa Pomerana nos anos 80.

Quanto aos membros da Comissão Municipal de Pomerode, continuaram a fazer parte da Fundação Cultural, somente ocorreu a mudança na nomenclatura. Também foi na gestão de Eugênio Zimmer que ocorreu a participação de Pomerode em 1986 no lançamento da pedra fundamental do Centro Pomerano (Pommern Zentrum) em Travemünde (Alemanha), local que objetivava acolher visitantes de origem pomerana do mundo todo. Na ocasião Eugênio Zimmer e sua esposa Rosita eram os visitantes no Norte da Alemanha com ascendência Pomerana que "de mais longe" compareceram no lançamento. O centro efetivamente foi inaugurado em 05 de setembro de 1988.

Acervo: Dalila Riemer/Wilfrido Glasenapp recebendo banho de leite na exposição agropecuária que acontecia na Festa Pomerana na década de 80. O vencedor de cada categoria recebia um banho de leite.

Além disso, há registros de que durante essa viagem à Alemanha, Eugênio Zimmer se encontrou com pomeranos cujos antepassados tiveram grande influência na Pomerânia, dentre esses contatos cabe enaltecer a visita da família Zimmer a residência dos von Kameke, família que pertencia a antiga nobreza da Pomerânia e considerados os maiores produtores de batata. Nesse intercâmbio, ocorreu uma clara demonstração de que China era incentivador para que no futuro o governo municipal fomentasse parcerias Pomerode/Alemanha. Na gestão de Eugênio Zimmer e Nelson Riemer também ocorreu o primeiro inventário das casas de técnica construtiva enxaimel.


Foto: Arquivo E.T. Florianópolis/Casa em Testo Rega (Pomerode) registrada no inventário de casas enxaimel feito em 1983. Consta no boletim próMemória nº 39 do IPHAN de 1988.

A iniciativa ocorreu em parceria com o IPHAN que objetivou conhecer e mapear essas construções. A pomerodense Roseana Lunghard que participou deste trabalho destaca que o IPHAN também estava motivado para acelerar essa iniciativa, pois muitas casas tinham sido atingidas pelas enchentes. Em 1984, inicia um processo de valorização do patrimônio arquitetônico do município, pois ocorre a concentração de esforços por meio de assessorias técnicas e isenção de impostos para estimular a preservação das construções enxaimel em estado de uso por habitantes da zona urbana e rural. Todo esse foco e incentivo aos aspectos culturais, também atingiu positivamente as Sociedades de Caça e Tiro, os grupos folclóricos, grupos teatrais, escolas e artes plásticas. Havia enorme interesse da gestão em restabelecer e preservar a cultura, como destaca a fala de João Carlos Hohendorff (assessor jurídico da administração 1983/1988): "... reerguer, reativar, e enaltecer a cultura já existente, ela tinha que ser buscada exatamente nos locais tradicionais onde já foi praticada, onde ela já se constituiu em determinado momento com forma atuante...". Podemos observar que Pomerode na década de 80 passou por um processo de revigoramento das suas atividades culturais e da valorização de seu patrimônio histórico, principalmente restabelecendo parte de sua memória coletiva e de suas origens.


Acervo: Secretaria Municipal de Turismo/Vista da Festa Pomerana em janeiro de 1992 na área de esporte e lazer (ginásio) Ralf Knaesel.




Pomeranos no Vale Europeu
27 Dezembro 2020 00:00:00
Autor: Por Genemir Raduenz, Edson Klemann, Johan Ditmar Strelow e Cláudio Werling

$artigoImagemTitulo

Inaugurada em 1986 como fábrica de sorvetes e sorveteria aberta ao público, nasceu pelas mãos do empresário Udo Boss que usou os conhecimentos adquiridos na empresa Duas Rodas de Jaraguá do Sul e sua experiência de marketing absorvidas no gerenciamento da antiga Casa Peiter (grande loja de vestuário e decoração na rua XV de Novembro em Blumenau). O nome POMER é derivado do nome do nosso município POMERode. Os sorvetes levavam em sua composição matéria prima de primeiríssima qualidade, sucos naturais de frutas e frutas in natura. A produção de sorvetes era escoada por distribuidoras em Blumenau, Florianópolis, Itajaí, Porto Belo e Curitiba. Em 1993, a Pomer Alimentos detinha 70% do mercado dos bons sorvetes no estado de SC. Produzia sorvetes em baldes de litros (para venda em sorveterias ou festas), potes de 2 litros, potinhos de 100ml, no palito e as sobremesas em porções individuais. Também produzia a versão diet e três versões com sabor de iogurte. 

Acervo: Christiane Ramthun/O saudoso freezer da Pomer Alimentos com a policromia (aplicação de uma arte na estrutura do freezer).
A demanda pelo sorvete aumentou quando Boss resolveu dar identidade ao seu produto aderindo à campanha de uma empresa fabricante de freezers, adquiriu 60 freezers e ganhou a policromia. O resultado foi tão animador que num curto espaço de tempo foram adquiridos mais 2 lotes, com 120 e 90 unidades. Durante os meses de inverno a Pomer Alimentos fabricava chocolates e 20 tipos de biscoitos (amanteigados de coco com pontas achocolatadas, beijos baianos e pães de mel). Esta divisão surgiu com a compra da fábrica de biscoitos e Chocolate Salware de Curitiba, produtora das bolachas Champagne. Esta última se destacava devido sua qualidade e chegou a terceirizar a produção para a Todeschini e a própria Salware. Segundo relato de Boss ao Jornal Pomeroder Zeitung (1ª quinzena de Abril de 1994): "O segredo está no receituário e na seleção criteriosa dos produtos que fazem do Champagne um biscoito fino e gostoso". Já na primeira metade da década de 90 a Pomer Alimentos lançou o panetone de sorvete, um produto inovador para a época e que estava disponível inicialmente apenas na loja de fábrica localizada onde hoje é o CEIM Dorotéia Borchardt. De acordo com familiares de Udo Boss, a empresa encerrou as atividades entre os anos de 2002 e 2003, mas seus sabores ainda estão na memória gustativa de muitos pomerodenses. Como descreveu a capa do jornal Pomeroder Zeitung "POMER: uma marca de delícias".


Pomeranos no Vale Europeu
20 Dezembro 2020 08:00:00
Autor: Por Genemir Raduenz, Edsona Klemann, Johan Ditmar Strelow e Cláudio Werling

$artigoImagemTitulo

Na época de Natal e Ano Novo, havia muitos costumes e crenças entre os pomeranos, principalmente os oriundos da Pomerânia Oriental. Essa região é atingida por fortes ventos frios no Inverno. De acordo com Rölke, estes ventos estariam tocando ou trazendo poderes demoníacos e até fantasmas, dos quais os pomeranos precisavam estar vigilantes (é preciso lembrar que toda a região era pagã, antes da introdução do cristianismo). Para Rölke, a maior cautela era entre os dias 24 de dezembro a 6 de janeiro, ou, a época das "Doze Noites", quando se tomava uma série de cuidados, por exemplo, não lavar nem secar roupa e não cortar cabelos.

O hábito de não estender roupa no varal era um costume para não espantar familiares falecidos, que quisessem fazer uma visita no período de Natal. Os wendes, tribo eslava ocidental que formou a base cultural dos pomeranos, acreditava que os mortos tinham a capacidade de voltar ao mundo dos vivos. Curioso notar que os Hutsuls, uma tribo eslava oriental que até hoje vivem nos Cárpatos (Ucrânia), acendem o fogo por fricção de madeira na véspera de Natal e o mantém aceso até a duodécima noite. Ou seja, duas tribos eslavas com mais de mil quilômetros de distância possuem costumes praticados durante o mesmo período e com a mesma duração.


Livro Das Alte Pommern/Nevasca na Pomerânia em 1939 na localidade de Bärwalde no Kreis de Neustettin. Rigorosos invernos fazem parte da rotina na região.




Coronavírus
17 Dezembro 2020 16:38:00

$artigoImagemTitulo

O governador Carlos Moisés anunciou nesta quinta-feira, 17, a liberação parcial de eventos sociais e parques aquáticos em Santa Catarina desde que respeitados os protocolos sanitários. Os detalhes do regramento serão publicados em decreto no Diário Oficial do Estado e em portarias da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O anúncio foi feito durante a inauguração do Centro de Inovação de Blumenau, no Vale do Itajaí.

As atividades ficam parcialmente liberadas desde que estejam de acordo com a matriz de risco epidemiológico-sanitário da Secretaria de Estado da Saúde (SES), sem prejuízo dos demais regramentos sanitários emitidos por autoridade federal, estadual ou municipal.

"O que se propõe é a autorização de atividades específicas com um percentual maior de ocupação dos espaços. As definições estão alinhadas às práticas de convivência segura com o vírus, por isso a importância de todos colaborarem para que esse convívio funcione", afirmou o governador.

Os estabelecimentos deverão respeitar os protocolos e percentuais de funcionamento autorizados pela normativa, conforme os níveis de risco da Covid-19 em cada região do Estado.

Em nível gravíssimo, os parques aquáticos e complexos de águas termais estão autorizados a funcionar com ocupação de 50% e os eventos sociais podem ser realizados com 30% da capacidade.

O transporte coletivo e o horário de funcionamento das atividades não essenciais, como bares e restaurantes, serão tratados pela equipe técnica em nova reunião que deve ocorrer nesta sexta-feira, 18.

Cabe ao Estado a coordenação estadual e regional das ações, em compartilhamento com os municípios nas respectivas regiões de saúde, podendo os entes municipais estabelecer medidas mais restritivas do que as previstas pelas autoridades sanitárias federal e estadual, a fim de conter a contaminação e a propagação do coronavírus.

Coronavírus

O governador também salientou que a rede de Saúde catarinense já ampliou em 100% o número de leitos de UTI e reforçou que novos leitos para pacientes confirmados ou com suspeita de Covid-19 serão reativados. Na quarta-feira, 16, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou a admissibilidade da Medida Provisória 231 que autoriza o Governo do Estado a custear as diárias dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva que ainda não foram habilitados pelo Ministério da Saúde.

Com isso, a capacidade de atendimento aos pacientes nas redes públicas estadual e municipal será ampliada em até 170 leitos para Covid-19. A previsão de custos do Governo do Estado é superior a R$ 30 milhões.


Vitória
17 Dezembro 2020 15:02:00

Pietra Gustmann foi a única representante das escolas públicas de Pomerode

$artigoImagemTitulo

A estudante do 7º ano do Ensino Fundamental da Escola Básica Municipal Dr. Amadeu da Luz, de Pomerode, Pietra Isabel Gustmann, de 12 anos, venceu o Concurso Estadual de Leitura em Língua Alemã. A aluna foi a primeira colocada na categoria A1 DaF (Deutsch als Fremdsprache - alemão como língua estrangeira), do Ensino Fundamental. Ela foi a única representante das escolas públicas de Pomerode. O concurso baseia-se em uma gravação, em vídeo, da leitura de um texto recebido pelo professor.

A língua alemã sempre esteve presenta na vida de Pietra, pois até seus quatro anos ela só sabia falar esse idioma. Mesmo com essa forte ligação, a aluna não esperava alcançar tamanho resultado. "Nem estou acreditando ainda que ganhei o primeiro lugar, é muita coisa para processar. Eu não imaginava chegar tão longe, mas estou tão feliz! Minha família está muito orgulhosa de mim, minha mãe sempre disse que eu iria conseguir".

O Testo Notícias parabeniza Pietra, que representou a cidade de Pomerode no concurso estadual!


Simplicidade
17 Dezembro 2020 13:49:00
Autor: Por redação Testo Notícias

Lara, de oito anos, recebe visitas diárias de seus amigos jacus

$artigoImagemTitulo

Você com certeza já viu alguma amizade entre pessoas e papagaios, calopsitas, periquitos ou outros pássaros. Porém, a jovem Lara Cristina Nienow, de oito anos, surpreendeu a todos e criou uma amizade quase que inédita, com três jacus. Eles a visitam diariamente e, em troca, recebem bananas para alegrar seus dias.

Essa relação começou a ser construída em setembro desse ano e, aos poucos, Lara foi ganhando a confiança das aves. No início, recebia a visita, em casa, de três jacus, carinhosamente apelidados por ela de Martin, Malone e Fifi. Com o tempo de acasalamento chegando, o único macho escolheu Malone como sua companheira e, após isso, não deixou mais Fifi chegar perto da propriedade.

Ao conversar com Lara, é impossível não sentir o seu amor pelos animais e o conhecimento que ela tem sobre eles, dos seus hábitos, características e costumes. Por exemplo, ao entrar em meio às àrvores, Lara sabe identificar em quais locais os jacus passam a maior parte do tempo. "Esse aqui é o tronco do Martin e da Malone, eles sentam e ficam em pé, e esse galho aqui eles gostam de ficar também", conta ela, apontando para a vegetação.

Lara cultivou um amor lindo e sincero por esses animais e, por isso, escreveu uma cartinha para eles. "Martin, meu 'jacuzinho' corajoso e comedor de banana. Malone minha 'jacuazinha' esperta e tímida. Fifi minha 'jacuazinha' tímida e medrosa", diz ela, orgulhosa.


Jorris Daniel Nienow/

Os jacus já se acostumaram com a presença de Lara e deram a ela sua confiança. As visitas feitas por eles são diárias, sem horário específico. Quando o encontro acontece, Lara se diverte dando bananas, correndo com eles e, inclusive, dando carinho. "Eles já sabem até onde é meu quarto. Tem vezes que eu sento aqui [em uma madeira perto do seu quarto], boto a banana, o Martin olha para cima e salta. Eu dou banana, encosto nele", explica.

Lara sempre gostou da natureza e dos animais. Isso se torna visível quando ela adentra a mata em sua residência, corre pelo campo, sobe em pedras e árvores ou observa o lago. O amor dela por esse mundo exala a cada frase dita.

A paixão é tão grande que a fez criar um clube com duas amigas chamado "Patas para o alto à serviço da lei". O objetivo é pesquisar a natureza e protegê-la com cartazes feitos por elas. Além de fazer amizade com os animais, Lara também os fotografa, desenha e até escreve sobre eles e as experiências vividas.

Para sempre relembrar da sua relação com os jacus, ela registrou um texto intitulado "Projeto jacu: mostrando como deve respeitar a natureza para que ele venha até nós". Nele, Lara descreveu todos os momentos vividos ao lado desses animais, desde o começo. "Não dá para publicar [os textos e cartazes] em todo lugar, mas eu tento ajudar", finaliza. 


Premiação
17 Dezembro 2020 11:06:00
Autor: Por redação Testo Notícias

Pelo segundo ano consecutivo, o jornal feito pra quem vive Pomerode garante duas Penas de Ouro e uma de Prata no Prêmio Adjori

$artigoImagemTitulo

Pela primeira vez na história, o tradicional Prêmio Adjori/SC de Jornalismo anunciou seus vencedores em uma cerimônia on-line realizada no dia 09 de dezembro e que, mesmo à distância, reuniu as equipes dos principais periódicos impresso do interior do Estado para uma celebração à qualidade do jornalismo catarinense.

Mesmo sem a tradicional noite de gala, o 21º Prêmio Adjori ficará para sempre marcado na memória da equipe Testo Notícias. Pela primeira vez na história, o jornal feito essencialmente "pra quem vive Pomerode" conquistou uma inédita Pena de Ouro na categoria Jornalismo Impresso, troféu máximo da competição e que representa a excelência na soma das notas de diversas subcategorias.


Luciano Nunes/Rosane Moura Eventos/Reconhecimento: Prêmio Adjori premia os melhores jornais do interior de SC.

Além disso, o jornal trouxe para Pomerode o tricampeonato na categoria Publicidade e uma Pena de Prata no Jornalismo On-line. Esse é o segundo ano consecutivo em que o Testo Notícias conquistas três Penas em uma mesma edição do Prêmio Adjori. Ainda trouxe para casa quatro troféus individuais em: Apresentação Gráfica, Editorial, Fotografia e Campanha de Agência (desenvolvida pela Free Multiagência) e esteve presente em outras sete finais, que lhe renderam menções honrosas.


Stephanie Stammerjohann Gehlen /Duas Penas de Ouro, uma de Prata e muito orgulho em ser genuinamente pomerodense.

O evento de divulgação dos vencedores contou com o apoio institucional da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), e do Sicoob SC/RS.

Pena de Ouro no Jornalismo Impresso

Apesar de reunir na estante Penas de Ouro em outras categoria e uma maravilhosa Prata em Jornalismo Impresso, conquistada em 2019, faltava ao Testo Notícias o cobiçado primeiro lugar nessa, que é a mais ilustre categoria do Prêmio Adjori/SC. E ele veio! Fruto de muita dedicação de toda a equipe, o jornal conquistou três primeiros lugares nas subcategorias: Projeto Gráfico, Editorial e Fotografia, além de ter figurado entre os finalistas em: Caderno Temático, Coluna ou Crônica e Reportagem Pautada. Com isso, garantiu sua primeira Pena de Ouro da história no Jornalismo Impresso, sendo reconhecido dessa forma como o melhor jornal do interior de Santa Catarina.

Projeto Gráfico (campeão)  

Com um projeto gráfico renovado e personalizado, especialmente elaborado para oferecer aos leitores uma grande experiência de leitura, o Testo Notícias conquistou seu primeiro campeonato nessa subcategoria.


Editorial (campeão) 

O grande desafio humanitário a ser vencido nos próximos meses e anos é a questão imigratória. À distância, cobramos dos países da Europa que recebam os refugiados que se arriscam na travessia do Mar Mediterrâneo, mas o desafio vai muito além da situação naquele lado do planeta. É preciso pôr em prática o discurso de aceitação dos novos visitantes aqui mesmo, nos pequenos municípios. Esse foi o tema do editorial que tornou-se o campeão desse ano na premiação.


Fotografia (campeão) 

Na penumbra de um fim de tarde, a foto feita por Ismael Ewald Limberger registra a violenta partida prematura de mais um jovem. No chão, os pedaços da motocicleta representam os sonhos esmigalhados do garoto que não mais poderá realizá-los. O capacete largado remete à ausência. O sangue mancha o asfalto assim como marca a vida da família, que jamais estará completa novamente. Os cones servem de alerta aos demais motoristas, que apenas desviam e apagam da memória tudo o que viram. A luz do farol, refletindo por trás da moto, representa nada mais do que a fria realidade da vida, que assim como tráfego, não param para lamentar suas vítimas. A cena choca, mas, por vezes, levar para as páginas de jornal essa triste realidade é a única maneira de fazer com que os leitores parem para repensar suas próprias atitudes.


Pena de Ouro em Publicidade 

O Testo Notícias conquistou nesse ano o tricampeonato em Publicidade, garantindo a terceira Pena de Ouro de sua história nessa categoria. Para isso, esteve entre os finalistas nas subcategorias Anúncio de Equipe e Campanha de Equipe e o vencedor na subcategoria Campanha de Agência - desenvolvida pela Free Multiagência. Também compôs a somatória final para garantir a premiação máxima o Anúncio de Agência, também elaborado pela Free Multiagência.

Campanha de Agência - Free Multiagência  

Campanha Samae Timbó - Separação do Lixo: a separação do lixo é essencial para sustentabilidade da natureza. A campanha, portanto, ressaltou essa prosperidade da natureza a partir da separação das palavras, representando cada tipo de material reciclável: papel, plástico e vidro. Plantas e elementos naturais surgiram onde o resíduo (representado por sua palavra) foi separado. A separação silábica representando a separação do próprio resíduo. Os fundos têm a cor do respectivo tipo de lixo separado, azul para papel, vermelho para plástico, verde para vidro.




Pena de Prata no Jornalismo On-line  

Mais uma vez o Testo Notícias esteve entre os melhores no Jornalismo On-line, sendo finalista tanto na subcategoria Reportagem Multimídia quanto na subcategoria Site.

O especial multimídia deste ano do Testo Notícias surgiu com a proposta de dar ainda mais vida e colorido ao caderno temático "Pomerode, uma terra de oportunidades". Quando a equipe descobriu a preciosidade que tinha em mãos, teve a certeza que o rico conteúdo teria ainda mais relevância com a utilização de novos recursos e a integração do ambiente digital com o nosso carro-chefe, o impresso. Todo esse conteúdo foi compilado para se tornar uma reportagem em vídeo com pouco mais de nove minutos de duração.

Desafio extra para a equipe que precisou decupar 391 vídeos e mais de 180 minutos gravados. Um trabalho que demorou cerca de cinco meses entre gravações, feitas com Câmera DSLR, Osmo e drone, edição e finalização, tudo com muita dedicação.

Pra você e por você  

Em um ano com tantas dificuldades, a premiação da Adjori/SC chega como uma coroação de todo o esforço empregado pela equipe para levar sempre o melhor até os leitores, afinal, são eles a nossa razão de existir. É a cada um de vocês, nossos assinantes, anunciantes, parceiros e amigos que dedicamos cada um dos troféus, o carinho e o apoio que recebemos diariamente são nosso maior prêmio e o combustível para evoluir sempre mais. Toda a nossa equipe aproveita a oportunidade para lhes desejar um Feliz Natal e que 2021 traga muita saúde e prosperidade! 

Categorias

Publicidade - Anúncio de Equipe, Campanha de Equipe, Anúncio de Agência, Campanha de Agência.
Jornalismo Impresso - Apresentação Gráfica, Caderno Temático, Charge ou Ilustração, Coluna ou Crônica, Editorial, Fotografia, Reportagem Livre e Reportagem Pautada.
Jornalismo Online - Site e Reportagem Multimídia.
Área Acadêmica - Graduação e Pós-Graduação.





Endereço: Avenida 21 de Janeiro, 1845, Centro - Pomerode SC
Fone: (47) 3387-6420 | Whatsapp: (47) 99227-2173 | jornalismo@testonoticias.com.br
Sobre o jornal | Facebook | Instagram | YouTube